O PDDU de salvador é uma ideologia? / Is salvador's municipal master plan an ideology?

Pedro Andrade Coelho, Victor de Assis Gurgel

Abstract


Este estudo busca elucidar aspectos sobre o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador (PDDU) enquanto uma ideologia. O objetivo proposto foi demonstrar que as matrizes de crescimento eleitas pela Lei n. 9.069/2016, são gentríficas, fruto de políticas incrementalistas. A relação entre ideologia, poder e conflito dentro da capital baiana são demonstradas, através da segregação sócio espacial, confirmadas pelo Plano Diretor que deveria ser o principal responsável pela sua diminuição, nos conformes do Estatuto da Cidade. O processo histórico de gentrificação se mantém com a exploração do espaço, reforçada da migração de uma governança administrativa para uma governança empreendedorística. E o atual Plano Diretor dá continuidade às políticas públicas já realizadas anteriormente de maneira a aprofundar as desigualdades sociais e favorecer a especulação imobiliária, regulamentar os dispositivos que favorecem a especulação imobiliária, sem realizar a regularização fundiária e, com o uso de letras mortas, não regulamenta os institutos necessários para dar eficiência à função social da propriedade. A pesquisa realizada foi de caráter descritivo, o método, que forneceu as bases lógicas, foi de cunho histórico. A coleta de dados e informações foi realizada por meio de pesquisas bibliográficas. Conclui-se, ao fim, que o novo PDDU não possibilita o direcionamento das políticas públicas para tornar a cidade um lugar mais igualitário. Mantendo as tradicionais formas de poder e os conflitos que decorrem deste modelo. O PDDU aparece como ideologia, um instrumento de poder a serviço da classe dominante, grupo restrito de favorecidos, os poucos capazes de tornarem-se proprietários dos ‘clusters’, o que gera impactos negativos de longo prazo para as futuras gerações, que terão de conviver com o cenário degradante da cidade de Salvador, gentrífica e desigual.


Keywords


Salvador. Plano Diretor Municipal. Impactos Urbanos. Ideologia. Gentrificação.

References


ABRUCIO, Fernando Luiz. Trajetória recente da gestão pública brasileira: um balanço crítico e a renovação da agenda de reformas. Rev. Adm. Pública [online]. 2007, vol.41, n.spe, pp.67-86. ISSN 0034-7612. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122007000700005. Acesso em: 27/06/2019.

ALMEIDA, L. F. G. MONTE MÓR, R. L. M. Renda fundiária e regulação imobiliária: dos aspectos teóricos à (quase) prática do Estatuto da Cidade. In: Estado e capital imobiliário: convergências atuais na produção do espaço urbano brasileiro. Organização de Jupira Gomes Mendonça [et al.]. Belo Horizonte: C/Arte, 2011.

CARLOS, M. G. O.; OLIVEIRA, F. C. MORAIS, D. O. C.; CARVALHO, C. M.; MOREIRA, Márcia Zabdiele. Eu Posso, Tu Podes, Ele Pode. Lição de Anatomia do Poder - Instrumento de Dominação ou Vontade Criadora?. In: ENANPAD 2012, 2012, Rio de Janeiro. XXXVI ENANPAD, 2012.

CARVALHO, Laura. Valsa brasileira: do boom ao caos econômico. São Paulo: Todavia, 2018.

COVRE, Maria de Lourdes Manzini. Uma Discussão Teórica: Ideologia Neocapitalista e Processo de Burocratização. RAE-Revista de Administração de Empresas, vol. 20, n. 1, jan-mar 1980.

DROR, Yehezkel. A capacidade para governar: informe ao Clube de Roma. São Paulo: Edições Fundap, 1999.

FABREGAT, Clemente Herrero. Geopolítica de la ciudad: poder y control de los espacios urbanos. In: Metropolização do espaço: gestão territorial e relações urbano-rurais/ Organizadores Alvaro Ferreira [et al.]. – Rio de Janeiro: Consequência, 2013.

FARIA, José Henrique de. MENEGHETTI, Francis Kanashiro. Burocracia como organização, poder e controle. Rev. adm. empres. [online]. 2011, vol.51, n.5, pp.424-439. ISSN 0034-7590. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902011000500002. Acesso em: 26/06/2019.

FERRÃO, João. Governança, governo e ordenamento do território em contextos metropolitanos. In: Metropolização do espaço: gestão territorial e relações urbano-rurais/ Organizadores Alvaro Ferreira [et al.]. – Rio de Janeiro: Consequência, 2013.

FERREIRA, Alvaro. A imagem virtual transformada em paisagem e o desejo de esconder as tensões do espaço: por que falar em agentes, atores e mobilizações? In: Metropolização do espaço: gestão territorial e relações urbano-rurais/ Organizadores Alvaro Ferreira [et al.]. – Rio de Janeiro: Consequência, 2013.

FIGUEIREDO, Glória Cecília; AMORIN, Nayara Cristina Rosa; MOREIRA, Taiane. Cidade de Salvador: o desencontro entre a política e o urbano. In: Salvador e os descaminhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano: construindo novas possibilidades/ Hortênsia Gomes Pinho, Ordep Serra, Débora Nunes. - Salvador: EDUFBA, 2019.

KLEIN, Herbert S.; LUNA, Francisco Vidal. População e Sociedade: mudanças sociais no Brasil, 1960-2000. In: História do Brasil Nação: 1808-2010, direção Lilia Moritz Schwartz, volume 5: Modernização. Ditadura e democracia, 1964-2010, coordenação Daniel Aarão Reis. – Rio de Janeiro: Fundação Mapfre - Editora Objetiva, 2014.

MALUF, Carlos Alberto Dabus. Comentários ao Estatuto da Cidade: Lei n. 10.257, de julho de 2001. São Paulo: Atlas, 2011.

MARQUES, Daniel Maciel. O “Novo PDDU de Salvador” e a (não) observância das exigências legais de base técnica, de conteúdo mínimo e de regulamentação de instrumentos de defesa da função social da propriedade. In: Salvador e os descaminhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano: construindo novas possibilidades/ Hortênsia Gomes Pinho, Ordep Serra, Débora Nunes. - Salvador: EDUFBA, 2019.

MENDONÇA, Jupira Gomes de; COSTA, Heloisa Soares de Moura. Dinâmica imobiliária e a formação de um “obscuro objeto de desejo”: localização residencial e representação simbólica. In: Estado e capital imobiliário: convergências atuais na produção do espaço urbano brasileiro. Organização de Jupira Gomes Mendonça [et al.]. Belo Horizonte: C/Arte, 2011.

NUNES, Débora; TEIXEIRA, Marina. Entre a pedagogia e a burocracia da participação: notas sobre a (não) participação popular e a (im)possibilidade de controle social no Plano Salvador 500. In: Salvador e os descaminhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano: construindo novas possibilidades/ Hortênsia Gomes Pinho, Ordep Serra, Débora Nunes. - Salvador: EDUFBA, 2019.

PINHO, Hortênsia Gomes. PDDU de Salvador e a apropriação empresarial da cidade. In: Salvador e os descaminhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano: construindo novas possibilidades/ Hortênsia Gomes Pinho, Ordep Serra, Débora Nunes. - Salvador: EDUFBA, 2019.

RUFINO, Maria Beatriz Cruz. A incorporação da metrópole: algumas considerações sobre a produção imobiliária e a metropolização. In: Metropolização do espaço: gestão territorial e relações urbano-rurais/ Organizadores Alvaro Ferreira [et al.]. – Rio de Janeiro: Consequência, 2013.

REBOUÇAS, Thaís; MOURAD, Laila Nazem. Operações urbanas consorciadas e a manifestação de interesse privado em Salvador: o regramento da cidade de exceção. In: Salvador e os descaminhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano: construindo novas possibilidades/ Hortênsia Gomes Pinho, Ordep Serra, Débora Nunes. - Salvador: EDUFBA, 2019.

TRAGTENBERG, Maurício. A teoria geral da administração é uma ideologia? RAE-Revista de Administração de Empresas, vol. 11, n. 4, out-dez 1971.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29331

Refbacks

  • There are currently no refbacks.