Educação permanente nos centros de especialidades odontológicas de Fortaleza: uma nova visão dos processos de trabalho / Permanent education in dental care centers in Fortaleza: a new insight about work proceedings

Renata Albuquerque Sá Othon Sidou, Milena Lima de Paula, Janaína Rocha de Sousa Almeida

Abstract


A educação permanente em saúde consiste em uma política governamental, deve ser desenvolvida a partir da problematização e articulada aos processos de trabalho, repercutindo nos serviços de saúde. A incorporação desse processo educacional promove transformação no modelo de atenção proposto pelo SUS a partir do desenvolvimento de novas formas de pensar e agir. Por esse motivo, iniciou-se uma proposta de educação permanente nos Centros de Especialidades Odontológicas de Fortaleza desenvolvida pelos próprios profissionais da atenção secundária, mediante as problematizações inerentes a esse campo da atenção. O trabalho refere-se a um relato de experiência, onde são descritas a estratégia para a promoção da atividade educacional e o impacto nas relações pessoais e profissionais dos participantes. Como resultado, observou-se a necessidade da Educação Permanente ser instituída como política na atenção secundária de saúde bucal em Fortaleza, a partir de metodologias ativas para identificação dos problemas, constituída por equipe multidisciplinar para ofertar a integralidade da atenção aos usuários.


Keywords


Educação Permanente, Saúde Bucal, Atenção Secundária

References


ALMEIDA, J. R. S. et al. Educação permanente em saúde: uma estratégia para refletir sobre o processo de trabalho. Rev. ABENO, [s. l.], v. 16, n. 2, p. 7-15, jun. 2016.

BARBOSA, A. A. A. A educação permanente em saúde sob a ótica de cirurgiões dentistas. 2009. 93 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) – Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.

BELBER, G. S. et al. Contribuições Do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes Na Formação De Recursos Humanos Na Atenção Básica / Contributions of the Brazilian National Telehealth Program in the Education of Professionals in Primary Health Care. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 1, p. 1198–1219, 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Diretrizes da política nacional de saúde bucal. Brasília: Portal da Saúde, 2004. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/diretrizes_da_politica_nacional_de_saude_bucal.pdf. Acesso em: 10 mar. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Material de apoio à autoavaliação para os centros de especialidades odontológicas (CEO). Brasília: MS, 2018. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/amaq_ceo_2ciclo_25_1_18.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política nacional de educação permanente em saúde. Brasília: MS, 2018. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nac_prom_saude.pdf. Acesso em: 10 mar. 2020.

CAMPOS, Kátia Ferreira Costa; SENA, Roseni Rosângela de; SILVA, Kênia Lara. Permanent professional education in healthcare services. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 21, n. 4, p. 1-10, abr. 2017.

CARDOSO, Maria Lúcia de Macedo et al. A política nacional de educação permanente em saúde nas escolas de saúde pública: reflexões a partir da prática. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 5, p. 1489-1500, maio 2017.

CECCIM, R. B. Educação permanente em saúde. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 10, n. 4, p. 975-986, abr. 2005.

CECCIM, R. B. Educação permanente em saúde: desafio ambicioso e necessário. Interface, Botucatu, v. 9, n. 16, p. 161-168, set. 2005.

CURY, M. C. Metodologias ativas na educação permanente em saúde: uma revisão da literatura. Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-Graduação em Gestão de Saúde Pública) – Universidade do Contestado, Curitibanos, 2016.

DOMINGOS, P. A. S.; MORATELLI, R. C.; OLIVEIRA, A. L. B. M. Atenção odontológica integral ao idoso: uma abordagem holística. Rev. Odontol. da Univer. Cid. São Paulo, São Paulo, v. 23, n. 2, p. 143-151, fev. 2011.

ESPOSTI, C. D. D. et al. A macropolítica da educação permanente em saúde bucal no contexto da atenção primária à saúde. In: SANTOS, E. C. (Org.). Odontologia: serviços disponíveis e acesso 2. Ponta Grossa: Atena, 2019. cap. 19, p. 187-199.

FORTALEZA. Secretaria Municipal de Saúde. Educação continuada da Prefeitura de Fortaleza. Fortaleza: SMS, 2020. Disponível em: http://www.sms.fortaleza.ce.gov.br/cogtes/sead/. Acesso em: 10 mar. 2020.

FORTALEZA. Secretaria Municipal de Saúde. Plano municipal de educação permanente em saúde. Fortaleza: SMS, 2018. Disponível em: http://saude.fortaleza.ce.gov.br/2016-%0A05-19-20-16-08. Acesso em: 11 mar. 2020.

GALICIOLI, S. D. M.; BARATIERI, T.; LENTSCK, M. H. Biossegurança em odontologia: utilização de mini manual como estratégia de educação permanente. Espaço para a saúde – Rev. Saúde Pública do Paraná, Curitiba, v. 16, n. 4, p. 120-125, out. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Panorama de Fortaleza. Rio de Janeiro: IBGE, 2020. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/fortaleza/panorama. Acesso em: 10 mar. 2020.

LEMOS, Cristiane Lopes Simão. Educação Permanente em Saúde no Brasil: educação ou gerenciamento permanente? Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, p. 913-922, mar. 2016.

LOLLI, L. F. et al. Odontologia Defensiva e educação permanente: gestão de prontuários contribuindo na formação de cirurgiões-dentistas com responsabilidade profissional. Rev. da ABENO, [s. l.], v. 19, n. 4, p. 113-122, abr. 2019.

MACIEL, J. A. C. et al. Discurso do sujeito coletivo das concepções sobre educação permanente em saúde de gestores e cirurgiões-dentistas da atenção primária à saúde. Rev. Pesqui. Qual., [s. l.], v. 7, n. 13, p. 117-126, jan. 2019.

MIRANDA, Lilian; RIVERA, Francisco Javier Uribe; ARTMANN, Elizabeth. Trabalho em equipe interdisciplinar de saúde como um espaço de reconhecimento: contribuições da teoria de Axel Honneth. Physis, Rio de Janeiro, v. 22, n. 4, p. 1563-1583, abr. 2012.

NUNES, Maria de Fátima et al. A proposta da Educação Permanente em Saúde na formação de cirurgiões-dentistas em DST/HIV/Aids. Interface, Botucatu, v. 12, n. 25, p. 413-420, jun. 2008.

PEIXOTO, Leticia Sardinha et al. Educação permanente, continuada e em serviço: desvendando seus conceitos. Enferm. glob., Murcia, v. 12, n. 29, p. 307-322, jan. 2013.

SANTANA, Fabiana Ribeiro et al. Integralidade do cuidado: concepções e práticas de docentes de graduação em enfermagem do Estado de Goiás. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 1653-1664, jun. 2010.

SIGNOR, E. et al. Educação permanente em saúde: desafios para a gestão em saúde pública. Rev. Enferm da UFSM, Santa Maria, v. 5, n. 1, p. 1-11, jan. 2015.

SILVA JÚNIOR, M. F.; PACHECO, K. T. S.; CARVALHO, R. B. Multiplicidade de atuações do acadêmico de odontologia no estágio curricular: relato de experiência. Arquivos em Odontologia, Belo Horizonte, v. 51, n. 4, p. 194-204, abr. 2015.

VINCHA, Kellem Regina Rosendo et al. Grupos de educação nutricional em dois contextos da América Latina: São Paulo e Bogotá. Interface, Botucatu, v. 18, n. 50, p. 507-520, set. 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29452

Refbacks

  • There are currently no refbacks.