Descrição do comportamento suicida entre caminhoneiros que trafegam a BR 050 entre Minas Gerais-Goiás

Karine Silva Biliu, Ivânia Vera, Roselma Lucchese, Núbia Inocêncio de Paula, Inaína Lara Fernandes, Graciele Cristina Silva

Abstract


A ideação suicida é definida como pensamentos de caráter suicida, sem necessariamente com ação efetiva, com maior prevalência que o próprio suicídio fatal. Objetivo: descrever o comportamento suicida entre caminhoneiros que trafegam a BR 050 entre Minas Gerais- Goiás. Material e métodos: o método de pesquisa foi um estudo descritivo de natureza qualitativo, com a população de caminhoneiros que transitam pela BR-050. Resultados: foram entrevistados 624 caminhoneiros. Os dados sociodemográficos apresentam que a faixa etária predominante na amostra foi 78.8% entre 31 a 59 anos, com procedência da região sudeste, de etnia branca, com o ensino fundamental completo e renda igual ou inferior a três salários mínimos. Em relação ao comportamento e ideação suicida, o rastreamento apresentou ideação suicida durante a vida de 7.4%, de ideação suicida no último 2.4% e, tentativa de suicídio apresentou a prevalência de 1.8% do total da amostra. Conclusão: A prevalência de ideação suicida e tentativas de suicídio apontadas neste estudo foram menores quando comparado a outras populações, contudo considerando as adversidades das condições de trabalho que cotidianamente convivem com fatores de risco como longas jornadas de trabalho e contato frequente com drogas estimulantes, não se pode ignorar a presença do comportamento suicida nesta profissão.


Keywords


Ideação Suicida, Saúde do trabalhador, Saúde do homem.

References


BATTISTON, M.; CRUZ, R. M.; HOFFMANN, M. H. Condições de trabalho e saúde de motoristas de transporte coletivo urbano. Est. de Psicologia, v. 11, n. 3, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/epsic/v11n3/11.pdf> Acesso em: 13 março de 2016.

BERTOLOTE, J. M.; SANTOS, C. M.; BOTEGA, N. J. Detecção do risco de suicídio nos serviços de emergência psiquiátrica. Rev. Bras. de Psiquiatria. v. 32, nº 2, 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rbp/v32s2/v32s2a05.pdf > Acesso em: 13 março de 2016.

BEZERRA FILHO, J. G.; WERNECK, G. L.; ALMEIDA, R. L. F.; OLIVEIRA, M. I. V.; MAGALHÃES, F. B. Estudos ecológicos sobre os possíveis determinantes socioeconômicos, demográficos e fisiográficos do suicídio no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1998-2002. Cad. Saúde Pública, v. 28, n. 5, Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: Acesso em: 13 março de 2016.

BOTEGA, N. J. Comportamento suicida: epidemiologia. Psicologia USP. v. 25, n. 3, 2014. Disponível em: Acesso em: Acesso em: 11 março de 2016.

BOTEGA, N. J. Crise suicida: avaliação e manejo. Porto Alegre: Artmed, 2015.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE. Pesquisa CNT de perfil de caminhoneiros. CNT. Brasília, 2016. Disponível em: . Acesso em 31 jul 2017.

DEPARTAMENTO DE SAÚDE MENTAL E DE ABUSO DE SUBSTÂNCIAS. Prevenção do suicídio: Um recurso para conselheiros. Organização Mundial de Saúde -OMS. Genebra, 2006. Disponível em: Acesso em: 12 março de 2016.

LOPES, G.; RUSSO, I. C. P.; FIORINI, A.C. Estudo da audição e da qualidade de vida em motoristas de caminhão. Rev CEFAC. v. 9, n. 4, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v9n4/12.pdf> Acesso em: Acesso em: 11 março de 2016.

MASSON, V. A.; MONTEIRO, M. I. (2010a). Estilo de vida, aspectos de saúde e trabalho de motoristas de caminhão. Revista Brasileira de Enfermagem, v.63 n.4, p. 533-540, Disponível em: . Acesso em: 25 jul 2017 .

MASSON, V. A.; MONTEIRO, M. I. (2010b). Vulnerabilidade à doenças sexualmente transmissíveis/AIDS e uso de drogas psicoativas por caminhoneiros. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 63, n.1, p. 79-83, Disponível em: . Acesso em 28 Jul 2017.

NEVES, M. C. L.; MOLEIRO, A. M. A. S.; GOMES, F.; SILVA, A. G.; CORRÊA, H. Suicídio: fatores de risco e avaliação. Brasília Med. v. 51, n. 1, 2014. Disponível em: Acesso em: 13 março de 2016.

SANTOS, A. G. G.; LIMA, D. S.; SANTOS, F. C.; MEHINAKO, M. N.; FERREIRA, L. D. S. IDEAÇÃO SUICIDA ENTRE DISCENTES: estudo da prevalência numa instituição privada de ensino superior em Belo Horizonte. Braz. J. of Develop. v. 6, n. 10, 2020. Disponível em: Acesso em: 24 março de 2021.

PANDEY, G. N. Biological basis of suicide and suicidal behavior. Bipolar Disord. v. 15, n. 5, 2013. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23773657 > Acesso em: 13 março de 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-188

Refbacks

  • There are currently no refbacks.