Implicações e desafios das reformas Educacionais para a Formação, Didática e a Profissionalidade do Professor / Implications and challenges of Educational Reforms for Teacher Education, Didactics and Professionality

Franc-Lane Sousa Carvalho do Nascimento, Cleia Maria Lima Azevedo, Maria Lourdene Paula Costa, Benigna Maria de Assunção Couto, Francidalma Soares Sousa Carvalho Filha

Abstract


Esse artigo é parte integrante de um estudo maior intitulado “Formação, desenvolvimento profissional e a construção da profissionalização do pedagogo egresso”, o projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética através da CAAE nº 64807017.3.0000.8007 e comprovante nº 011538/2017. Partiu-se da pergunta norteadora: quais as implicações e desafios das atuais políticas neoliberais para a formação, didática e a profissionalidade do professor? Delimitou-se como objetivo geral: analisar a formação e o desenvolvimento profissional do professor egresso do curso de Pedagogia em vista da construção da sua profissionalidade. Constitui-se de uma pesquisa de campo descritiva, bibliográfica e documental nos documentos: Base Nacional Comum Curricular – BNCC (BRASIL, 2017), Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica – BNC – Formação (BRASIL, 2019), Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Pedagogia n.01 (BRASIL, 2006), Plano Nacional de Educação (2014-2024) e o Programa Escola sem Partido Projeto de Lei n. 867. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário e como técnica a observação. Esses documentos oficiais fazem parte da regulação da educação, determinados pelos projetos nacionais e internacionais. Seguiu-se os pressupostos teóricos de autores como: Freitas (2014); Saviani (2014); Gasparin (2012); Frigotto (2016); dentre outros. Conclui-se que as políticas educacionais, são determinadas pelo mercado e a reprodução do capital, incidem em aprendizagens mínimas e instrumentalizadas à sobrevivência e não superação da desigualdade social. A Educação tem sido alvo de reformas na busca de “resolver” o déficit de qualidade, tem recebido atenção de grupos privados, que apresentam como “solução” a privatização, precarização e flexibilização do trabalho baseado no neoliberalismo e no gerencialismo.


Keywords


Formação, Profissionalidade, Professor, Políticas Educacionais.

References


AZEVEDO, J. M. L. de. Notas sobre a análise da gestão da educação e da qualidade do ensino no contexto das políticas públicas educativas. Revista Brasileira de Política e Administração de Educação, v.27, n.3, p.409-432, set./dez. 2011.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/518231EC9.pdf. Acesso de 18/02/2018.

______. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

______. Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Brasília: DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ CCIVIL03/Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm . Acesso em: 04/05/2017.

______. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http://basenacionalcomum .mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf. Acessado em 13 de outubro de 2017.

______. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Resolução CNE/CP n. 1, de 15 de maio de 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acessado em 16/02/2017.

______. Plano Nacional de Educação Lei n. 13.005 (2014-2024). Disponível em: http://www.observatoriodopne.org.br/uploadocumento-referencia.pdf. Acesso em 25/10/2017.

DEMIER, F. e HOEVELER, R. (Orgs.). A onda conservadora: Ensaios sobre os atuais tempos sombrios no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad, 2016.

FREITAS, L. C. de. Os reformadores empresariais da educação e a disputa pelo controle do processo pedagógico na escola. Educ. Soc., Campinas, v. 35, n. 129, p. 1085-1114, out/dez, 2014.

FRIGOTTO, G. Escola sem partido: Imposição da lei da mordaça aos professores. eMosaicos, v. 05, p. 11-13, 2016.

GASPARIN, J. L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 5.ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

GATTI, B. A. Formação Inicial de professores para a educação básica. Estudos de Avaliação Educacional, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan./abr., 2014.

HYPOLITO, Álvaro Moreira. BNCC, Agenda Global E Formação Docente National Learning Standards, Global Agenda, and Teacher Education BNCC, Agenda Mundial y Formación Docente. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 13, n. 25, p. 187-201, jan./mai. 2019. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/viewFile/995/pdf. Acesso em 13 de janeiro de 2020.

LIBÂNEO J. C. Antinomias na formação de professores e a busca da integração entre o conhecimento pedagógico-didático e o conhecimento disciplinar. In: MARIN, Alda J.; PIMENTA. S. G. (Orgs.). Didática – teoria e pesquisa. Araraquara/SP: Junqueira & Marin, 2015. p. 39-65.

LÜDKE, M. e ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MASCARENHAS. G. Para PGR, ‘escola sem partido’ é inconstitucional e subestima alunos. Folha de S. Paulo. Disponível em: http://bit.ly/2dICgQH. Acesos em 12/02/2018.

PIMENTA, S. G. O protagonismo da Didática nos cursos de licenciatura: A Didática como campo disciplinar. In: MARIN, Alda J.; PIMENTA. Selma G. (Orgs.). Didática – teoria e pesquisa. Araraquara/SP: Junqueira & Marin, 2015. p. 81-97.

SAVIANI. D. Entrevista PNE 2014-2024: novos desafios para a educação brasileira. Revista Retratos da Escola, Brasília, v.8, n.15, p.231- 248, jul./dez., 2014.

______. O curso de Pedagogia e a formação de educadores. Perspectiva: Florianópolis, v. 26, nº 2, p. 641-660, jul./dez. 2008. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ perspectiva/article/...2008v26n2p641/11439.Acesso em: 22 set. 2020.

______. Pedagogia: o Espaço da Educação na Universidade. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 130, p. 99-134, jan./abr. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cp/v37n130/06.pdf. Acessado em 05 de fevereiro de 2021.

VEIGA, I. P. A.; VIANA, C. M. Q. Q. Formação de professores: um campo de possibilidades inovadoras. In: VEIGA, I. P. A.; SILVA, E. F. (Org.). A escola mudou, que mude a formação de professores! Campinas: Papirus, 2010. p. 13-34.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29372

Refbacks

  • There are currently no refbacks.