Violência de gênero e sua centralidade no debate político / Gender violence and its centrality in the political debate

Maria Mary Ferreira, Marly de Jesus Sá Dias, Neuzeli Maria de Almeida Pinto

Abstract


A violência de gênero se transformou em um problema social da maior gravidade em virtude dos indicadores que se elevaram drasticamente em todos os centros brasileiros, urbanos e rurais. A violência vem se tornando no cotidiano das cidades uma tragédia anunciada que se traduz nos feminicídios e na urgência de medidas que coíbam a escalada de violências que atinge principalmente mulheres negras e jovens, interrompendo um ciclo de vida, que poderia ser evitado.  A preocupação de debater o tema e socializar o problema levou as estudiosas da pesquisa “Mulheres, Relações de Gênero e Protagonismo Político: estudo, formação feminista e informação como estratégica de mudança na sociedade patriarcal” a colocar questões que pudessem instigar a discussão na sociedade na expectativa de que o tema pudesse ser refletido entre os sujeitos pesquisados. Desse modo apresentamos neste estudo o resultado da pesquisa realizada em cinco municípios maranhenses que mostram a centralidade do debate político sobre a violência visando assim ampliar o nível de reflexão da sociedade sobre o tema e articular este debate no contexto da política, vista como lugar de mudança social.


Keywords


1. Mulheres; 2. Violência; 3. Gênero. 4. Política

References


ANUÁRIO Brasileiro de Segurança Pública. Fórum Brasileiro de Segurança Pública. [São Paulo], 2019. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2019/10/Anuario-2019-FINAL_21.10.19.pdf. Acesso em: Acessado 22 de ago. de 2020.

BIROLI, Flávia. Gênero e desigualdades: limites da democracia no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2018.

COSTA, Ana Alice Alcântara. (org.). Trilhas do poder das mulheres: experiências internacionais em ações afirmativas. Brasília: Câmara dos Deputados, 2009.

COSTA, Ana Alice Alcantara. As donas do poder: mulher e política na Bahia. Salvador: NEIM: UFBA, 1998. Disponível em: http://www.neim.ufba.br/site/arquivos/file/donasnopoder.pdf. Acesso em: 15 jun. 2019.

FERREIRA, Maria Mary. Vereadoras e prefeitas maranhenses: ação política com enfoque de gênero. São Luís: EDUFMA, 2015. 288p.

FERREIRA, Maria Mary et al. Direitos iguais para sujeitos de direito: empoderamento de mulheres e combate a violência doméstica. São Luís: EDUFMA, 2016.

FERREIRA, Maria Mary. (org.). Protagonismo político de mulheres no Maranhão: um debate para pensar a sub-representação. São Luís: NIEPEM, 2019.

NOLASCO, L. G. Mulheres na política: entraves e conquistas. Revista Jurídica UNIGRAN, v. 12, n. 23, 2010.

SAMPIERE, Roberto H.; COLLADO, Carlos; LUCIO, Pilar Baptista. Metodologia da Pesquisa. 3. ed. São Paulo: Mc Graw-Hill, 2006.578p.

WAISELFISZ, J.J. Mapa da violência 2015: homicídios de mulheres no Brasil. Brasília, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-490

Refbacks

  • There are currently no refbacks.