Histórias, vivências e condições de saúde das pessoas enlutadas pelo suicídio / Stories, experiences and health conditions of suicide people

Kamylla Guedes De Sena, Ivania Vera, Roselma Lucchese, Moisés Fernandes Lemos

Abstract


O suicídio é considerado uma das maiores causas de morte prematuras. O presente estudo objetivou descrever a história e vivências de pessoas enlutadas pelo suicídio e suas condições de saúde. Trata-se de uma pesquisa mista, com a utilização do método de corte seccional e história oral, pertinentes ao luto decorrente do suicídio com entrevista face-a-face em ambiente reservado. Os dados qualitativos foram analisados por meio da análise do conteúdo temático e os quantitativos por média, prevalência e as tendências de associação aplicando-se com medida de efeito Poisson. A amostra foi composta por 11 sujeitos enlutados pelo suicídio, com média de idade de 35 anos, predominância do sexo feminino (9/81,8%). Evidenciou-se que os sujeitos enlutados apresentaram risco de adoecimento mental e físico, destacando-se os transtornos mentais comuns. A dor ocasionada pela perda também consistiu em um aspecto presente entre os que ficam. Ambos os elementos supracitados tendem a interferir nas condições de vida e saúde dos sujeitos enlutados.


Keywords


Suicídio, Luto, Condições de saúde, Saúde mental.

References


ACIOLE, G.G.; BERGAMO, D.C. Cuidado à família enlutada: uma ação pública necessária. Saúde em Debate, v. 43, p. 805-818, 2019.

ALBERTI, V. Manual de história oral. 3. ed. revisada e atualizada. Rio de Janeiro. Editora FGV, 2013.

ALMEIDA, B. L. S.; LORENTZ, M.; BERTOLDO, L. T. Maria. Aspectos Psicossociais do Suicídio em Idosos e Percepções de Sobreviventes. Revista de Psicologia da IMED, v. 10, n. 1, p. 21-36, 2018.

ANDRIESSEN, K.; MOWLL, J.; LOBB, E.; DRAPER, B.; DUDLEY, M.; MITCHELL, P. B. “Don’t bother about me.” The grief and mental health of bereaved adolescentes. Journal Death Studies, v. 42, 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PARA O ESTUDO DA OBESIDADE E DA SÍNDROME METABÓLICA (ABESO). Diretrizes brasileiras de obesidade 2016. 4.edição. São Paulo, 2016.

AZORINA, V.; MORANT, N.; NESSE, H.; STEVENSON, F.; OSBORN, D.; KING, M. et al. The Perceived Impact of Suicide Bereavement on Specific Interpersonal Relationships: A Qualitative Study of Survey Data. International journal of environmental research and public health, v. 16, n. 10, p. 1801, 2019.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 4. ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BATISTA, P.; SANTOS, J. C. Processo de luto dos familiares de idosos que se suicidaram. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, n. 12, p. 17-24, 2014.

BERTOLAZI, A. N.; FAGONDES, S.C.; HOFF, L.S.; DARTORA, E.G.; MIOZZO, I.C.; BARBA, M.E. et al. Validation of the Brazilian Portuguese version of the Pittsburgh sleep quality index. Sleep medicine, v. 12, n. 1, p. 70-75, 2011.

BOLTON, J. M.; AU, W.; LESLIE, W. D.; MARTENS, P. J.; ENNS, M. W.; ROOS, L. L. et al. Parents bereaved by offspring suicide: a population-based longitudinal case-control study. JAMA psychiatry, v. 70, n. 2, p. 158-167, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim epidemiológico Suicídio: tentativas e óbitos por intoxicação exógena no Brasil, 2007 a 2016, v.50, n.15, junho, 2019. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/julho/17/2019-014-Publicacao-02-07.pdf.

BRASIL. Conselho Federal de Psicologia. O Suicídio e os Desafios para a Psicologia. Brasília: 1ª ed. CFP, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico: Suicídio. Saber, agir e prevenir, v.40, n. 38, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova os preceitos éticos de pesquisa com seres humanos segundo o Conselho Nacional de Saúde, 2012.

BUYSSE, D.J.; HALL, M.L.; STROLLO, P.J.; KAMARCK, T.W.; OWENS, J.; LEE, L. et al. Relationships between the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI), Epworth Sleepiness Scale (ESS), and clinical/polysomnographic measures in a community sample. J Clin Sleep Med., v. 4, n. 6, p.536-71, 2008.

CALATI, R.; BAKHIYI, C. L.; ARTERO, S.; ILGEN, M.; COURTET, P. O impacto da dor física nos pensamentos e comportamentos suicidas: meta-análises. J. Psychiatr. Res., v.71, p. 16-32, 2015.

CAMPOS, M.T.F. de S. A influência do luto no comportamento alimentar e suas implicações nas condutas nutricionais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, p. 2769-2779, 2013.

CARDOSO, H. C. et al. Avaliação da qualidade do sono em estudantes de Medicina. Revista brasileira de educação médica. v. 33, p. 3. p. 349-355, 2009.

CHO, J.; JUNG, S. H.; KIM, C.; SUH, M.; CHOI, Y. J.; SOHN, J. et al. Suicide loss, changes in medical care utilization, and hospitalization for cardiovascular disease and diabetes mellitus. European heart journal, v. 37, n. 9, p. 764-770, 2015.

DUARTE, Y.A.O. Família: rede de suporte ou fator estressor. A ótica de idosos e cuidadores familiares. [tese de doutorado] São Paulo (SP): Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo; 2001. 196 p.

DUTRA, K.; PREIS, L. C.; CAETANO, J.; SANTOS, J. L. G. dos; LESSA, G. Vivenciando o suicídio na família: do luto à busca pela superação. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 71, 2018.

ERLANGSEN, A.; RUNESON, B.; BOLTON, J. M.; WILCOX, H. C.; FORMAN, J. L.; KROGH, J. et al. Association between spousal suicide and mental, physical, and social health outcomes: a longitudinal and nationwide register-based study. JAMA psychiatry, v. 74, n. 5, p. 456-464, 2017.

FISHBAIN, D. A.; LEWIS, J. E.; GAO, J. A associação suicídio à dor: uma revisão narrativa. Pain Medicine, v.15, n.11, p.1835-1849, 2014.

FUKUMITSU, K. O.; KOVÁCS, M. J. Especificidades sobre processo de luto frente ao suicídio. Psico, v. 47, n. 1, p. 03-12, 2016.

GONÇALVES D. M.; STEIN A. T.; KAPCZINSKI F. Performance of the Self-Reporting Questionnaire as a psychiatric screening questionnaire: a comparative study with Structured Clinical Interview for DSM-IV-TR. Cad. Saúde Pública, n. 24 v. 2, p. 380-90, 2008.

HARDING, T.W.; ARANGO, M.V.; BALTAZAR, J.; CLIMENT, C.E.; IBRAHIM, H.H.A.; LADRIDO-IGNACIO, L. et al. Mental disorders in primary health care: a study of their frequency and diagnosis in four developing countries. Psychol Med., v.10, n.2, p. 231-41, 1980.

KÕLVES, K.; ZHAO, Q.; ROSS, V.; HAWGOOD, J.; SPENCE, S. H.; DE LEO, D. Suicide and sudden death bereavement in Australia: A longitudinal study of family members over 2 years after death. Australian & New Zealand Journal of Psychiatry, p. 0004867419882490, 2019.

LIMA, M.S.; BERIA, J.U.; TOMASI, E.; CONCEICAO, A.T.; MARI, J.J. Stressful life events and minor psychiatric disorders: an estimate of the population attributable fraction in a Brazilian community-based study. Int J Psychiatry Med., v. 26, n. 2, p.211-22, 1996.

MATOS, J. S.; SENNA, A.K. História oral como fonte: problemas e métodos. Historiæ, v. 2, n. 1, p. 95-108, 2011.

MEDRONHO, R. A.; BLOCH, K. V.; LUIZ, R. R.; WERNECK, G. L. Epidemiologia. 2ª edição. Rio de Janeiro: Atheneu, 2009.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed., São Paulo: Hucitec, 2013.

MITCHELL, A. M.; KIM, Y.; PRIGERSON, H. G.; MORTIMER, M. K. Complicated grief and suicidal ideation in adult survivors of suicide. Suicide and Life‐Threatening Behavior, v. 35, n. 5, p. 498-506, 2005.

MIYABAYASHI, S.; YASUDA, J. Effects of loss from suicide, accidents, acute illness and chronic illness on bereaved spouses and parents in Japan: Their general health, depressive mood, and grief reaction. Psychiatry and Clinical Neurosciences, v. 61, n. 5, p. 502-508, 2007.

PASSOS, M.H.P.; SILVA, H. A.; PITANGUI, A. C.; OLIVEIRA, V. M.; LIMA, A. S.; ARAÚJO, R. C. et al. Confiabilidade e validade da versão brasileira do Índice de Qualidade do Sono De Pittsburgh em adolescentes. Jornal de Pediatria, v. 93, n. 2, p. 200-206, 2017.

PITMAN, AL; OSBORN, DP; RANTELL, K.; KING, MB. Luto por suicídio como fator de risco para tentativa de suicídio: um estudo transversal nacional em todo o Reino Unido de 3432 jovens enlutados. BMJ open, v. 6, n. 1, p. e009948, 2016.

ROSS, V.; KÕLVES, K.; DE LEO, D. Exploring the support needs of people bereaved by suicide: a qualitative study. OMEGA-Journal of death and dying, p. 0030222819825775, 2019.

SCAVACINI, K.; MELEIRO, A. M. A. da S. Posvenção: Sobreviventes do Suicídio. In: MELEIRO, Alexandrina Maria Augusta da Silva. Psiquiatria: Estudos Fundamentais. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 671-676, 2018.

SCAVACINI, K.; CORNEJO, E. R.; CESCON, L. F. Grupo de Apoio aos Enlutados pelo Suicídio: uma experiência de posvenção e suporte social. Revista M. Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, p. 201-214, jan./jun. 2019.

SCAVACINI, K. O suicídio é um problema de todos: a consciência, a competência e o diálogo na prevenção e posvenção do suicídio. Tese (Doutorado em Psicologia). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018a.

SEBASTIÃO, M. A. S. dos S. Vida depois da morte: narrativas da experiência de perda de um familiar por suicídio. 2017. Dissertação de Mestrado. Universidade de Évora.

SILVA, L.C. Suicídio: o luto dos sobreviventes. In: Conselho Federal de Psicologia, O suicídio e os desafios para a psicologia (pp. 45-58). Brasília: CFP, 2013.

SMILKSTEIN, G. The family APGAR: a proposal for family function test and its use by physicians. J Fam Prac, v. 6, n. 6, p. 1231-9, 1978.

SPILLANE, A.; MATVIENKO-SIKAR, K.; LARKIN, C.; CORCORAN, P.; ARENSMAN, E. What are the physical and psychological health effests of suicide bereavement on Family members? Na observational and interview mixed-methods study in Ireland. BMJ open, v. 8, n. 1, p. e019472, 2018.

TORRES, D. de F. M. Fisioterapia: guia prático para a clínica. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2006.

VERA, I.; LUCCHESE, R.; NAKATANI, A. Y. K.; MUNARI, D.B. Índex APGAR de Família na avaliação de relações familiares do idoso: revisão integrativa. Rev. Eletr. Enf., v. 16, n. 1, p. 199-210, 2014.

VINUTO, J. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, v.22, n.44, p.203-220, Campinas, 2014.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva: World Health Organization, 2000. p. 256. WHO Obesity Technical Report Series, n. 284.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Suicide in the world: Global Health Estimates. Geneva: World Health Organization, 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29564

Refbacks

  • There are currently no refbacks.