Avaliação de stress térmico em habitação de interesse social na cidade de Marabá (PA) / Thermal stress assessment in social housing in the city of Marabá (PA)

Stéfane Mireles da Silva Costa Oliveira, Flaviany Luise Nogueira de Sousa, Lygia Maria Policarpio Ferreira, Nuria Pérez Gallardo

Abstract


O clima de determinada região pode influenciar significativamente no que diz respeito ao comportamento de uma população, modificando suas vestimentas ou alterando as atividades realizadas durante o dia a dia. Tal premissa também ocorre com as edificações. Nesse caso, a influência do clima faz surgir a exigência de adaptá-las a realidade do clima presente, visto que tais adequações são imprescindíveis para garantir a qualidade de vida dos moradores. Tendo em vista o exposto, este trabalho teve como objetivo avaliar o grau de stress térmico da população em um Conjunto Habitacional de Interesse Social, que se localiza no núcleo Morada Nova, no município de Marabá, no estado do Pará. Para tanto, a pesquisa foi realizada com base na aplicação de questionário com perguntas diretamente ligadas ao tema, que abrangeu diversos aspectos quanto ao stress térmico do usuário. A pesquisa apontou que a maioria dos moradores vivenciam a insatisfação térmica, levando a entender que se faz necessário a disposição de soluções para se adequar o ambiente térmico ao clima da região e, assim, melhorar a qualidade de vida dos habitantes do conjunto em questão.

Keywords


Stress térmico, Conforto térmico, Habitação de Interesse social, Grau de satisfação térmica

References


ARANTES, B. Conforto térmico em habitações de interesse social – Um estudo de caso. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) – Universidade Estadual Paulista. Bauru, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR16401-2: Instalações de ar-condicionado – Sistemas centrais e unitários. Rio de Janeiro: ABNT, 2017.

BORMIO, M. F. Avaliação pós-ocupação ambiental de escolas da cidade de Bauru (SP) e Lençóis Paulista (SP): um estudo ergonômico visto pela metodologia EWA. Dissertação (Mestrado em Design) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Bauru, 2007.

BRASIL. Lei nº 11.124, de 16 de junho de 2005. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social – SNHIS, cria o Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social – FNHIS e institui o Conselho Gestor do FNHIS. Diário Oficial da União. Brasília, 16 jun. 2005.

BURIOL, G. A. et al. Conforto térmico para os seres humanos nas condições de ambiente natural em Santa Maria, RS, Brasil. Ciência Rural, v. 45, n.2, p. 223-230, fev. 2015.

INMET. Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil. Gráficos climatológicos. Brasília: INMET, 2019.

DENALDI, R. Política de urbanização de favelas: evolução e impasses. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

GOMES, M. A. S.; AMORIM, M. C. C. T. Arborização e conforto térmico no espaço urbano: estudo de caso nas praças públicas de Presidente Prudente (SP). Caminhos de Geografia, v. 7, n. 10, p. 94-106, set. 2003.

LAMBERTS, Roberto; XAVIER, Antonio Augusto; GOULART, Solange; VECCHI, Renata. Conforto e Stress Térmico. [S. l.]: Laboratório de Eficiência Energética, 2016.

MELLO. César, Winter. AVALIAÇÃO DE SISTEMAS CONSTRUTIVOS PARA HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL. Dissertação de mestrado. Porto alegre - RS, 2004.

PAULA, ROBERTA ZAKIA RIGITANO. A Influência da Vegetação no Conforto Térmico do Ambiente Construído. Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP, 2004.

RAIOL, J. A. Perspectivas para o meio ambiente urbano. Belém: PNUMA, 2009. 140p.

RIBEIRO, Luciana Pagnano. Conforto térmico e a prática do projeto de edificações: Recomendações para Ribeirão Preto. Dissertação de mestrado. São Carlos – SP, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29340

Refbacks

  • There are currently no refbacks.