As transformações da nomenclatura de referência à pessoa com deficência e o impacto social para a inclusão / The transformations of the nomenclature of reference to the person with disability and the social impact for inclusion

Antonio Janiel Ienerich da Silva, Henrique Alexander Grazzi Keske

Abstract


Esse artigo se propõe a fazer um regaste histórico da nomenclatura de referência à pessoa com deficiência, e a importância disso para a mudança de ótica quanto a essas pessoas na sociedade, pois a transformação da nomenclatura faz com que as pessoas com deficiência deixem de ser vistas como um fardo social e passem a ser vistas como seres resultantes da diversidade humana. O objetivo principal deste artigo é traçar uma linha de tempo, mostrando a evolução da nomenclatura e sua importância sóciohistórica, para se poder pensar em políticas públicas de inclusão e acesso a ambientes antes impensáveis. A proposta desse artigo é demonstrar a evolução da nomenclatura e, principalmente, do conceito social diante do público com deficiência, além disso, demonstrar que o termo de referência está em constante processo de mudança, e assim seguirá, pois busca atender às necessidades vigentes desse público.


Keywords


Pessoa com Deficiência, Nomenclatura, Inclusão, Comunicação, Jornalismo

References


ABIAHY, Ana Carolina de Araújo. O jornalismo especializado na sociedade da informação. Online. 2000. Disponível em: Acesso em: 03 de ago. 2016.

BORGES, Márcia Leite. A nova conceituação de pessoa com deficiência e sua importância na concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) no Brasil. Online. 2017. Disponível em Acessado em: mar.2020

BRASIL. Lei Brasileira de Inclusão. Lei n° 13.146/2015 de 06 de Julho de 2015. Online. Disponível em: Acessado em mar.2020.

_____. Proposta de Emenda a Constituição n° 25/2017. Online. Disponível em: Acessado em mar.2020.

CHARAUDEUAU, Patrick. Linguagem e discurso modos de aprendizagem. São Paulo: Editora Contexto, 2014.

ERBOLATO, Mário. Jornalismo Especializado: Emissão de textos no jornalismo impresso. São Paulo: Atlas, 1981.

FIGUEIRA, Emílio. Caminhando em Silêncio: Uma introdução à Trajetória das Pessoas com Deficiência na História do Brasil. São Paulo: Giz Editora, 2008.

GAUDENZI Paula; ORTEGA Francisco. Problematizando o conceito de deficiência a partir das noções de autonomia e normalidade. Online. 2016. Disponível em: Acessado em mar. 2020.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Online. Disponível em: Acesso em mar.2020

ONU. Organização das Nações Unidas. Online. s/d. Disponível em: Acessado em mar.2020

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do Trabalho Científico: métodos e técnicas da pesquisa do trabalho científico acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale, 2009.

RIBEIRO, Thiago Helton Miranda. Termos adequados: Primeiro a pessoa e depois a deficiência. Online. 2016. Disponível em: Acessado em mar.2020

SASSAKI, Romeu Kazumi. Terminologia sobre deficiência na era da inclusão. Online. s/d. Disponível em: Acessado em mar.2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29382

Refbacks

  • There are currently no refbacks.