Uma proposta de classificação dos hipoícones nas classes I, II e V do conjunto das dez classes de Signos de C. S. Peirce / A proposal for the classification of hypocones into classes I, II and V of C. S. Peirce's set of ten classes of signs

Ivy Francielle Higino Martins, Marcelina das Graças de Almeida

Abstract


A classificação dos hipoícones ainda é um assunto nebuloso na interpretação da lógica peirceana. A ausência de um consenso teórico a respeito do tema faz dele uma oportunidade para a produção de contribuições novas para a pesquisa em semiótica. Com esse objetivo, este artigo apresenta uma proposta de classificação dos hipoícones no conjunto das dez classes de Signos. Seu diferencial está na defesa de um novo olhar acerca da relação do qualissigno icônico remático (111) com o ícone puro e na inclusão dessa classe no processo de classificação de Signos. A partir desse prisma, propõe-se a classificação do hipoícone imagem na classe I, do hipoícone diagrama na classe II – sinsigno icônico remático (211) – e do hipoícone metáfora na classe V – legissigno icônico remático (311). Por meio dessa proposta e da exposição das bases teóricas que a fundamentam, espera-se ter produzido novos contributos para a pesquisa em semiótica.


Keywords


hipoícones, imagem, diagrama, metáfora, classificação de Signos.

References


BORGES, Priscila Monteiro. Mensagens cifradas: a construção de linguagens diagramáticas. 2010, 290 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. 2010.

______________________. As subdivisões do ícone e os sistemas de classes de signos de C. S. Peirce: uma investigação a respeito do modo de representação das qualidades. 2017. In: Tríade, Sorocaba, SP, v. 5, n. 10, p. 216-229, 2017.

CALVET DE MAGALHÃES, Theresa. Ícone não é um primeiro. In: Discurso, v. -, n. (14): 91-99 [Anais eletrônicos...] São Paulo/SP: Universidade de São Paulo, 1980. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2015.

CALVET DE MAGALHÃES, Theresa. Origens do Pragmaticismo: O “Antifundacionalismo” de C. S. Peirce e a sua Defesa da Filosofia Crítica do Senso Comum. In: Cognitio, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 49-76, jan./jun. 2006 Disponível em: . Acesso em: ago. 2019.

FARIAS, Priscila Lena. Sign Design, ou o design dos signos: a construção de diagramas dinâmicos das classes de signos de C.S.Peirce. São Paulo, 2002. 214 f. (Doutorado em Comunicação e Semiótica). Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica PUC-SP.

FARIAS, Priscila; QUEIROZ, João. Hypoicons in the context of Peirce´s Extended theory of signs. In: Proceedings of the 31st Annual meeting of the semiotic society of america 2006: the future of semiotics. Purdue University, West Laffayette, 2006.

JAPPY, Tony. Peirces Twenty-Eight Classes of Signs and the Philosophy of Representation: Rhetoric, Interpretation and Hexadic Semiosis. London: Bloomsbury Advances in Semiotics, 2017.

NÖTH, Winfried. Panorama da semiótica: de Platão a Peirce. São Paulo: Annablume, 1995.

PEIRCE, Charles Sanders. Collected Papers of Charles S. Peirce, vols. 1-8, Hartshorne, C; Weiss, P. (Eds.); vols. 7-8, Burks, A.W. (Ed.), Cambridge, Mass.: Harvard Univ. Press, 1931-58. Acesso em: 01 jul. 2017. Disponível em: (Citado como CP, seguido do volume e página).

_____. Semiótica. Tradução de José Teixeira Coelho Neto. São Paulo: Perspectiva, 2012.

_____. The New Elements of Mathematics, vols. 1-4, Eisele, C. (Ed.), La Haya: Mouton, 1976. (Citado como NEM, seguido do volume e página).

______. The Essential Peirce. Selected Philosophical Writings, vols. 1-2, Houser, N. et al. (Eds.), Bloomington, IN: Indiana University Press, 1992-98. (Citado como EP, seguido de volume e página (s)).

RANSDELL, Joseph. On Peirce’s Conception of the Iconic Sign. 1997. Disponível em: . Acesso: 22 jan. 2019.

ROMANINI, Anderson Vinícius. Semiótica Minuta: especulações sobre a gramática dos signos e da comunicação a partir da obra de Charles S. Peirce. 2006. 250 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação – jornalismo) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

SANTAELLA, Lúcia. Semiótica aplicada. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

__________. Teoria geral dos signos: semiose e autogeração. São Paulo: Ática, 1995.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-163

Refbacks

  • There are currently no refbacks.