Saúde Física e Mental dos professores: Uma investigação nas Escolas Públicas Estaduais de Pernambuco – Brasil / Physical and Mental Health of Teachers: An Investigation in the State Public Schools of Pernambuco – Brazil

Márcia S. Monteiro Alves, Rafael Costa Manta, Béda Barkokébas Junior, Bianca M. Vasconcelos

Abstract


Na realidade das escolas públicas do Brasil, os professores estão sujeitos a ambientes de trabalho com infraestrutura inadequada e excesso de carga de trabalho, o que gera um desgaste na saúde física e mental dos docentes. Diante desta situação, o presente trabalho teve como objetivo identificar as principais doenças e desgaste da saúde física e/ou mental que atingem os professores das escolas públicas estaduais do município de Jaboatão dos Guararapes - Brasil. A metodologia utilizada abrangeu a aplicação de um questionário à 135 docentes e coleta de dados junto ao Núcleo de Atenção ao Servidor - NAS e Secretaria de Educação do estado. Tais informações foram analisados e comparados. Através dos dados obtidos a partir do questionário, foi constatado que os problemas de saúde vocal são os que afetam o maior número de professores, seguido de doenças físicas e psíquicas. Entre os professores entrevistados, 51% já sofreu/sofre algum tipo de doença adquirida no trabalho. Entre estes, 24% dos precisaram ser afastados de suas atividades laborais e 60% tiveram a doença controlada. Além disso, apenas 23,5% dos docentes, que adquiriram doenças do trabalho, registraram junto ao NAS o que demonstra uma subnotificação na base de dados. Com base nos resultados obtidos, foram propostas recomendações para controle dos riscos identificados. Espera-se que os resultados apresentados alertem para a necessidade de um maior acompanhamento da saúde dos docentes, proporcionando ações com o objetivo de minimizar ou controlar esses efeitos prejudiciais.


Keywords


Professor, Saúde do trabalhador, Saúde física, Saúde mental.

References


Gasparini, S.M., Barreto, S.M. e Assunção, A.A, 2005. “O professor, as condições de trabalho e os efeitos sobre sua saúde”. Revista Educação e Pesquisa, vol.31, n.2, São Paulo, Mai/Ago. doi:10.1590/S1517-97022005000200003.

Frota, G.B. e Teodósio, A.S.S, 2012. “Profissão docente, profissão decente? Estratégias de professores frente ao sofrimento no trabalho em um ambiente de inovação pedagógica”. In ENANPAD – Encontro da ANPAD, 26 ,2012, Rio de Janeiro, set.

Lemos, J. C., 2005. Cargas psíquicas no trabalho e processos de saúde em professores universitários. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Erick, P.N. e Smith, D.R., 2010. “A systematic review of musculoskeletal disorders among school teachers”. BMC Musculoskelet Disord, vol. 12.

Santos, G.L.V., Silva, I.L. e Cardoso, F., 2009 “Ocorrência de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho dos professores de uma instituição de ensino superior de Belém/PA”. Fisioterapia Brasil. Vol. 10, n 5.

da Costa, V., Prada, E., Roberts, A. e Cohen, S., 2010. Voice Disorders in Primary School Teachers and Barriers to Care. Journal of Voice, Vol. 26(1), p. 69 –76. doi:10.1016/j.jvoice.2010.09.001

de Souza, C.M., Granjeiro, R.C., de Castro, M.P., Ibiapina, R.D.C., Oliveira, G.M.G.F., 2017. “Outcomes of teachers away from work for voice disorders”. Rev Bras Med Trab., vol. 15(4) p. 324‐328. doi:10.5327/Z1679443520170044

Almeida, L. M. P., Cruz, E. R. M., Alexandre, T. B., Carneiro, S. N. V., Carneiro, S. V., Bezerra, M. de H. O., Maia, A. H. N., & Câmara, C. M. F. (2021). Saúde mental docente : um olhar para o profissional da rede pública de ensino Teaching mental health : a look at the public teaching network professional. Brazilian Journal of Development, 7(2), 14769–14786. https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-211




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-503

Refbacks

  • There are currently no refbacks.