Gerenciamento de resíduos – Avaliação do desperdício de alimentos: Estudo de caso em um restaurante de médio porte em Curitiba/PR / Waste management - Evaluation of food waste: Case study in a medium-sized restaurant in Curitiba/PR

Adriana Karin Goelzer Leinig, Angela Maria Catapan, Fernando Cesar Goelzer, Barbara Luzia Sartor Bonfim

Abstract


Esta pesquisa teve como objetivo a avaliação do desperdício de alimentos em um restaurante de médio porte, que serve almoços na modalidade de buffet livre, semanalmente de segunda à sexta-feira, localizado em um bairro da cidade de Curitiba/PR. Para este propósito foi realizada a medição semanal da quantidade de resíduos de alimentos, levando em consideração o cardápio oferecido em cada dia. Com a realização da pesquisa em campo, identificamos problemas com relação do descarte de alimentos de forma incorreta (sem a devida separação do lixo orgânico e recicláveis) e grande quantidade de comida deixada nos pratos após a refeição. Através das medições, verificou-se o desperdício semanal de aproximadamente 36kg de resto de comida do buffet, representando um total de 10% do total da comida servida no salão. Estes resultados demonstram ainda um elevado grau de desperdício de alimento, representando que este poderia alimentar cerca de 50 pessoas, com uma refeição por pessoa de aproximadamente 700 gramas. Neste cenário questionamentos a respeito de desperdício de alimentos e os impactos ambientais relacionados a esta prática, tornam-se essenciais. A minimização de resíduos é uma opção inevitável, assim como treinamento e conscientização do quadro de funcionários, sensibilização dos clientes; em busca da redução de gastos com desperdícios desnecessários e na eficiência de todo o processo produtivo relacionado ao estabelecimento pesquisado.


Keywords


Gerenciamento de Resíduos; Desperdício de Alimentos; Impactos Ambientais

References


ABREU, E.S.; SPINELLI, M.G.N.; SOUZA PINTO, A.M. Gestão de Unidades de Alimentação e Nutrição: um modo de fazer. 2a ed. São Paulo: Metha; 2007. 318p.

AMORIM, M. M. A.; JUNQUEIRA, R.G.; JOKL, L. Adequação nutricional do almoço self-service de uma empresa de Santa Luzia, MG. Revista Nutrição, Campinas, v.18, n.1, p. 145-156, 2005.

AUGUSTINI, V. C. M.; KISHIMOTO, P; TESCARO, T.C.; et al. Avaliação do índice de resto-ingesta e sobras em unidade de alimentação e nutrição (UAN) de uma empresa metalúrgica na cidade de Piracicaba / SP. Revista Simbio-Logias, Botucatu, v.1, n.1, p. 99-110, 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS. Disponível em http://www.abrelpe.org.br/Panorama/panorama2012.pdf. Acesso em 13 Novembro de 2014.

BRASIL. (2010) Lei n° 12.305, de 02 agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, altera a Lei no9.605 de 12 de fevereiro de 1998 e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 17 Agosto de 2010.

EPA – United States Environmental Protection Agency. Disponível em http://www2.epa.gov/recycle/reducing-wasted-food-basics. Acesso em 05 de Novembro de 2015.

EPSTEIN M, MARTINS MTS, OLIVEIRA DRM. Parâmetros de Controle e/ou monitoramento da qualidade do serviço empregado em uma Unidade de Alimentação e Nutrição. Hig. Aliment. 2006.

FAO. Pérdidas y desperdicio de alimentos en el mundo – Alcance, causas y prevención, 2012. Roma.

FEEDING AMERICA – Disponível em http://www.feedingamerica.org/find-your-local-foodbank/. Acesso em 15 junho de 2016.

FOOD RESCUE – Disponível em http://www.foodrescue.net/ Acesso em 15 de junho de 2016.

FOOD DONATION CONNECTION. Disponível em http://www.foodtodonate.com/Fdcmain/FoodSafety.aspx Acesso em 15 de junho de 2016.

FREUD FT. Alimentos e Bebidas: uma visão gerencial. Rio de Janeiro: Senac Nacional; 2005.

KANTOR, L. LIPTON. A. MANCHESTER, A. OLIVEIRA, V. (1997) Estimating and Addressing America’s Food Losses, USDA Food Review January-April.

LIPINSKI, B. HARSON, C. LOMAX, J. KITINOJA, L. WAITE, R. and TIM SEARCHINGE (2013)– Reducing Food Loss and Wate - World Resources Intitute – Working Paper.

MARAGNO ES, TROMBIN DF, VIANA E. O uso da serragem no processo de minicompostagem. Engenharia Sanitária e Ambiental 2007; 12:355-360.

MELO, A. M.; SILVA, F. L. H.; GOMES, J. P.; ALVES, N. M. C. Aproveitamento de Resíduos de Restaurante na Obtenção de Adubo Orgânico para Produção de Alface e Mudas de Maracujazeiro e Mamoeiro. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, 2011.

NETO, H. C. A. Al. Caracterização de resíduos sólidos orgânicos produzidos no restaurante universitário de uma instituição pública (estudo de caso). XXVII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. PR, 2007.

PARFITT, J., BARTHEL, M. Y MACNAUGHTON, S. 2010. Food waste within food supply chains: quantification and potential for change to 2050. Phiosophical Transactions of the Royal Society, 365: 3065-3081 (disponível em http://rstb.royalsocietypublishing.org/content/365/1554/3065.full). Acesso em 20 de outubro de 2015.

RICARTE, M. P. R.; FÉ, M.A.B.M.; SANTOS, I.H.V.S.; et al. Avaliação do desperdício de alimentos em uma unidade de alimentação e nutrição institucional em Fortaleza-CE. Saber Científico, Porto Velho, v.1, n.1, p. 158-175, 2005.

SANTOS CM, SIOMÕES SJC, MARTENS ISH. O gerenciamento de resíduos sólidos no curso superior de tecnologia em gastronomia. Revista Nutrição em Pauta, São Paulo 2006; 14(77):44-49.

VELOSSO R. Comida é o que não falta. Super. Interessante 2002; 174:48-51

VIERA, E.V. de. (2004) Desperdício em hotelaria: soluções para evitar. Caxias do Sul, RS: EDUCS. (Coleção Hotelaria).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv3n2-28

Refbacks

  • There are currently no refbacks.