A reapropriação de espaços livres urbanos por pedestres / The reappropriation of urban free spaces by pedestrians

Luiza de Mattos Silva

Abstract


O presente artigo desenvolveu uma proposição projetual paisagística para espaços públicos no município de Colatina/ES, Brasil. A parti desse, discutimos a importância de espaços públicos como um ambiente pulsante, afetivo e vívido. Para tanto, foram adotadas revisões bibliográficas, legislações e análise de casos. Como resultado, foi proposta a adoção de mobiliários lúdicos e interativos, que viabilizassem a personalização do ambiente, além do vínculo emocional.


Keywords


espaço livres públicos, lúdico e interação pessoa-ambiente.

References


ALBANI, Vivian; MIRANDA, Clara Luiza. Cidade de Colatina, ES: a resiliência de uma cidade entreposto: City of Colatina, ES. Laboratório de Comércio e Cidade – Labcom - Fauusp: IV

COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE COMÉRCIO E CIDADE: UMA RELAÇÃO DE ORIGEM - ISBN- 978-85-8089-041-9, Uberlândia, v. 4, n. 16, p.1-18, 2013. Anual

ALOMÁ, Patricia Rodríguez. O espaço público, esse protagonista da cidade. 2013. Disponível em: . Acesso em: jun. 2019.

Brasil. Lei no 12.727 de 17 de outubro de 2012. Altera a Lei no 12.651, de 25 de maio de 2012, que dispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis nos 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de 1996, e 11.428, de 22 de dezembro de 2006; e revoga as Leis nos 4.771, de 15 de setembro de 1965, e 7.754, de 14 de abril de 1989, a Medida Provisória no 2.166-67, de 24 de agosto de 2001, o item 22 do inciso II do art. 167 da Lei no 6.015, de 31 de dezembro de 1973, e o § 2o do art. 4o da Lei no 12.651, de 25 de maio de 2012. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/L12727.htm. Acesso em: jun. 2019.

CAVALCANTE, Sylvia; ELALI, Gleice A. (Org.). Psicologia ambiental: conceitos para a leitura da relação pessoa-ambiente. Petrópolis: Vozes, 2018. 269 p.

CAVALCANTE, Sylvia; ELALI, Gleice A. (Org.). Temas básicos em psicologia ambiental. Petrópolis: Vozes, 2011. 318 p.

DIAS, Marina Simone; ESTEVES JÚNIOR, Milton. O espaço público e o lúdico como estratégias de planejamento urbano humano em: Copenhague, Barcelona, Medellín e Curitiba. Cadernos Metrópole, [s.l.], v. 19, n. 39, p.635-663, ago. 2017. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/2236-9996.2017-3912.

EGLER, Tamara Tania Cohen. Ação social na cidade: “experienciação” do tecido urbao: Interação social no espaço urbano: encontros ou confrontos?. In: RIBEIRO, Ana Clara Torres. Repensando la experiencia urbana de América Latina: cuestiones, conceptos y valores. Buenos Aires: Clacso, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2000. p. 205-219.

FISCHER, Gustave-N.. Psicologia Social do Ambiente. Lisboa: Instituto Piaget, 1994. 216 p.

FRANCE. Loi n° 2009-967 du 3 août 2009, JournalOfficiel de laRépubliqueFrançaise, n°0179, 5 août 2009, p. 13031.

GEHL, Jan. Cidade para pessoas. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2013. 262 p. Disponível em: . Acesso em: 23 nov. 2020.

LEITE, Rogério Proença de Souza. Contra-usos da cidade: lugares e espaço público na experiência urbana contemporânea. 2. ed. revista e atualizada. Campinas, SP: Editora da Unicamp; Aracaju, SE: Editora UFS, 2007. 376 p.

MARCONI, Homero. CORREDORES VERDES URBANOS: ESTUDO DA VIABILIDADE DE CONEXÃO DAS ÁREAS VERDES DE VITÓRIA URBAN GREEN CORRIDORS:

STUDY OF THE VIABILITY OF CONNECTION OF OPEN SPACES IN VITÓRIA PENTEADO. Paisagem Ambiente: Ensaios, São Paulo, v. 24, p.57-68, 2017.

MARTINS, Bruno Giorgio D’alessandri. Rio Doce e Colatina-ES: do conflito à reconciliação. 2017. 102 f. TCC (Graduação) - Curso de Arquitetura e Urbanismo, Instituto Federal do EspÍrito Santo, Colatina, 2017. Cap. 6.

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLATINA (PMC). Plano Diretor Urbano de Colatina.

Disponível em:

Acesso em: jun. 2019.

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA). Resoluções Consema - 2016, 002/2016 . Disponível em:

Acesso em: jun. 2019.

SIMÕES, Renata Mattos. A construção de um sistema de espaços livres para Colatina-ES. 2016. 173 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016. Cap. 3.

SPECK, Jeff. Cidade caminhável. São Paulo: Perrspectiva, 2016. 278 p.

TARDIN, Raquel. Espaços livres: sistema e projeto territorial. Rio de Janeiro: 7letras, 2008. 255

Trame verte et bleue. 2017. Disponível em:

. Acesso em: jun. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-084

Refbacks

  • There are currently no refbacks.