Metodologia de trabalho da escola de pacientes DF no contexto COVID-19: relato de experiência/ Working methodology of the school of DF patients in the COVID-19 context: experience report

Estêvão Cubas Rolim, Dais Rocha Gonçalves, Dayde Lane Mendonça da Silva, Felipe Rodrigues Yung, Brandon Vidal de Souza, Lucas Carvalho Souza Teles, Lucas Ribeiro Miranda, Edison Tostes Faria

Abstract


A doença causada pelo novo coronavírus 2019 (COVID-19) é uma condição respiratória infecciosa que emergiu em dezembro de 2019 na China e assumiu proporções pandêmicas em março de 2020, com potencial de sobrecarga dos sistemas de saúde de todo o mundo. Nesse sentido, estratégias de enfrentamento à COVID-19 são de grande relevância em saúde pública, dentre as quais as da Escola de Pacientes DF (EP-DF), que, sendo baseadas em gestão clínica e educação permanente e Educação em Saúde, promovem padrão de cuidado e autocuidado ao paciente. Nesse contexto, materiais educativos individuais impressos e audiovisuais online comunitários são utilizados como recursos assistenciais complementares ao atendimento, como por exemplo materiais técnicos para profissionais de saúde, organizados em Capítulos compartilhados no Google Drive. As orientações contendo informações essenciais para o autocuidado são entregues ao paciente usando mecanismos preventivos de contágio e mantidas com o usuário em sua Pasta da Saúde. Há também ênfase em boas práticas de proteção individual e coletiva, higiene respiratória, distanciamento social, isolamento e sinais de alarme. Fontes bibliográficas preferenciais para atualização dos Capítulos são planos, diretrizes e protocolos do Ministério da Saúde, da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde, da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, da Organização Mundial de Saúde e da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade e associações de pacientes, além de outros protocolos internacionais quando aplicáveis. Sendo assim, a EP-DF oferece ferramentas fáceis e acessíveis tanto para usuários quanto profissionais com potencial benefício no enfrentamento da COVID-19.


Keywords


covid-19, estratégia saúde da família, educação permanente em saúde, educação em saúde, escola de pacientes DF.

References


ALMEIDA, Patty F. De et al. Coordenação do cuidado e Atenção Primária à Saúde no Sistema Único de Saúde. Saúde em Debate, 2018. v. 42, n. spe1, p. 244–260.

ANDERSON, Maria Inês P. Médicos pelo Brasil e as políticas de saúde para a Estratégia Saúde da Família de 1994 a 2019: caminhos e descaminhos da Atenção Primária no Brasil. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, 2019. v. 14, n. 41, p. 2180.

BRASIL. Protocolo de Tratamento de Influenza. [S.l.]: [s.n.], 2017.

BRASIL. PNPS O QUE SE TEM PRODUZIDO PARA O SEU FORTALECIMENTO. [S.l.]: [s.n.], 2018.

BRASIL. 2020 PORTARIA 188 Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). 2020a. p. 3–4.

______. Boletim Epidemiológico No. 07 do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública. Ministério da Saúde, 2020b. v. 06, p. 1–23. Disponível em: .

BRASIL. CONGRESSO NACIONAL 2020 Decreto Legislativo No 6, de 2020: Reconhece, para os fins do art. 65 da Lei Complementar no 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública, nos termos da solicitação do Presidente da República encaminhada. 2020c. p. 2020. Disponível em: .

CARVALHO, Monica S. De; MERHY, E. E.; SOUSA, M. F. De. Repensando as políticas de Saúde no Brasil: Educação Permanente em Saúde centrada no encontro e no saber da experiência. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 2019. v. 23, p. 1–12.

CEZAR, Diego M.; COSTA, M. R.; MAGALHÃES, C. R. Educação à Distância como estratégia para a Educação Permanente em Saúde? Em Rede - Revista de Educação a Distância, 2017. v. 4, n. 1, p. 106–115.

CUBAS-ROLIM, Estêvão et al. Knowledge at palm of hand: supported self- management and audiovisual content School of Patients DF. 16th World Congress on Public Health 2020, 2020. v. 30, p. 532–533. Disponível em: .

CUBAS-ROLIM, Estêvão et al. Uso de ferramentas de gestão clínica e de segurança do paciente em uma unidade básica de saúde no distrito federal TT - Use of clinical management and patient safety tools in a basic health unit in the federal district. Comun. ciênc. saúde, 2018. v. 29, n. supl. 1, p. 79–83. Disponível em: .

DAMASCENO, Renata F.; CALDEIRA, A. P. Fatores associados à não utilização da teleconsultoria por médicos da Estratégia Saúde da Família. Ciencia e Saude Coletiva, 2019. v. 24, n. 8, p. 3089–3098. Disponível em: .

DOLNY, Luise L. et al. Serviços de Telessaúde como apoio à Educação Permanente na Atenção Básica à Saúde: uma proposta de modelo avaliativo. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 2019. v. 23, p. 1–18.

FERREIRA, Lorena et al. Educação Permanente em Saúde na atenção primária: uma revisão integrativa da literatura. Saúde em Debate, 2019. v. 43, n. 120, p. 223–239.

FLEURY, Sônia Desigualdades injustas: O contradireito à saúde. Psicologia e Sociedade, 2011. v. 23, n. SPECIALISSUE, p. 45–52.

FRANÇA, Tania.; RABELLO, E. T.; MAGNAGO, C. As mídias e as plataformas digitais no campo da Educação Permanente em Saúde: debates e propostas. Saúde em Debate, 2019. v. 43, n. spe1, p. 106–115.

GDF. PDAD Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio. 2018.

______. DECRETO 40475 Declara situação de emergência no âmbito da saúde pública no Distrito Federal, em razão do risco de pandemia do novo coronavírus. 2020a. Disponível em: .

______. Informe sobre a doença pelo Coronavirus (COVID-2019). 2020b. p. 9–10.

______. Mostra premia 22 experiências inovadoras do SUS no DF. 2020c. p. 1–5. Disponível em: .

HARRES, João B. S. et al. Constituição E Prática De Professores Inovadores: Um Estudo De Caso. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), 2018. v. 20, n. 0, p. 1–21.

HOVADICK, Ana Carolina De A. et al. Intervenção comportamental via SMS/Whatsapp para melhora dos hábitos alimentares de pacientes com DM2: um estudo descritivo. Brazilian Journal of Development, 2020. v. 6, n. 3, p. 10130–10139.

KIVELÄ, Kirsi et al. The effects of health coaching on adult patients with chronic diseases: A systematic review. Patient Education and Counseling, 2014. v. 97, n. 2, p. 147–157.

MICCAS, Fernanda L.; BATISTA, S. H. S. Da S. Educação permanente em saúde: metassíntese. Revista de Saude Publica, 2014. v. 48, n. 1, p. 170–185.

PASSAMAI, Maria Da Penha B. et al. Letramento funcional em saúde: reflexões e conceitos sobre seu impacto na interação entre usuários, profissionais e sistema de saúde. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 2012. v. 16, n. 41, p. 301–314.

REN, Shi Y.; GAO, R. D.; CHEN, Y. L. Fear can be more harmful than the severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 in controlling the corona virus disease 2019 epidemic. World Journal of Clinical Cases, 2020. v. 8, n. 4, p. 652–657. Disponível em: .

TASCA, Renato et al. Recomendações para o fortalecimento da atenção primária à saúde no Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública, 2020. v. 44, p. 1.

VENDRUSCOLO, Carine et al. Contribuições da educação permanente aos núcleos ampliados de saúde da família. Escola Anna Nery, 2020. v. 24, n. 3, p. 1–8.

VILLELA, Daniel A. M. The value of mitigating epidemic peaks of COVID-19 for more effective public health responses. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2020. v. 53, n. March, p. 18–19.

WELCH, Vivian et al. Interactive social media interventions to promote health equity: An overview of reviews. Health Promotion and Chronic Disease Prevention in Canada, 2016. v. 36, n. 4, p. 63–75.

WHO. Home care for patients with suspected novel coronavirus ( nCoV ) infection presenting with mild symptoms and management of contacts. Who, 2020a. n. January, p. 1–8.

______. Operational considerations for case management of COVID-19 in health facility and community: interim guidance, 19 March 2020. 2020b. n. March, p. 1–8.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-038

Refbacks

  • There are currently no refbacks.