Carreiras profissionais: desafios dos educadores e orientadores vocacionais frente as novas tendências oriundas da emergente era digital tecnológica / Careers: challenges for educators and career counselors facing the new trends arising from the emerging digital technological era

Poliana Campos Côrtes Catapan, Nathalia Toledo Barreto Dutra, Rackel Peralva Menezes Vasconcellos, Fabrizia Miranda de Alvarenga Dias, Beatriz Araújo de Rezende Neves, Amanda Farias Teski de Oliveira, Cristiana Barcelos da Silva, Carlos Henrique Medeiros de Souza

Abstract


Este trabalho propõe uma reflexão sobre os desafios que se apresentam aos profissionais de educação e orientadores vocacionais da atualidade face às novas demandas que emergem.  Os jovens da geração Z, chamados de Nativos Digitais, apresentam como consequência contemporânea, habilidades inéditas devido a uma imensidão de informações e assíduo manejo de aparelhos tecnológicos. Deste modo, surgem novas profissões trazidas pela tecnologia e cotidiano altamente digitais. Observa-se então, de modo geral que, professores e psicólogos precisam recriar padrões de carreiras tradicionais e novas intervenções. Mais do que conhecimentos ou técnicas pedagógicas, um entendimento das emoções e comportamentos desses jovens, para que tenham a sensibilidade de identificar as habilidades e talentos inatos, como também as desenvolvidas oriundas do excessivo acesso aos meios de comunicação e internet.


Keywords


Nativos e Imigrantes Digitais, Tecnologia, Carreira, Vocação, Profissões.

References


AZEVEDO, A. C., SANTOS, S. E. de B. O grupo e o psicodrama na orientação profissional. I Jornada Norte- Nordeste de Orientação Profissional/ABOP, Recife, 2000. (Trabalho apresentado).

BEHRENS, M.A. O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento profissional de professores universitários, Porto Alegre, Educação, vol. XXX, no. 63, 2007, pp. 439-455, set. /dez. 2007.

BORTOLAZZO, S. F. Nascidos na era digital: outros sujeitos, outra geração. XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - UNICAMP - Campinas – 2012. Disponível em: https://bit.ly/2DxHQ53 Acesso em: 20 jun. 2018.

COSENZA, R. M. Para atender os nativos digitais. Revista Pátio-Educação Infantil. Porto Alegre, Ano IX, n. 28, p. 16-18, Jul./Set. 2011. (Entrevista concedida a Revista Pátio – Educação Infantil).

GUERREIRO, E. P. Cidade digital: infoinclusão social e tecnologia em rede. São Paulo: Editora Senac São Paulo: 2006.

MARTINS. N. S. Inclusão digital: desafios e reflexões teóricas na formação de professores no mundo contemporâneo. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 123-140, 2011.

MULLER, M. Orientação Vocacional: Contribuições clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.

PRENSKY, M. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. De On the Horizon, NCB University Press, v.9, n. 5, out., 2001. (Tradução do artigo "Digital natives, digital immigrants", cedida por Roberta de Moraes Jesus de Souza: professora, tradutora e mestranda em educação pela UCG).

SANTOS, M. dos.; SCARABOTTO, S. do C. dos A.; MATOS, E. L. M. Imigrantes e nativos digitais: um dilema ou desafio na Educação? In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO – EDUCERE, 10, 2011, Curitiba, PR. Anais...Curitiba: Pontifica Universidade Católica do Paraná, 2011, p. 15840-15851. (1º Seminário Internacional de Representações sociais, subjetividade e educação – SIRSSE).

SILVA L. B. de C. A escolha da profissão: uma abordagem psicossocial. São Paulo: Unimarco, 1996.

SOARES, A. D. S. Homicídios no Brasil: vários factoides em busca de uma teoria. Apresentando no Encontro Anual da Latin American Studies Association, 2000, Miami, Flórida.

TORI, R. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distância em ensino e aprendizagem. São Paulo: Senac, 2010.

VEEN, W.; VRAKKING, B. Homo Zappiens: educando na era digital. Porto Alegre: Artmed, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29383

Refbacks

  • There are currently no refbacks.