Avaliação da influência do glicerol sobre a geração de biogás de resíduos sólidos urbanos através do teste bmp / Evaluation of the influence of glycerol on the biogas generation of solid urban waste through the bmp test

Sávio Henrique de Barros Holanda, Rafaella de Moura Medeiros, Mário José da Silva Júnior, Jéssica de Oliveira Rocha, Renata Pereira da Silva, Antônio Rodrigues de Brito, Leonor Alves de Oliveira da Silva, José Fernando Thomé Jucá

Abstract


A crescente geração de resíduos sólidos nos grandes centros urbanos tem sido temática central nas discussões da comunidade científica nacional e internacional, uma vez que está intrinsecamente relacionada ao crescimento populacional. Dentre as tecnologias de tratamento existentes atualmente, a biodigestão anaeróbia tem obtido grande aceitação, sobretudo nos países em desenvolvimento, devido aos subprodutos do processo bioquímico, o biogás e o biofertilizante. A codigestão consiste na adição de duas ou mais substâncias, geralmente substratos e inóculos, na qual o substrato é fonte de carbono e nutrientes, e o inóculo fornece um aporte de umidade e microrganismos para a existência de uma fluidez no processo bioquímico anaeróbio. No processo de fabricação de biodiesel, o glicerol responde por 10% do volume total produzido e diante da elevada velocidade de produção de biodiesel, proporcionada pela Lei federal nº 11.097/2005, fez-se necessário a inserção desta substância em diversos outros setores da indústria, a fim de mitigar os impactos negativos resultantes da sua disposição no meio ambiente. O presente trabalho visa a avaliar a influência da adição de glicerol na geração de biogás a partir dos resíduos sólidos urbanos. Para tal experimento, utilizou-se o teste BMP, amplamente adotado por vários centros de pesquisa em todo o mundo, desenvolvendo-o em triplicata, conforme metodologia descrita por Alves (2008). Observou-se que a utilização de glicerol (15%), que produziu um volume acumulado global e uma taxa diária de biogás de 265 NmL e 50 NmL/d, respectivamente, influenciou consideravelmente na produção de biogás de lodo de ETE, mostrando assim, que o glicerol se apresenta como uma boa alternativa para a geração de biogás, ressaltando que se faz necessário dosá-lo de forma cautelosa, uma vez que sua elevada carga orgânica pode inibir o processo anaeróbio.


Keywords


GEE; Lodo de esgoto; Digestão anaeróbia; Microrganismos; Ensaio BMP; Biogás; Glicerol; Codigestão; Biodigestor.

References


ALVES, I.R.F.S. Análise experimental do potencial de geração de biogás em resíduos sólidos urbanos. 2008, 134f. Dissertação de Mestrado – Centro de Tecnologia e Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife-PE.

AMODEO, C.; HAFNER, S.D.; FRANCO, R.T.; BENBELKACEM, H.; MORETTI, P.; BAYARD, R.; BUFFIÈRE, P. 2020. How Different Are Manometric, Gravimetric, and Automatic Volumetric BMP Results? Water, v. 12, n. 1839.

AMORIM, N. B.; MAGALHÃES, G. V. V.; LIMA, A. C. A.; ALBUQUERQUE, L. V.; STEFANUTTI, R. Co-digestão anaeróbia de resíduos sólidos orgânicos utilizando a casca do coco como co-substrato visando a produção de biogás. Feira Nacional de Saneamento e Meio Ambiente. Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental. SÃO PAULO-SP, 2017.

BRASIL. Lei n° 11.097, de 13 de janeiro de 2005. Dispõe sobre a introdução do biodiesel na matriz energética brasileira. Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 13 de janeiro de 2005. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2012.

CHOW, W.L.; CHONG, S.; LIM, J.W.; CHAN, Y.J.; CHONG, M.F.; TIONG, T.J.; CHIN, J.K.; PAN, G.T. 2020. Anaerobic Co-Digestion of Wastewater Sludge: A Review of Potential Co-Substrates and Operating Factors for Improved Methane Yield. Processes, 8, 39, 1-21.

CIRMAN, A.; DOMADENIK, P.; KOMAN, M.; REDEK, T. 2009. The Kyoto Protocol in a Global Perspective. Economic and Business Review, vol. 11, n. 1, p. 29-54.

FEY, C. Logística Reversa e Reuso de Bens Produtivos pelo Setor Industrial. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. SÃO PAULO-SP, 2011, 50 p.

HOLANDA, S. H. B. Avaliação da influência do glicerol na geração de biogás de resíduos sólidos urbanos. Monografia - Graduação em Engenharia Ambiental - Faculdade Maurício de Nassau, Recife-PE, 2012, 58p.

KOCH, K.; HAFNER, S.D.; WEINRICH, S.; ASTALS, S.; HOLLIGER, C. (2020). Power and Limitations of Biochemical Methane Potential (BMP) Tests. Frontiers in Energy Research, v. 8, n. 63. doi: 10.3389/fenrg.2020.00063.

MATA-ALVAREZ, J.; DOSTA, J.; ROMERO-GÜIZA, M.; FONOLL, X.; PECES, M.; ASTALS, S. A critical review on anaerobic co-digestion achievements between 2010 and 2013. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v.36, p.412-427, 2014.

PENTEADO, M.C.; SCHIRMER, W.N.; DOURADO, D.C.; GUERI, M.V.D. Análise do potencial de gração de biogás a partir da biodigestão anaeróbia da vinhaça e bagaço de cana. 2018 Biofix Scientific Journal, v.3, n.1, p. 26-33.

SIMM, S.; ORRICO, A.C.A.; ORRICO JUNIOR, M.A.P.; SUNADA, N.S.; SCHWINGEL, A.W.; COSTA, M.S.S.M. 2017. Crude glycerin in aanerobic co-digestion of dairy cattle manure increases methane production. Scientia Agricola, v. 74, n. 3, p. 175-179, May/June.

STRACKE, M.P.; WBATUBA, B.B.R.; PADILHA, G.; SEIBERT, R.M.; SCHREKKER, H.S. 2016. Biodiesel production process: valorization of the crude glycerol constituents. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 4, n. 6, p. 3401-3416, out/dez.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n5-039

Refbacks

  • There are currently no refbacks.