Um diálogo interdisciplinar fundamentando ações pedagógicas e de gestão escolar / An interdisciplinary dialog underpinning pedagogical and school management actions

Paulo Sérgio Reetz

Abstract


Uma ação pedagógica é sempre intencionalizada, em seus objetivos, métodos, objetos, princípios, leis, construções e desconstruções de culturas, nas homogeneizações e/ou nas diversidades em seu processo. Pensar que essas ações escrevem vidas de sujeitos e grupos é uma proposta desse artigo. Fundamentar esse pensamento nos teóricos vistos em sala de aula no Mestrado Profissional em Educação/UFES é um desafio, uma arte de uma construção dialógica. Teóricos como Meirieu (2002), Marques (2001), Boaventura de Souza Santos (2007), Mendonça (2001), vistos em sala de aula, mais outros que usamos na confecção de nossa dissertação, vão dialogar transitando entre o tema desse artigo e por final, com o desenho teórico e metodológico da dissertação que desenvolvemos.  Levantamos a importância da relação entre o saber e o fazer pedagógico, a importância do bom uso das metodologias, a superação da homogeneização excludente de culturas e procedimentos, bem como a sensibilidade das rupturas e permanências de paradigmas e princípios pré-concebidos, habitualmente norteadores de atos pedagógicos. Desenvolvendo esse artigo no pressuposto que a ação pedagógica é uma arte de escrever, formatar, sujeitos e grupos, todos levantamentos aqui focalizados mantem o paradigma dialético, o da emancipação e autonomia de todos sujeitos na escrita dessa identidade de indivíduos e coletividades sociais.


Keywords


Ação Pedagógica, Processo dialético, Emancipação, Superação.

References


ABRAMOVAY, R. Nova forma de luta pela terra: acampar. Revista reforma agrária. Campinas, v.15, 1985.

ARROYO, M. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2011.

CALDART, Roseli Salete; ARROYO, Miguel G. & MOLINA, Mônica Castagna (orgr.) Por uma educação do Campo. RJ: Vozes, 2004.

CARVALHO, I.M.M.de: VERHINE, R.E. A descentralização da Educação. Revista Sociedade e Estado, Brasília, V.12, n.2, p. 299-321, 2000.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: A gramática moral dos conflitos sociais. SP: Ed.34, 2003.

MARQUES, Mário Osório. Escrever é preciso: o princípio da pesquisa. 4ª ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001.

MEIRIEU, Philippe. A pedagogia entre o dizer e o fazer: a coragem de começar; Trad. Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002.

MENDONÇA, Erasto F. Estado patrimonial e gestão democrática do ensino público no Brasil. Educação e sociedade, Campinas, ano XXII, n.75 p.84-108, ago. 2001.

SANTOS, Boaventura de Souza. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social; Tradução Mouzar Benedito, São Paulo: Boitempo, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-182

Refbacks

  • There are currently no refbacks.