A representatividade da mulher na literatura surda: adaptações literárias / The representation of women in deaf literature: literary adaptations

Suelem Maquiné Rodrigues, Taísa Aparecida Carvalho Sales

Abstract


Esse trabalho possui como eixo principal a Lenda da Vitória-Régia, esta é uma das principais lendas do imaginário nacional, tendo a origem na cultura indígena da região amazônica. A obra escolhida para realizar a adaptação para Literatura Surda, ícone da Literatura Amazônica, é fruto da literatura oral e traz consigo traços de feminilidade e encanto. É uma personagem do imaginário popular que contribui para formação de uma construção do folclore amazônico, com forte identidade nacional. A adaptação será um instrumento de inclusão literária, possibilitando aos surdos que vivem nessa região, sentirem-se representados na sua cultura e literatura local. Sobre esse aspecto, a adaptação da lenda da Vitória-Régia realizar-se-á não como uma forma inferior à obra fonte, mas sim como ressignificação dos seus signos linguísticos para contribuir com uma minoria linguística que é o povo surdo. Sendo a adaptação uma maneira de democratizar a cultura e atingir objetivos singulares. Para construção dessa pesquisa, buscamos fundamentar-se nos estudos de Literatura Comparada e adaptações, nos estudos da Literatura oral no Brasil de Luís da Câmara Cascudo (2006), nos estudos de Amazônia: mito e literatura de Marcos Frederico Krüger (2011), entre outros teóricos.


Keywords


Adaptação literária, Literatura Surda, a mulher na literatura.

References


ARAÚJO, Emanuel. A arte da sedução: sexualidade feminina na colônia. In. PRIORE, Mary del (org.). História das mulheres do Brasil. São Paulo: Contexto, 1997. p. 45-77.

BÍBLIA. A.T. Gênesis. In. Biblía Sagrada: O Antigo e Novo Testamento. Tradução, introdução e notas: Euclides Martins Balancin. São Paulo: Paulus, 1990.

CASCUDO, Luis da Câmara. Literatura oral no Brasil. 2. ed. São Paulo: Global, 2006.

COUTINHO, Afrânio. O ensino de literatura. Rio de Janeiro: A Noite, 1950.

COUTINHO, F. Eduardo e CARVALHAL, F. Tania. Literatura Comparada: Textos Fundadores. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

D’INCAO, Maria Ângela. Mulher e fámilia burguesa. In. PRIORE, Mary del (org.). História das mulheres do Brasil. São Paulo: Contexto, 1997. p. 223-240.

Enciclopédia Escolar Britannica. Vitória-régia. In: Enciclopédia Escolar Britannica. Britannica Escola Online. Disponível em: . Acesso em: 21 de janeiro de 2017.

FERNANDES, Sueli. Educação de Surdos. 2. ed. Curitiba: Ibpex, 2011.

FOUCALT, Michel. A governamentalidade. In. Microfísica do poder. 22.ed. Rio de Janeiro: Graal, 2006. p.277-293.

HELD, J. O imaginário no poder: as crianças e a literatura fantástica. 3. ed. São Paulo: Summus editorial, 1980.

KAINGÁNG, Azelene. Depoimento de uma militante. In. Pinsky e Pedro (org). Nova História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2016, p.410-422.

KARNOPP, Lodenir. Literatura Surda. Florianópolis: Centro de comunicação e expressão- CCE-UFSC, 2010.

KRÄMER, Heinrich; SPRENGER, Jakob. Malleus maleficarum (Obra publicada em 1486) apud ARAÚJO, Emanuel. A arte da sedução: sexualidade feminina na colônia. In.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

PRIORE, Mary del (org.). História das mulheres do Brasil. São Paulo: Contexto, 1997. p. 45-77.

KRÜGER, Marcos Frederico. Amazônia: mito e literatura. 3. ed. Manaus: Valer, 2011.

MIANES, Felipe Leão; MÜLLER, Janete Inês; FURTADO, Rita Simone Silveira. Literatura surda: um olhar para as narrativas de si. In: KARNOPP, Lodenir; KLEIN; Madalena; LUNARDI-LAZZARIN, Márcia Lise (Org.). Cultura surda na contemporaneidade: negociações, intercorrências e provocações. Canoas: ULBRA, 2011.

MOURÃO, Claúdio Henrique Nunes. Literatura surda: produções culturais de surdos em língua de sinais. In: KARNOPP, Lodenir; KLEIN; Madalena; LUNARDI-LAZZARIN, Márcia Lise (Org.). Cultura surda na contemporaneidade: negociações, intercorrências e provocações. Canoas: ULBRA, 2011.

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. São Paulo: Contexto, 2007.

RODRIGUES, Suelem Maquiné. Lenda da Vitória-Régia. In: TAÍSA APARECIDA CARVALHO SALES (Org.). Onze histórias e um segredo: desvendando as lendas amazônicas. Manaus – AM: Dalmir Pacheco de Souza, 2016, p. 111-134.

SILVEIRA, Rosa; BONIN, Iara; SILVEIRA, Carolina. A diferença em livros infantis recentes: representações de surdos e de surdez. (Texto digitado). Trabalho apresentado no II Seminário Internacional sobre Exclusão, Inclusão e Diversidade na Educação. João Pessoa, março de 2011.

STAM, Robert. Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade. Ilha do Desterro A Journal of English Language, Literatures in English and Cultural Studies, n. 51, p. 19-053, 2006. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/desterro/article/ view/2175-8026.2006n51p19/9004>. Acesso em: 30 janeiro 2017.

STROBEL, Karin. As imagens do outro sobre a cultura surda. Florianópolis: Ed. UFSC, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-010

Refbacks

  • There are currently no refbacks.