Automação residencial: o uso da inteligencia artificial para pessoas com deficiencias / Home automation: the use of artificial intelligence for people with disabilities

Aurea Messias de Jesus, Bruna Alves de Oliveira, Alex Souza da Silva, Daniela Freitas Borges, Maria Eugênia Garcia Abrão, Agaone Donizete Silva, Ana Paula Santos da Silva, Perseu Aparecido Teixeira Brito

Abstract


Com o avanço da tecnologia hoje é possível facilitar a vida dos moradores utilizando automação residencial via wireless ou Bluetooth. Conforto, praticidade e facilidade são algumas das características que a automação residencial trará para a vida das pessoas. A automação residencial nada mais é do que automatizar algum processo em sua residência, por exemplo: Bater palmas e acender as luzes, abrir o portão utilizando o celular, acionar a irrigação de um jardim em um horário pré-definido e muito mais. De acordo com interesse do usuário e dos recursos que ele dispõe, é possível ter um ambiente confortável, seguro, agradável, prático e mais bonito. Com o passar dos tempos e o surgimento de novas tecnologias, a automação vem crescendo e melhorando processos em escalas industriais, comerciais ou residências diminuindo a mão de obra humana e oferecendo mais agilidade na produção, distribuição e informática industrial e segurança dos mesmos. Com o avanço tecnológico, pessoas começaram a ser substituídas por máquinas surgindo então à necessidade de profissionais mais qualificados. Da mesma forma acontece com a Domótica (Automação Residencial), que também vem ganhando espaço e facilitando diretamente a vida de quem a utiliza. Principalmente de pessoas com deficiências, aumentando o conforto a praticidade e a segurança cotidiana. Por esses e outros motivos, a automação surgiu e, junto com ela, a inteligência artificial, simplificando e facilitando algumas tarefas do dia-a-dia e adquirindo uma infinidade de dispositivos que podem ser automatizados em uma residência como, por exemplo, ligar e desligar a iluminação, abrir e fechar persianas, controlar condicionadores de ar, portões eletrônicos, câmeras de segurança e monitoramento ou até mesmo tarefas mais complexas, utilizando comando por voz ou som. Essas tecnologias possuem um grande potencial de crescimento no Brasil e demais países. Seu objetivo maior é realizar ações automaticamente através de dispositivos inteligentes na ausência ou limitação de atuação humana. O presente trabalho trata-se do estudo sobre automação residencial integrada com inteligência artificial, mostrando e compreendendo a capacidade de auxiliar, melhorar e facilitar a vida de Pessoas com deficiências e demais usuários.


Keywords


Automação, Domótica, Inteligência Artificial, wireless, Bluetooth.

References


Almeida, R. G. (2010). A vida da fifi. Brasília: Las Vegas.

ARDUINO. Arduino. Disponível em: . Acesso em 18 de junho de 2019.

AUGUSTO. Automação Residencial utilizando arduino e aplicação, Brasilia-DF 2014. 85f. Monografia (Engenharia da computação) - Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais Aplicadas – fatecs, Brasília-DF 2014.

BANZI, M. (2010). Primeiros passos com o arduino (Primeira ed.). São Paulo, SP, Brasil: Novatec Editora Ltda.

BEPPU, Mathyan M.; FONSECA, Erika G. P. da. Apostila Arduino. Niterói/RJ: Programa de Educação Tutorial da Universidade Federal Fluminense, 2010.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Cadernos de Atenção Básica, n. 19. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Dados sobre População do Brasil, PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), 2008.

BARROS, Auriza Lopes de. Edifícios Inteligentes e Domótica: Proposta de um Projecto de Automação Residencial utilizando o protocolo X-10. Cabo Verde: FUNIBER, 2010.

BRASIL. Decreto N° 3298/99 que regulamenta a Lei 7853/89 de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Disponível em Acesso em 15 de setembro de 2019.

BRASIL. Censo Demográfico de 2000. Disponível em: http://www.ibge.gov.br Acesso em: 15 de setembro de 2019.

BUENO, ALMEIDA, GELAKI. Automação residencial utilizando uma plataforma de baixo custo-Ponta Grossa-2016. 44f.Monografia (tecnologia em automação industrial) Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento de eletrônica-Ponta Grossa-2016.

CAIRES, L. E., BURANI, G. F., & SUETA, H. E. (2013). Aplicação de sistemas inteligentes em instalações elétricas residenciais. Eletricidade Moderna, 41(468), 140-147.

CAMARGO, A. R. As Interfaces Telemáticas dos Serviços Urbanos da Urbanização Virtual: Estudo das Redes de Infra-estrutura, dos Edifícios Inteligentes, dos Ambientes Cognitivos e Comunicativos de Trabalho para as Unidades Terminais dos Serviços Urbanos. Texto proposto ao ENTAC-98, S. Carlos, 98.

CIF Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde Classificação Detalhada com definições Todas as categorias com as suas definições, inclusões e exclusões, Organização Mundial da Saúde Direcção-Geral da Saúde 2003.

DE JESUS, Aurea Messias et al. Robótica escolar como recurso fomentador de Ciência exatas e Tecnologia para o letramento científico de estudantes da educação básica no município de Ituiutaba-MG. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 3, p. 27595-27609, 2021.

DINIZ, Debora. O que é deficiência. São Paulo: Brasiliense, 2007 (Coleção Primeiros Passos).

FIGUEIRA, Emílio. Caminhando em silêncio: uma introdução à trajetória das pessoas com deficiência na história do Brasil. São Paulo: Giz Editorial, 2008.

FLORO, PAVANELLI, SANTOS, SILVA. Uso de Arduino e módulo bluetooth para controle e Automação de residências - Uberlândia-2016.6f. Monografia (Engenharia Elétrica) Universidade Federal de Uberlândia-2016.

GARCIA, KEY. Automação residencial Assistiva para pessoas com deficiência e idosos. Brasília-DF 2015. 140f. Monografia (Especialização em Ciência de computação e enfermagem) - Universidade católica de Brasília, Brasília, 2015.

IBGE 2000 – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – CENSO de 2000. Disponível em: - acesso em 10 de setembro de 2019.

KLIPITONIANO JARVIS. Disponível.Acesso 15 de outubro de 2019.

KOJI, BRAZ. Automação de diferentes parâmetros residenciais- Joinville-2016.103f. Monografia (Tecnologia em mecatrônica industrial) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina. Joinville-2016.

LEMOS N., GAZZOLA, J, RAMOS, L. Cuidando do paciente com Alzheimer: o impacto da doença no cuidador. Saúde e Sociedade, v. 15, n. 3, p. 170-179, 2006.

MCROBERTS, Michael. Arduino básico. 1 ed. São Paulo: Novatec, 2011.

MARIOTONI, C. A. e ANDRADE Jr., E. P., Descrição de Sistemas de Automação Predial Baseados em Protocolos PLC Utilizados em Edifícios de Pequeno Porte e Residências, Revista de Automação e Tecnologia de Informação. Volume 1, número 1, 2007.

MOURA, SANTOS. Automação Residencial utilizando Arduino e SO Android-Rio de Janeiro-2016.63f. Projeto de Graduação apresentado à Escola de Informática Aplicada da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-2016.

NASRI, F. O envelhecimento populacional no Brasil. Rev. Demografia e epidemiologia do envelhecimento. São Paulo, Albert Einstein. 2008.

NERI, Marcelo Côrtes. Retratos da deficiência no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, 2005. 188p.

NERI, Marcelo Côrtes; SOARES, Wagner Lopes. Idade, incapacidade e o número de pessoas com deficiência. Revista Bras de Estudos Populacionais, v. 21, n. 2, p. 303-321, jul-dez. 2004.

REQUENA, G E PINHO, A Automação Residencial. Disponível em: acessado em 15 de setembro de 2019.

RUBENS. Automação residencial- Santa Bárbara d’Oeste-2012.87f. Monografia (Tecnologia em redes de computadores) - Faculdade Politec-2012.

RUFINO, W.S. Pessoas com deficiência: nossa maior minoria. Physis Revista de saúde coletiva, Rio de Janeiro, 18(3). 501-519, 2008.

RODRIGUES, Lucas; SARTORI, Eliseu; GOUVEIA, Bruno. Introdução ao Arduino. Mato Grosso do Sul: Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2012.

RUSSEL, Peter Norvig – Inteligência Artificial, Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.85f. Monografia (Engenharia da computação) - Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais Aplicadas – fatecs, Brasília-DF 2014.

Santos, D. M. (2013). Relé. Acesso em 3 de Agosto de 2019, disponível em InfoEscola:http://www.infoescola.com/eletronica/rele/.

TEZA, Vanderlei Rabelo. Alguns aspectos sobre automação residencial – Domótica. UFSC: Florianópolis, 2002.

WHO,2012.Pessoas deficientes, acesso em 18 de outubro de 2019,disposnivel em :(https://www.who.int/world-health-day/2012/en/).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29503

Refbacks

  • There are currently no refbacks.