Desempenho de híbridos de milho em diferentes épocas de semeadura na segunda safra em baixa altitude no extremo Oeste do Estado do Paraná / Performance of corn hybrids at different sowing times in the second low-season crop in the extreme west of the State of Paraná

Glauco Vieira Miranda, Erisson Mateus Weber Braun, Maria Eduarda Vilas Boas Alves, Patrick Machado, Alison de Meira Ramos

Abstract


O objetivo deste trabalho foi comparar híbridos de milho na segunda safra em baixa altitude no extremo oeste do Estado do Paraná. Para isso, cinco experimentos foram instalados semanalmente em fevereiro e março de 2019 e 2020 na Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Câmpus Santa Helena, a 258 m de altitude. Os experimentos foram instalados sem irrigação suplementar, com seis híbridos de milho transgênicos e convencionais, em blocos casualizados com quatro repetições. O espaçamento foi de 0,50 m e a população de 60 mil plantas/ha. Em 2019, o PZ 316 com 4.377 kg/ha foi o mais produtivo na primeira época de semeadura, em 14 de fevereiro. Na segunda (21/02) e terceira (28/02) semeaduras, o NS90 Pro2 apresentou a maior produtividade com 3.500 kg/ha. As semeaduras em 28/02 e março (07 e 14) apresentaram a produtividade de grãos médias de 2087 kg/ha, 2335 kg/ha e 1665 kg/ha, respectivamente. As condições pluviométricas foram muito limitantes nas últimas semeaduras e parcialmente limitantes nas duas primeiras que foram as mais adequadas e apresentaram produtividade 48% superior às demais. Os híbridos de milho apresentaram diferentes produtividades e interagiram com a época de semeadura. Os híbridos de milho na safra 2020 não foram colhidos pois, as condições pluviométricas não foram suficientes para a germinação e formação de estandes. Concluiu-se que as condições climáticas afetam diferentemente os estádios de desenvolvimento das plantas e os componentes de produção de acordo com a época de semeadura e do ano e a irregularidade das chuvas é a principal causa relacionada a redução da produtividade de grãos mas não a precipitação total no extremo oeste do Estado do Paraná.


Keywords


cultivares, melhoramento, interação genótipo x ambiente

References


AGÊNCIA DE NOTÍCIAS. O VBP do Paraná em 2019 bate recorde e soma R$ 97,7 bilhões. 2020. Acesso em 18 de Março de 2021.

http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=108209&tit=VBP-do-Parana-em-2019-bate-recorde-e-soma-R-977-bilhoes

AGROCERES. Guia Agroceres de sanidade. 2. ed. São Paulo: Sementes Agroceres, 1996. 72 p.

BORÉM, A.; MIRANDA, G.V.; FRITSCHE-NETO, Roberto . Melhoramento de Plantas. 7. ed. Viçosa: UFV, v. 1. 543p. 2017.

CARDOSO, C.O.; FARIA, R.T.; FOLEGATTI, M.V. Simulação do rendimento e riscos climáticos para o milho safrinha em Londrina - PR, u tilizando o modelo CERES-Maize. Eng. Agríc. v.24, n.2, Botucatu maio/ago. 2004

CONAB - COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Os resultados da safra 2017/18: A receita bruta e líquida operacional dos produtores de algodão, amendoim soja. V.9, p. 1-240, / responsável técnico Aroldo Antonio de Oliveira Neto. – Brasília: Conab, 2018.

CUNHA, J.E. Caracterização Físico Espacial da Bacia Hidrográfica do Paraná In: Geografia da bacia hidrográfica do Paraná 3: fragilidades e potencialidades socioambientais. Ed. Anderson Sandro da Rocha e Maicol Rafael Bade. – Jundiaí, SP: Ed. In House, 2018. 314 p. ISBN: 978-85-7899-591-1

EDMEADES, M. BÄNZIGER, H.R. MICKELSON, AND C.B. PEÑA-VALDIVIA, (eds.). 1997. Developing Drought- and Low N-Tolerant Maize. Proceedings of a Symposium, March 25-29, 1996, CIMMYT, El Batán, Mexico. Mexico, D.F.: CIMMYT.

EMBRAPA. Fisiologia da Produção de milho. disponivel em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CNPMS/19620/1/Circ_76.pdf . Acesso em: 07 Out 2020

GALVÃO, João Carlos Cardoso (Org.) ; MIRANDA, G. V. (Org.) . Tecnologia e produção de milho. 1. ed. Viçosa, MG: Editora UFV, 2004. v. 1. 366p .

GALVÃO, J.C.C.; MIRANDA, G.V. ; TROGELLO, EMERSON ; FRITSCHE-NETO, R. Sete décadas de evolução do sistema produtivo da cultura do milho. REVISTA CERES, v. 61, p. 819-828, 2014.

GARBUGLIO, DD; SHIOGA, PS; GERAGE, AG; ARAÚJO, PM; BIANCO, R; CUSTÓDIO, APP; BARROS, ASR; Avaliação estadual de cultivares de milho Safra 2017/2018. Londrina: IAPAR. p 59. (Boletim técnico, 91: IAPAR).2018.

GARBUGLIO, D. D.; GERAGE, A. G.; ARAÚJO, P. M.; BIANCO, R; CUSTÓDIO, APP; BARROS, A. S. R. Avaliação estadual de cultivares de milho segunda safra 2018 Londrina: IAPAR, 2019. 75 p. il. (IAPAR. Boletim técnico, 92)).

GARBUGLIO, DD; GERAGE, AG; ARAÚJO, PM; BIANCO, R; CUSTÓDIO, APP; Avaliação estadual de cultivares de milho segunda safra 2019. Londrina, PR: IDR-Paraná, 2020. 41 p. il. (IDR-Paraná. Boletim técnico, 98)

IAPAR. Fundação Instituto Agronômico do Paraná. Cartas climáticas básicas do Estado do Paraná, Curitiba, 49p., 1994.

IBGE, SIDRA, 2021 https://sidra.ibge.gov.br/tabela/839#resultado

IDR-Paraná Dados Meteorológicos Históricos e Atuais

Acesso em 20 de Mar, 2021

http://www.idrparana.pr.gov.br/Pagina/Dados-Meteorologicos-Historicos-e-Atuais

MAPA. Zoneamento Agrícola. disponivel em: http://www.agricultura.gov.br/assuntos/riscos-seguro/risco-agropecuario/ zoneamento-agricola. acesso em : 10 dez 2019

MAGALHÃES, http://docsagencia.cnptia.embrapa.br/milho/circul22.pdf

MIRANDA, G. V.; SOUZA, Leandro Vagno de ; COIMBRA, Ronaldo Rodrigues ; GALVÃO, João Carlos Cardoso ; MELO, Aurelio Vaz de ; GUIMARÃES, Lauro José Moreira ; VILELA, Felipe Oliveira . Comportamento de cultivares de milho em Minas Gerais Safras 1998-1999 e 1999-2000. Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 52, n.301, p. 401-419, 2005.

MIRANDA, G. V.; VIEIRA, Clibas ; CRUZ, Cosme Damião ; ARAÚJO, Geraldo Antônio Andrade de . Comparação de métodos de avaliação da adaptabilidade e estabilidade de cultivares de feijoeiro. ACTA SCIENTIARUM-AGRONOMY JCR, BRASIL, v. 20, p. 249-255, 1998.

OESTE EM DESENVOLVIMENTO. Boletim de Conjuntura Econômica Regional do Oeste do Paraná é editado pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) Publicação semestral: ano 2, nº 02, novembro 2016. Foz do Iguaçu, PR, Brasil Acesso em 19 de Março de 2021 https://deposita.ibict.br/bitstream/deposita/55/2/Boletim%20de%20Conjuntura%20n%c2%ba2.compressed.pdf

R CORE TEAM (2020). R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. URL https://www.R-project.org/.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-100

Refbacks

  • There are currently no refbacks.