Consumo de cocaína/crack no contexto da gestação: estudo do perfil socioeconômico das gestantes e desfechos perinatais / Cocaine/crack use in the context of pregnancy: study of the socioeconomic profile of pregnant women and perinatal outcomes

Gabriela Campos de Almeida, Nádya Ribeiro Corrêa, Bruno Ferreira Mendes, Caíque Olegário Diniz e Magalhães, Marco Fabrício Dias -Peixoto, Ricardo Cardoso Cassilhas, Isabela Resende Silva Scherrer

Abstract


Introdução: O uso de drogas é considerado um problema de saúde pública. Quando se dá por gestantes, há um agravamento, causando danos à própria saúde e à de seus fetos.  Objetivo: Comparar o perfil socioeconômico das gestantes usuárias (expostas) e não usuárias (controle) de cocaína/crack e seus desfechos perinatais. Metodologia: Foi realizado um estudo epidemiológico observacional, do tipo transversal, composta por 120 díades mãe/recém-nascido, sendo 60 do grupo controle (não exposto) e 60 do grupo exposto (uso de drogas). Foram aplicados questionários as gestantes sobre o uso de drogas e medidas antropométricas dos recém-nascidos foram realizadas.  Resultados: 65% das mães expostas estavam desempregadas e das mães controle 35%; 3% das mães expostas recebiam 3-4 salários mínimos, 13% das mães controle apresentavam essa faixa de renda; 68% das mães realizaram até 3 consultas pré-natal, enquanto 41% das mães controle fizeram 7 consultas ou mais. Os filhos de mães expostas apresentaram menor estatura e perímetro cefálico quando comparados aos filhos das mães controle. Conclusão: Gestantes usuárias de drogas apresentaram um perfil de fragilidade socioeconômica e bebes com menor estatura e perímetro cefálico ao nascimento. Portanto, a exposição do feto à substancias ilícitas intra-útero gerou piores desfechos perinatais nos recém nascidos.


Keywords


Drogas, Gestação, Neonatos.

References


UNDOC. World Drug Report 2019. World Drug Report 2019. 2019.

Gunn JKL, Rosales CB, Center KE, Nuñez A V., Gibson SJ, Ehiri JE. The effects of prenatal cannabis exposure on fetal development and pregnancy outcomes: A protocol. BMJ Open. 2015;5(3):1–5.

NIDA. Cocaine. 2016.

NCSW. Infants with Prenatal Substance Exposure. 2018.

CEBRID. II Levantamento domiciliar sobre o uso de drogas psicotrópicas no Brasil: estudo envolvendo as 108 maiores cidades do país: 2005. 2006.

Toledo L, Góngora A, Bastos FIPM. On the sidelines of society: Crack use, deviation, criminalization and social exclusion - A narrative review. Cienc e Saude Coletiva. 2017;22(1):31–42.

McQueen K, Murphy-Oikonen J. Neonatal abstinence syndrome. N Engl J Med. 2016;375(25):2468–79.

Silvestre M de A, Jesus JIFS, Fiel ACM, Oliveira NC, Boggian FCTS, Mendonça AKMS, et al. Fragilidades Na Avaliação Diagnóstica Do Hipotireoidismo Congênito Na Triagem Neonatal: Uma Revisão Integrativa De Literatura / Weaknesses in the Diagnostic Evaluation of Congenital Hypothyroidism in Neonatal Screening: an Integrative Literature Review. Brazilian J Dev. 2020;6(9):73570–85.

Concheiro M, Lendoiro E, de Castro A, Gónzalez-Colmenero E, Concheiro-Guisan A, Peñas-Silva P, et al. Bioanalysis for cocaine, opiates, methadone, and amphetamines exposure detection during pregnancy. Drug Test Anal. 2017 Jun;9(6):898–904.

OMS. Taxa de gravidez adolescente no Brasil está acima da média latino-americana e caribenha. 2018.

da Silva Bouzas IC, Cader SA, Leão L. Gravidez na adolescência: Uma revisão sistemática do impacto da idade materna nas complicações clínicas, obstétricas e neonatais na primeira fase da adolescência. Adolesc e Saude. 2014;11(3):7–21.

Neri M. What was the Impact of the Crisis on Poverty and Income Distribution? FGV Soc. 2018;9.

Lamy S, Laqueille X, Thibaut F. Conséquences potentielles de la consommation de tabac, de cannabis et de cocaïne par la femme enceinte sur la grossesse, le nouveau-né et l’enfant : revue de littérature. Encephale. 2015 Jun;41:S13–20.

Maia JA, Pereira LA, Menezes FDA. Consequências do uso de drogas durante a gravidez. Rev Enferm Contemp. 2015;4(2):121–8.

Ryan SA, Ammerman SD, O’Connor ME. Marijuana Use During Pregnancy and Breastfeeding: Implications for Neonatal and Childhood Outcomes. Pediatrics. 2018 Sep;142(3):e20181889.

Souza-Silva E, Alves R, Simon K, Hueza I. Crack cocaine smoke on pregnant rats: Maternal evaluation and teratogenic effect. Hum Exp Toxicol. 2020 Apr;39(4):411–22.

Fuchs GC, Milani ML. Operacionalidade Das Políticas Públicas Sobre Drogas No Planalto Norte Catarinense. Rev Baru - Rev Bras Assuntos Reg e Urbanos. 2019;5(1):97.

ACOG. Committee Opinion No. 711. Obstet Gynecol. 2017 Aug;130(2):e81–94.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29558

Refbacks

  • There are currently no refbacks.