Avaliação da utilização de diferentes aditivos no concreto permeável para permitir mistura e transporte em caminhão betoneira / Evaluation of the use of different additives in permeable concrete to allow mixing and transport in concrete mixer truck

Luciana Nascimento Lins, Ana Gabriela de Oliveira Barreto

Abstract


A tecnologia para pavimentos permeáveis carece de estudos aprofundados, uma vez que esse tipo de revestimento trás consigo inúmeros benefícios principalmente no quesito de sustentabilidade, como por exemplo a capacidade de percolação da água através de seus poros, o que evita o acúmulo de lâmina d’água em sua superfície, a possível recarga de lençóis freáticos, a filtragem prévia de sedimentos indesejáveis no solo, dentre outros. O estudo visa o transporte do concreto permeável em seu estado fresco através de caminhão betoneira. Para realizar esse transporte foram analisadas algumas combinações entre diferentes aditivos e o uso isolado de cada um, e foram cumpridos os ensaios sugeridos pela norma NBR 16416:2015 Pavimentos permeáveis de concreto – Requisitos e procedimento. Foi aproveitado de pesquisas anteriores parâmetros como traço utilizado, faixa granulométrica de agregados e o tipo de cimento utilizado por Teixeira (2017). Os resultados obtidos demonstraram que é possível produzir concreto permeável com diferentes usos a partir da mesma composição, variando somente o tipo de aditivo utilizado, contudo ainda não foi possível determinar se o transporte é viável.

 

 


Keywords


Sustentabilidade, pavimento permeável, aditivos.

References


___. NBR NM 9: Concreto e argamassa – Determinação dos tempos de pega por meio de resistência à penetração. Rio de Janeiro, 2002.

___. NBR NM 43: Cimento Portland – determinação da pasta de consistência normal. Rio de Janeiro, 2003.

___. NBR NM 45: Agregados – Determinação da massa unitária e do volume de vazios. Rio de Janeiro, 2006.

___. NBR NM 46: Agregados – Determinação do material fino que passa através da peneira 75 µm, por lavagem. Rio de Janeiro, 2003.

___. NBR NM 52: Agregado miúdo - Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2009.

___. NBR NM 53: Agregado graúdo - Determinação da massa específica, massa específica aparente e absorção de água. Rio de Janeiro, 2009.

___. NBR NM 67: Concreto – Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone. Rio de Janeiro, 1998.

___. NBR NM 248: Agregados - Determinação da composição granulométrica

___. NBR 5733: Cimento Portland de alta resistência inicial. Rio de Janeiro, 1991.

___. NBR 5738: Concreto – procedimento para moldagem e cura de corpos-de-prova. Rio de Janeiro, 2015.

___. NBR 5739: Concreto – ensaio de compressão de corpos- de- prova cilíndricos. Rio de Janeiro, 2007.

___. NBR 7211: Agregados para concretos – Especificação. Rio de Janeiro, 2009.

___. NBR 7215: Cimento Portland - Determinação da resistência à compressão. Rio de Janeiro, 1997.

___. NBR 8522: Concreto – determinação dos módulos estáticos de elasticidade e de deformação à compressão. Rio de Janeiro, 2017.

___. NBR 8953: Concreto para fins estruturais - Classificação pela massa específica, por grupos de resistência e consistência. Rio de Janeiro, 2015.

___. NBR 9776: Agregados - Determinação da massa específica de agregados miúdos por meio do frasco chapman - Método de ensaio. Rio de Janeiro, 1988.

___. NBR 9778: Argamassa e concreto endurecidos - Determinação da absorção de água, índice de vazios e massa específica. Rio de Janeiro, 2009.

___. NBR 9833: Concreto fresco - Determinação da massa específica, do rendimento e do teor de ar pelo método gravimétrico. Rio de Janeiro, 2009.

___. NBR 10342: Concreto - Perda de abatimento. Rio de Janeiro, 1992.

___. NBR 11579: Cimento Portland — Determinação do índice de finura por meio da peneira 75 μm (nº 200). Rio de Janeiro, 2013.

___. NBR 12142: Concreto – Determinação da resistência à tração na flexão de corpos de prova prismáticos. Rio de Janeiro, 2015.

___. NBR 13292: Solo - Determinação do coeficiente de permeabilidade de solos granulares à carga constante - Método de ensaio. Rio de Janeiro, 1995.

___. NBR 16416: Pavimentos permeáveis de concreto – Requisitos e procedimentos. Rio de Janeiro, 2015.

___. NBR 16607: Cimento Portland - Determinação do tempo de pega. Rio de Janeiro, 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Guia básico de utilização do cimento portland – BT-106, 7 ed., São Paulo, 28p. 2002.

BATEZINI, RAFAEL. Estudo preliminar de concretos permeáveis como revestimento de pavimentos para áreas de veículos leves. 134p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade de São Paulo – USP, São Paulo. 2013.

BRAJA, M. DAS. Fundamentos de Engenharia Geotécnica. Cengage learning, 560p. 2014.

BARRETO, ANA GABRIELA DE OLIVEIRA. Análise do método da determinação do coeficiente de permeabilidade em concretos permeáveis aditivados através das normas NBR 16416 e NBR 13292. 94p. Monografia (Bacharelado em Engenharia Civil) – Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, Brasília. 2018.

CADORE, JÚLIA CAMPREGHER; FAGUNDES, CAROLINE KORMANN; PEDRONI, GABRIELLA CONTESINI; SANTOS, SÍLVIA. Avaliação da resistência mecânica e permeabilidade de concretos permeáveis com adição de agregado miúdo. Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia CONTECC’2016. 5p. Paraná, 2016.

CANHOLI, ALUÍSIO PARDO. Drenagem urbana e controle de enchentes. São Paulo, Oficina de Textos, 384p. 2014.

DELLATE, N; CLEARY, J. Developing a Strucutral Design Method for Pervious Concrete Pavement. Disponível em: http://www.nssga.org/aftre/Symposium/2006-06.pdf

EFFTING, CARMEANE. Agregados. Notas de aula. UDESC, Departamento de Engenharia Civil. Joinville, 2014.

HELENE, PAULO R. L.; TERZIAN, P. Manual de dosagem e controle do concreto. São Paulo, PINI, 349p. 1992.

INSTITUTO BRASILEIRO DO CONCRETO. Materiais de construção civil e princípios de ciência e engenharia de materiais. IBRACON, 2007. Editor Geraldo Cechella Isaia.

MARCHIONI, Mariana L.; SILVA, Cláudio O. Conceitos e Requisitos para Pavimentos Intertravado Permeável. Prática Recomendada PR-2. Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP). São Paulo, 2011.

MARIANO, HUMBERO RODRIGUES. Influência do teor de argamassa e da granulometria de brita na permeabilidade e nas resistências à compressão e à abrasão de concretos permeáveis. 2014. 163p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade federal de Goiás, Goiânia, 2014.

NETO, ELDER FREIRE SILVEIRA. Estudo da variação do teor de argamassa na composição de concretos permeáveis para atendimento da ABNT 16416:2015. 92P. Trabalho de curso (Bacharel em Engenharia Civil) – Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, Brasília, 2015.

NEVILLE, A. M.; J. J. BROOKS. Tecnologia do Concreto, tradução: Ruy Alberto Cremonini. - 2ª ed. Porto Alegre, Bookman, 448p. 2013.

OLIVEIRA, REGINA LÚCIA MELO DE; SILVA, SIMONE ROSA DA. Alternativas compensatórias para drenagem urbana em ponto crítico da Cidade do Recife – PE.

ONO, BRUNO WATANABE; BALBO, JOSÉ TADEU; CARGNIN, ANDRÉIA POSSER. Análise da capacidade de infiltração em pavimento permeável de bloco de concreto unidirecionalmente articulado, 177p. Revista de Transportes, volume 5, ed. 3

PARISSOTO, MICHAEL; LINHARES,VÍTOR MARQUES; FERREIRA, LÍVIA ZOPPAS; PERERA, GABRIEL GALVAN; SCHWETZ, PAULETE FRIDMAN, LORENZI, ALEXANDRE. Desenvolvimento e Aperfeiçoamento da Confecção de Pisos e Elementos Drenantes de Concreto Permeável. Feira de Inovação Tecnológica da UFRGS – FINOVA. Porto Alegre, 2014.

PICANÇO, MARCELO DE SOUZA; GHAVAMI, KHOSROW. Comportamento à compressão de argamassas reforçadas com fibras vegetais da Amazônia. Revista Escola de Minas, Volume 61, 13-18p. 2008.

RAHMAN, SONIA; NORTHMORE, ANDREW B.; HENDERSON, VIMY; TIGHE, SUSAN L. Developing A Framework for Low-Volume Road Implementation of Pervious Concrete Pavements, International Journal of Transportation Science and Technology, volume 4, 91p. 2015

SILVA, D. C. DE S.; PASSOS, P. G. C. Estudo das características do concreto permeável produzido com agregado graúdo e miúdo. 22p. Trabalho de curso (Bacharel em Engenharia Civil) – Universidade Católica de Brasília – UCB. Brasília, 2015.

SILVA, Fernando Benigno da. Pavimentos de concreto permeável. Disponível em http://techne17.pini.com.br/engenharia-civil/190/artigo288015-3.aspx

TEIXEIRA, AMANDA ROSA. Estudo da aplicação in loco de concreto permeável em pavimentos segundo a NBR 16416:2015, 27p. Projeto de pesquisa – Universidade Católica de Brasília –UCB, Brasília. 2017.

TENNIS, PAUL, D; LEMING, MICHEL, L; E AKERS, DAVID, J., Previous Concrete Pavements, EB302.02. Portland Cement Association, Skokie, Illinois, e National Ready Mixed Concrete Association, Silver Spring, Maryland, EUA. 36p. 2004.

TUCCI, CARLOS E. M. – Coeficiente de escoamento e vazão máxima de bacias urbanas, Revista Brasileira de recursos hídricos, volume 5, Porto Alegre. 61-68p. 2000.

UFRGS. Elementos de drenagem urbana utilizando concreto permeável. Disponível em https://www.ufrgs.br/vitrinetecnologica/maquinas-e-equipamentos/elementos-de-drenagem-urbana-utilizando-concreto-permeavel/

U.S ENVIRONMENTAL PROTECTY AGENCY, 2009. Disponível em https://www.epa.gov/sites/production/files/2015-09/documents/waterfront.pdf

VIRGILIIS, Afonso Luís Corrêa de – Procedimentos de projeto e execução de pavimentos permeáveis visando retenção e amortecimento de picos de cheias. 213p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP, São Paulo. 2009.

WILKEN,P.S. Engenharia de drenagem superficial. São Paulo: CETESB P477, 1978.

ZANETTA, LUIZ HENRIQUE RODRIGUES. Inserção de Uso do Concreto Permeável no Espaço Público Urbano. Menção Honrosa Prefeitura Municipal de Guarulhos/SP. 2012. Disponível em: http://www.mma.gov.br/informma/item/9182-men%C3%A7%C3%A3o-honrosa-2012-prefeitura-municipal-de-guarulhos-sp




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-098

Refbacks

  • There are currently no refbacks.