Autocuidado a luz da teoria de dorothea orem: panorama da produção cientifica brasileira / Self-care in the light of theory of dorothea orem: panorama of brazilian scientific production

Karem Poliana Santos da Silva, Aline Costa da Silva, Andreina Maciel de Sena dos Santos, Cliviane Farias Cordeiro, Deila Ávila Machado Soares, Fernanda Freitas dos Santos, Maxwell Arouca da Silva, Brenner Kássio Ferreira de Oliveira

Abstract


Objetivo: Descrever o panorama da produção científica sobre Autocuidado a Luz da Teoria de Dorothea Orem em diversas publicações sobre o assunto. Métodos:  Trata-se de um estudo bibliométrico, quantitativo, do tipo descritivo da literatura científica. Na busca utilizaram-se os descritores “Teoria do autocuidado e Dorothea Orem” nas bases de dados LILACS, SCIELO e BDENF. Os dados obtidos foram analisados através da planilha Excel. Resultados: Dos 74 artigos analisados observou-se que a pesquisa sobre a Teoria do Autocuidado tem crescido e tido maior visibilidade a partir dos anos 2000. Destacando a região Nordeste com maior porcentagem de artigos publicados sobre o tema. Os autores optaram por delineamento metodológico qualitativo onde a maioria desses estudos foram publicados na Revista Brasileira de Enfermagem. Conclusão: A teoria de Dorothea Orem na produção cientifica brasileira abrange amplos conhecimentos que permitem consolidar e enriquecer o processo de enfermagem. O conhecimento dessa teoria permite identificar as necessidades de autocuidado, estabelecer soluções para o indivíduo e capacitá-lo para que desenvolva seu próprio cuidado. Neste sentido, a apropriação dessa teoria é importante para o ensino, prática e desenvolvimento da ciência na enfermagem.

 


Keywords


autocuidado, teoria de enfermagem, bibliometria.

References


LIMA, Géssica Kyvia Soares de et al. Autocuidado de adolescentes no período puerperal: aplicação da teoria de Orem. Revista de Enfermagem UFPE on line, [S.l.], v. 11, n. 10, p. 4217-4225, set. 2017. ISSN 1981-8963. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2020. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i10a231185p4217-4225-2017.

SILVA, Irene de Jesus et al. Cuidado, autocuidado e cuidado de si: uma compreensão paradigmática para o cuidado de enfermagem. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 43, n. 3, p. 697-703, Set. 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2020 https://doi.org/10.1590/S0080-62342009000300028.

QUEIROS, Paulo Joaquim Pina; VIDINHA, Telma Sofia dos Santos; FILHO, António José de Almeida. Autocuidado: o contributo teórico de Orem para a disciplina e profissão de Enfermagem. Rev. Enf. Ref., Coimbra, v. serIV, n. 3, p. 157-164, dez. 2014. Disponível em: . Acesso em 27 nov. 2020. http://dx.doi.org/10.12707/RIV14081.

RAIMONDO, Maria Lúcia et al. Produção científica brasileira fundamentada na Teoria de Enfermagem de Orem: revisão integrativa. Rev. bras. enferm., Brasília, v. 65, n. 3, p. 529-534, June 2012. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/S0034-71672012000300020.

BRILHANTE, Aline Veras Morais et al. Um estudo bibliométrico sobre a violência de gênero. Saude soc., São Paulo, v. 25, n. 3, p. 703-715, Sept. 2016. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/s0104-12902016148937.

GUIMARAES, Jorge A.. A pesquisa médica e biomédica no Brasil: comparações com o desempenho científico brasileiro e mundial. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 303-327, June 2004. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/S1413-81232004000200009.

ASNAKE, Mengistu. A importância da publicação científica para o desenvolvimento da saúde pública. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 7, p. 1972-1973, July 2015. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/1413-81232015207.08562015.

SIDONE, Otávio José Guerci; HADDAD, Eduardo Amaral; MENA-CHALCO, Jesús Pascual. A ciência nas regiões brasileiras: evolução da produção e das redes de colaboração científica. Transinformação, Campinas, v. 28, n. 1, p. 15-32, Apr. 2016. Available from . Access on 27 Nov. 2020. https://doi.org/10.1590/2318-08892016002800002.

MONTENEGRO, Mario R; ALVES, Venâncio A. Ferreira. Critérios de autoria e co-autoria em trabalhos científicos. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo, São Paulo, v. 29, n. 4, p. 191-193, Aug. 1987. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/S0036-46651987000400001.

TURATO, Egberto Ribeiro. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 507-514, June 2005. Available from . Access on 27 nov. 2020. https://doi.org/10.1590/S0034-89102005000300025.

SAITO, R.; HIRAMOTO, E.; SAITO, C. C. Taxa de publicação em periódicos de artigos apresentados em encontros acadêmicos de administração. Revista de Economia e Administração, v. 8, n. 4, p. 422-440, 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2020.

BEZERRA, M. L. R.; FARIA, R. DE P. R.; COSTA DE JESUS, C. A.; DOS REIS, P. E. D.; PINHO, D. L. M.; KAMADA, I. Aplicabilidade da teoria do déficit do autocuidado de ordem no Brasil: uma revisão integrativa. JMPHC | Journal of Management & Primary Health Care | ISSN 2179-6750, v. 9, 11 jan.2019. Disponível em: < https://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/538>. Acesso em: 27 nov. 2020. https://doi.org/10.14295/jmphc.v9i0.538.

World Health Organization. Global status report on noncommunicable diseases 2010. Geneva: WHO; 2011 [citado 2014 nov 3]. Disponível em:

CORTEZ, Mirian Beccheri; TRINDADE, Zeidi Araujo; MENANDRO, Maria Cristina Smith. Racionalidade e sofrimento: homens e práticas de autocuidado em saúde. Psic., Saúde & Doenças [Internet]. 2017 Ago [citado 2020 Nov 23]; 18(2): 556-566. Disponível em: . http://dx.doi.org/10.15309/17psd180222.

SEPARAVICH, Marco Antonio; CANESQUI, Ana Maria. Saúde do homem e masculinidades na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: uma revisão bibliográfica. Saude soc. [Internet]. 2013 June [cited 2020 Nov 23]; 22(2): 415-428. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902013000200013&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0104-12902013000200013

BRANDAU, Ricardo; MONTEIRO, Rosangela; BRAILE, Domingo M.. Importância do uso correto dos descritores nos artigos científicos. Rev Bras Cir Cardiovasc, São José do Rio Preto, v. 20, n. 1, p. VII-IX, Mar. 2005. Available from . Access on 27 Nov. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382005000100004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-047

Refbacks

  • There are currently no refbacks.