O mito da democracia racial no contexto do sistema de cotas para estudantes negros: tudo continua como dantes no quartel de abrantes / The myth of racial democracy in the context of the cotests system for black students: everything goes on as before

Antonio De Assis Cruz Nunes, Delma Josefa da Silva, Ana Beatriz Sousa Gomes, Liz Marina De Jesus Raposo Amaral, Clênia De Jesus Pereira dos Santos, Ilana Silva Sousa, Katiúcia Ermiza Moreira Da Silva Pereira, Walter Rodrigues Marques

Abstract


A presente pesquisa aborda sobre o mito da democracia racial brasileira no contexto pós-aprovação da Lei 12.711/12, a qual institui as cotas étnicas e raciais nas universidades federais e institutos federais de ensino superior. O estudo é derivado de várias pesquisas sobre o sistema de cotas para negros na Universidade Federal do Maranhão. É um artigo que reflete acerca das consequências da não exigência da comprovação dos candidatos nos vestibulares se autodeclararem negros. Esse fato, o estudo conclui que o mito da democracia racial se revitaliza. A pesquisa está materializada em duas partes: na primeira parte e feita uma retrospectiva histórica do mito da democracia racial brasileira e na segunda parte é feita uma discussão sobre o mito da democracia racial no contexto do sistema de cotas para negros, especificamente a Lei 12.711/12. A pesquisa conclui afirmando que da forma como está funcionando o sistema de cotas para negros à luz da referida Lei vai permitir veladamente o retorno do mito da democracia racial brasileira.


Keywords


Cotas. Mito da democracia brasileira. Estudantes negros.

References


AZEVEDO, Célia Maria Marinho de. O abolicionismo Transatlântico e a Memória do Paraíso Racial Brasileiro. Revista do Centro de Estudos Afro-Asiáticos (CEAA), n. 30, 1996, p. 151-162.

BERNADINO, Joaze. Ação Afirmativa e a Rediscussão do Mito da Democracia Racial no Brasil. Revista do Centro de Estudos Afro-Asiáticos (CEAA), n. 2, 2002, p. 247-273.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 33 ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

BRASIL. Lei n. 12.711, de 29 de agosto de 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em: 20 jun 2013.

BRASIL. Portaria Normativa n. 18, de 11 de outubro de 2012. Disponível em: http://www2.unirio.br/cosea/cotas/portaria-normativa-no-18-de-11-de-outubro-de-2012/view. Acesso em: 20 jun 2013.

BRASIL. Decreto n. 7.824, de 11 de outubro de 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/Decreto/D7824.htm. Acesso em: 20 jun 2013.

DAMATTA, Roberto. Digressão: a fábula das três raças, ou o problema do racismo à brasileira. In: Relativizando, uma introdução à antropologia social. Petrópolis (RJ): Vozes, 1981.

DEGLER, Carl. Nem Preto, Nem Branco: Escravidão e Relações Raciais no Brasil e nos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Labor do Livro, 1976.

FERES JÚNIOR, João. Ação afirmativa, raça e racismo: uma análise das ações de inclusão racial nos mandatos de Lula e Dilma. Revista de C. Humanas, Viçosa, v. 12, n. 2, p. 399-414, jul./dez. 2012. Disponível em: http://www.cch.ufv.br/revista/pdfs/vol12/artigo8vol12-2.pdf. Acesso em 20 jun 2013.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Democracia Racial: o ideal, o pacto e o mito. In: OLIVEIRA, Iolanda de. (Organizadora). Relações raciais e educação: Temas contemporâneos. Cadernos PENESB, Volume 4, Niterói (RJ): EdUFF, 2002, p. 33-69.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Raça e os estudos de relações raciais no Brasil. Revista CEBRAP, São Paulo, nº 54, pp. 147-156, jul. 1999.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Racismo e Anti-Racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34, 1999.

MOURA, Clóvis. Sociologia do Negro Brasileiro. São Paulo: Ática, 1988.

NOGUEIRA, Oracy. Preconceito racial de marca e preconceito racial de origem: sugestão de um quadro de referência para uma interpretação do material sobre relações raciais no Brasil. Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v.19, n. 1, p. 287-308, nov. 2006.

NUNES, Antonio de Assis Cruz. O Sistema de cotas para negros na Universidade Federal Do Maranhão: uma política de ação afirmativa para a população afromaranhense. Tese de Doutorado (Doutorado em Educação). Marília: Unesp, 2011.

NUNES, Antonio de Assis Cruz. A Universidade e as Políticas de Ação Afirmativa ao Ensino Superior: Situando a questão do negro na UFMA. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Educação). São Luís: UFMA, 2004.

SIGNIFICADOS. Significado de Mito. Disponível em: < http://www.significados.com.br/mito/>. Acesso em: 25 abr. 2014.

SKIDMORE, Thomas E. Temas e metodologias nos estudos das relações raciais brasileiras. Revista CEBRAP, São Paulo, n. 60, pp. 63-76, jul. 2001.

SKIDMORE, Thomas E. Preto no Branco: Raça e Nacionalidade no Pensamento Brasileiro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

SCHWARCZ, Lilia Morits. O Espetáculo das raças: Cientistas, Instituições e questão racial no Brasil (1870-1930). São Paulo: Companhia das Letras, 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-032

Refbacks

  • There are currently no refbacks.