Acesso aos mercados agrícola para hortifruti na fronteira oeste do Rio Grande do Sul / Acess to agricultural markets for hortifruti on the west frontier of Rio Grande do Sul

Laura Possani, Janaína Balk Brandão, Andrea Cristina Dorr, Raquel Breitenbach

Abstract


O objetivo da pesquisa foi verificar os elementos mais relevantes para os produtores de hortifrutigranjeiros do município de Itaqui/RS se inserirem nos canais de comercialização existentes. Foram identificados e estudados, a partir de entrevista semiestruturadas, cinco agricultores familiares que têm acesso a mais de um canal de comercialização, possibilitando visualizar os elementos de escolha. A pesquisa foi feita ao longo do ano de 2016. O recorte geográfico dado diz respeito ao município de Itaqui, no extremo oeste do Rio Grande do Sul. Como base teórica utilizou-se a Economia dos Custos de Transação (ECT), escolhida para dar suporte às interpretações de como os agricultores se organizam e como são reguladas as transações. No estudo foi verificada a presença dos atributos das transações, sendo a frequência o atributo mais relevante para todos os entrevistados, uma vez que maior frequência gera confiança entre as partes. Os elementos que mais influenciam na escolha do canal a estabelecer a transação são: preço, volume de venda, garantia de venda (fidelização), pagamento em dia.


Keywords


Economia dos Custos de Transação; Frequência; Agricultores Familiares

References


BATALHA, M. O. et al. Gestão Agroindustrial. 3°ed. São Paulo: Ed.Atlas. 2007.

BRANDÃO, J. B;ARBAGE, A.P.. A gestão da cadeia de suprimentos das redes regionais de varejo de frutas, legumes e verduras no Rio Grande do Sul: um estudo multicaso. Extensão Rural, Santa Maria, v.23, n.3, p.51-68, 2016. Acessed: May 02, 2017. doi: 10.5902/23181796

BRASIL, Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares meio Ambiente.Brasília, 2006. Dispnível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/837541.pdf. acesso em 06 de Abril de 2017.

COUGHLAN, A. T.; ANDERSON, E.; STERN, L. W.; EL-ANSARY, A. Canais de

marketing e distribuição. Porto Alegre: Bookman, 6 ed. p. 461, 2002.

FAO, Food Aid Organization. Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura. OCDE-FAO Perspectivas Agrícolas 2015-2024, 2015.

FAO/INCRA. Guia metodológico: diagnóstico de sistemas agrários. Brasília: Projeto de Cooperação Técnica INCRA/ FAO, 2006.

FAULIN, E. J. AZEVEDO, P. F. de. Distribuição de hortaliças na agricultura familiar: uma análise das transações. Informações Econômicas, SP, v.33, n.11, nov. 2003.

FARIA, E. R. Fatores determinantes na variação dos preços dos produtos contratados por pregão eletrônico. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro, nov./dez, 2010.

FINATTO, R. A. CORRÊA, W. A organização da agricultura familiar de base agroecológica em pelotas/RS. Campo-território: Revista de Geografia Agrária, v. 6, n. 1, p. 280-311, fev. 2011.

FLORIANO JUNIOR, M. B. Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar- PRONAF e seu Desenvolvimento no Município de Itaqui- RS. Itaqui, 2011. Disponível em acesso em: 06 de Abril de 2017.

IBGE- INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA-IBGE.Lavoura

permanente e lavoura temporária 2011. Disponível em

acesso em 06 de Abril de 2017.

NORTH, D. Structure and Change in Economic History, Norton, New York, 1981.

Institutions, Institutional Changeand Economic performance. Cambridge University Press, Cambridge,1990.

PESSALI, H. F. Teoria dos custos de transação: uma avaliação à luz de diferentes correntes do pensamento econômico. 1998. 155 p. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) – Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 1998.

POHLMANN, M.C. et al. Impacto da especificidade de ativos nos custos de transação, na estrutura de capital e no valor da empresa. Revista Contabilidade e Finanças - USP, São Paulo, Edição Especial, p. 24 - 40, 30 junho 2004.

POSSANI, L. Elementos determinantes na escolha de fornecedores de frutas, legumes e verduras para os varejos locais. 2013. 60 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia), Universidade Federal do Pampa, Itaqui,2013.

ROSA, K.D. Tipificação da produção da agricultura familiar em Itaqui-RS. 2013. 32 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal do pampa, Itaqui, 2013.

SANTOS, M. S. FERREIRA, D. J.; SANTOS, R. L. A feira livre como alternativa de geração de renda para agricultura familiar no município de Santo Estevão- BA. In:VI Congresso Iberoamericano de EstudiosTerritoriales y Ambientais. São Paulo. Setembro, 2014.

SOUZA JUNIOR, R.T. A necessidade de agências reguladoras sobre a perspectiva da nova economia institucional. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa. v.5, n.2, nov. 2006 – Disponível em : acesso em: 20 de Janeiro de 2017.

TALHAFERRO, D. R. L. Vulnerabilidades socioambientais e formas de adaptação de agricultores familiares localizados em áreas próximas a lavouras orizícolas em Itaqui- RS em Repositório Digital UFGRS. 2013. 81 p. Trabalho de Conclusão de Curso(Graduação)

– Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS. Itaqui, 2013.

YIN, R.K. Estudo de Caso. Planejamento e métodos. Tradução: Daniel Grassi. 4 ed. Ed. Bookman. Porto Alegre-RS. 2009.

ZYLBERSZTAJN, D. Estruturas de Governança e Coordenação do Agribusiness: Uma Aplicação da Nova Economia das Instituições na Biblioteca Digital-Teses e Dissertações USP. 1995. 241 p. Tese. (Doutorado em Economia) - Universidade de São Paulo. São Paulo, 1995.

WAQUIL, P. D.; MIELE, M.; SCHULTZ, G. Mercados e comercialização de produtos agrícolas. Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv4n5-276

Refbacks

  • There are currently no refbacks.