Terapia gênica no tratamento da diabetes: Uma abordagem da medicina translacional / Gene therapy in the treatment of diabetes: A translational medicine approach

Gabriel Pavani Nunes de Souza, Matheus Dias de Souza, Matheus Bento Medeiros Moscatel, Eliana de Souza Bastos Mazuqueli Pereira, Rachel Gomes Eleutério, Paulo Cezar Novais

Abstract


A partir do conhecimento da unidade básica da hereditariedade DNA; a habilidade de realizar modificações no genoma como uma das possibilidades terapêuticas da medicina moderna tem sido uma prática constante na atualidade. Com isto a correção de genes alterados, e ou modificações em sítios específicos, possibilita a melhoria genética em pacientes com desordens, em nível do DNA. Através de estudos realizados, as células troncos podem ser empregadas para produção de insulina, pois conseguem diferenciar in vitro para células produtoras de insulina funcional, sendo testados em camundongos, porém, a técnica está em análise, por conta de questões de imunogenicidade, mas, além desta questão, podemos ter a cautela no estudo, pela capacidade de tumorigenicidade. Objetivo: O presente trabalho tem como objetivo realizar uma revisão de literatura, abordando a terapia gênica em diabetes, perspectivas e atualidades no campo da medicina translacional. Metodologia: A busca literária foi conduzida considerando os preceitos de utilização dos materiais para o desenvolvimento da pesquisa; pautada em artigos de revisão sistemática, relatos de casos e artigos originais, utilizou-se como base de dados, The Scientific Eletronic Library Online (Scielo), Medline e PubMed. Conclusão: Após a realização deste trabalho podemos concluir que a prática de terapia epigenética é uma tendência cada vez maior na atualidade, e que a medicina translacional será uma ferramenta adjuvante cada vez maior no protocolo de tratamento nos diversos tipos de patologia, dentre elas, como podemos observar na revisão da literatura, a terapia gênica no diabetes vem se consolidando como uma forte tendência no futuro da medicina.

 


Keywords


Células troncos. Diabetes. Terapia gênica.

References


AZÊVEDO, Eliane S. Terapia Gênica. Revista Bioética, v.5, n.2, 2009. Disponível em: . Acesso em: 1 out. 2019.

DEMETERCO, Carla; LEVINE, Fred. Terapia Gênica para o Diabetes. Arquivos Brasileiro de Endocrinologia & Metabologia, v.45, n. 1, p. 96-107, fev.2001.

DIABETES CARE. Diagnosis and Classification of Diabetes Mellitus. American Diabetes Association, v. 37, n. 1, p. 81-90, jan. 2014.

FARAH, Solange Bento. DNA segredos e mistérios. 2 ed. São Paulo: Sarvier, 2007.

GIUGLIANI, Roberto. Terapia gênica: uma nova estratégia para o tratamento de doenças. Revista HCPA, v.21, n.3, p.379-386, dez. 2001.

GOMES, Delei. Células-tronco embrionárias: implicações bioéticas e jurídicas. Centro Universitário São Camilo, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 78-87. 2007.

GONÇALVES, Giulliana Augusta Rangel; PAIVA, Raquel de Melo Alves. Terapia gênica: avanços, desafios e perspectivas. Einstein, São Paulo, v.15, n.3, p.396-375, jun.2017.

HSIAO, Chen-Yuan. et al. Comparison between the therapeutic effects of differentiated and undifferentiated Wharton's jelly mesenchymal stem cells in rats with streptozotocin-induced diabetes. World Journal of Stem Cells, v. 12, n. 2, p. 139-151. fev. 2020. Disponívelem: . Acesso em: 24 abr 2020.

LINDEN, Rafael. Terapia gênica: o que é, o que não é e o que será. Estud. av., São Paulo, v. 24, n. 70, p. 31-69, 2010 .

LOJUDICE, Fernando Henrique; SOGAYAR, Mari Cleide. Células-tronco no tratamento e cura do diabetes mellitus. Ciência e Saúde coletiva, v. 13, n.1, p. 15-22, jan/fev. 2008. Disponível em: . Acessoem: 24 abr 2020.

MANSEGO, M. L; ABELLÁN, R.; CHAVES, F. J. Tipos de mutaciones y polimorfismos: posibles aplicaciones en terapia génica em la diabetes. Avances em Diabetología, v.23, n.6, p. 425-431, nov-dez. 2007.

MARCOLONGO, J. C.; NOVAIS, P. C. A relação dos miRNA-15-a e 16-1 na Leucemia Linfocítica Crônica, e a utilização da engenharia biomédica no diagnóstico: Uma abordagem da medicina translacional. Brazilian Journal of Development. v.7, n.3, p. 24199-24214. Marc. 2021.

MAXWELL, Kristina G. et al. Gene-edited human stem cell–derived  cells from a patient with monogenic diabetes reverse preexisting diabetes in mice. Science Translational Medicine, v.12, p. 1-12, abr. 2020.

MENCK, Carlos Frederico Martins; VENTURA, Armando Morais. Manipulando genes em busca de cura: o futuro da terapia gênica. Revista USP, São Paulo, n.75, p. 50-61, set/nov. 2007.

PLANALTO. LEI Nº 11.105, DE 24 DE MARÇO DE 2005.Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2020.

ROZÁLEN, Juana. et al. Aplicaciones de la terapia génica. Offarm, v.22, n.10, p.142-150, nov. 2003.

TABARROZZI, A. E. Barcala. et al. Cell‐basedinterventionstohaltautoimmunity in type 1 diabetes mellitus. Clinical& Experimental Immunology: The Journal of Translation al Immunology, v. 171, n. 2, p. 135-146, fev. 2013. Disponível em: . Acesso em:19 maio 2020.

VERMA, Inder M.; SOMIA, Nikunj. Gene therapy – promises, problems and prospects. Nature, v.389, p. 239-242, 1997.

VOLTARELLI, Julio C. et al. Terapia celular no diabetes mellitus. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São Paulo, v.31, n.1, maio – jun. 2009.

XIAO, Xiangwei. et al. Endogenous Reprogramming of Alpha Cells into Beta Cells, Induced by Viral Gene Therapy, Reverses Autoimmune Diabetes. Cell stem Cell, v.22, n.1, p. 78-90, jan. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29409

Refbacks

  • There are currently no refbacks.