Estudo da interferência de adição de fibras kraft em argamassas / Study of the interference of kraft fiber addition in mortars

Lilian de Sousa Alves, Flávia Tostes Messias Pereira, Cláudio Henrique de Almeida Feitosa Pereira

Abstract


A construção civil é uma das atividades econômicas que mais geram resíduos, e uma grande parte desses são descartados de forma inadequada e, por conseguinte provocam impactos ambientais. Foram produzidas argamassas com fibras kraft com substituição em volume de agregados nos teores 0,1%; 0,25%; 0,5% e 1,0%, e um traço sem adição de fibras. Foi analisada a influência da adição das fibras kraft no estado fresco, através do consumo de aditivo superplastificante necessário para atingir a trabalhabilidade fixada no ensaio de mesa de consistência. No estado endurecido, as argamassas produzidas foram avaliadas segundo os ensaios de resistência à tração na flexão, resistência à compressão, absorção de água por capilaridade e por imersão. Com base nos resultados obtidos, verifica-se que há o aumento da absorção de água nas argamassas com fibras, sendo justificado pelo aumento do índice de vazios. O ensaio de flexão na tração, demonstrou que a adição das fibras acarreta em um incremento de resistência em relação à argamassa sem fibras, principalmente para teores menores de adição. Para a compressão, nota-se que a resistência diminui ao aumentar o teor de fibras, principalmente para a idade de 28 dias.


Keywords


papel kraft, resíduos, compósito, argamassa.

References


FIBRA. Construção civil representa 6,2% do PIB Brasil. Brasília, 14 de fev. 2017. Disponível em acesso em jun. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS - ABRELPE. Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil. São Paulo, 2017. Disponível em: . Acesso em: 25 de maio de 2018.

MARQUES NETO, J. C. (2009). Estudo da gestão municipal dos resíduos de construção e demolição na bacia hidrográfica do Turvo Grande. Dissertação de Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental, Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo. São Carlos, SP.

JOHN, L. (Ed.) Ciência e Meio Ambiente. O Estadão, São Paulo, 4 jun. de 2002. Disponível em < https://www.estadao.com.br/ciencia/noticias/2002/jun/04/261.html>. Acesso em dez. 2017.

SILVA, A. C. (2002). Estudo da durabilidade de compósitos reforçados com fibras de celulose. Dissertação de Mestrado em Construção Civil. Departamento de Engenharia de Construção Civil, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP. 128p.

BUSON, M. A. (2009) Krafterra: Desenvolvimento e Análise Preliminar do Desempenho Tecnico de Componentes da Terra com a Incorporação de Fibras de Papel Kraft provenientes da Reciclagem de Saco de Cimentos para Vedação Vertical. Tese (Doutorado) Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de Brasília, Brasília, DF. 135 p.

SILVA, N. G.; FARIAS, D. C.; BATISTA, A. C.; SANTOS, A. J. G.; COSTA, D. S.; SOUZA, J. A. S. (2019) Determinação de características químicas de fibras curtas de bambu (bambusa vulgaris) a partir da determinação de extrativos, lignina e holocelulose. Brazilian Journal of development v. 5, n. 7, p.9282-9287, 2019.

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DO CIMENTO - SNIC. Produção nacional de cimento por regiões e estados (t) 2017. Disponível em: < http://snic.org.br/assets/pdf/numeros/1528825391.pdf >. Acesso em: 3 mai. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR7215. Cimento Portland - Determinação da resistência à compressão de corpos de prova cilíndricos. Rio de Janeiro, 2019.

ALVES, L. S. (2016). Influência da adição de fibras de celulose (papel kraft) nas características dos blocos de concreto não estrutural. Dissertação de Mestrado em Estruturas e Construção Civil, Publicação E.DM-03A/16, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 129p.

ASSOCIAÇÃO MERCOSUL DE NORMALIZAÇÃO – AMN NBR NM 248: Agregados - Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2001.

ASSOCIAÇÃO MERCOSUL DE NORMALIZAÇÃO – AMN NBR NM 52: Agregado miúdo - Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2009.

ASSOCIAÇÃO MERCOSUL DE NORMALIZAÇÃO – AMN NBR NM 45. Agregados - Determinação da massa unitária e do volume de vazios: Classificação. Rio de Janeiro, 2006.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT NBR 11768-3: Aditivos químicos para concreto de cimento Portland Parte 3: Ensaios de caracterização. Rio de Janeiro, 2019.

TONOLI, G. H. D.; BELGACEM, M. N.; SIQUEIRA, G.; BRAS, J.; SAVASTANO JR. H; LAHR F. A. R. (2013). Processing and dimensional changes of cement based composites reinforced with surface-treated cellulose fibres. Cement & Concrete Composites v. 37 p 68–75, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 15259: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos – Determinação da absorção de água por capilaridade e do coeficiente de capilaridade, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-362

Refbacks

  • There are currently no refbacks.