O serviço social nos programas de residência multiprofissional em saúde: desafios e possibilidades / Social work in multiprofessional residency programs in health: challenges and possibilities

Desirre Vitória de Morais Mariano, Ângela Maria Pereira da Silva

Abstract


Trata-se de uma revisão de literatura e das vivências da autora/residente no período de março de 2019 até dezembro de 2020. O objetivo deste estudo é historicizar e contextualizar os Programas de Residência no Brasil, especificamente, aquelas com ênfase na atenção básica em saúde, em especial, no campo do Serviço Social. Portanto, buscou-se embasamento na Regulamentação, nos editais desses programas e nos materiais de autoria de Thaisa Teixeira Closs, para compreender como os/as assistentes sociais inserem-se neste processo de educação continuada, considerando o limitado número de vagas e o crescente número de assistentes sociais que se graduam a cada ano, e que apresentam dificuldades em ingressarem no mundo do trabalho. Diante disso, os processos de trabalho de assistentes sociais requerem a tríade, ou seja, a figura de residentes, preceptores/as e tutores/as de núcleo, além de preceptores/as e tutores/as de campo. Sendo que, os/as residentes são profissionais com graduação, nesse estudo, especificamente, em Serviço Social em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação e em conformidade com seu órgão de classe. Os/as preceptores/as são assistentes sociais com titulação de especialistas, alocados no campo de atuação, sendo responsáveis pela supervisão das atividades. Os/as tutores/as de núcleo são profissionais com titulação de mestres, que atuam como docentes do curso de Serviço Social e que possuem como principal atribuição à orientação acadêmica. Destacam-se os processos de trabalho em meio aos tensionamentos advindos da emenda constitucional nº 95, da precarização das políticas de saúde, agravada pela pandemia do novo Coronavírus, mas também das possibilidades vislumbradas. No que se refere as possibilidades, advém do crescimento e o desenvolvimento de novas habilidades dos/as residentes, a criação de novas estratégias idealizadas por estes/as, que qualificam a oferta dos serviços da Rede de Atenção à Saúde. 


Keywords


Residências. Regulamentação. Saúde coletiva. Serviço Social.

References


BELLINI, Maria Isabel Barros. CLOSS, Thaísa Teixeira. Serviço social, residência multiprofissional e pós-graduação : a excelência na formação do assistente social. [recurso eletrônico] Porto Alegre : EdiPUCRS, 2012. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

https://www.scielosp.org/pdf/sdeb/2016.v40n108/204-218/pt

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de Atenção Básica - NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA – VOLUME 1: Ferramentas Para a Gestão e Para o Trabalho Cotidiano. 2014. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA-EXECUTIVA. SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS. SUS: A Saúde do Brasil. 2011. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Residências em Saúde. 2013 - 2020. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de Setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Disponível em . Acesso em: ago. 2020.

CARVALHO, Fabio Fortunato Brasil. COHEN, Simone Cynamon. AKERMAN, Marco. Refletindo sobre o instituído na Promoção da Saúde para problematizar ‘dogmas’. Rio de Janeiro. Saúde Debate. 2017. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (Conselho Nacional de Saúde - CNS). Princípios e Diretrizes para a NOB/RH - SUS. 2 ed. 2 Reimpressão. Brasília. 2003. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Brasília. 2014. 116 p.: il. – (Cadernos de Atenção Básica, n. 39). Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Residência Multiprofissional em Saúde - Regimento Interno. Canoas. 2020. Disponível em: . Acesso em: jul. 2020.

ESCAVADOR. Thaísa Teixeira Closs. Disponível em: . Acesso em: 20 de agosto de 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Resolução n° 287 de 8 de Outubro de 1998. Dispõe sobre a 8º Conferência Nacional de Saúde. Disponível em: . Acesso em: ago. 2020.

BRASIL. Portaria Interministerial nº 45, de 12 de Janeiro de 2007. Dispõe sobre a Residência Multiprofissional em Saúde e a Residência em Área Profissional da Saúde e institui a Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

CRESS 10º Região. Histórico e Competências. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

CFESS. Residência em Saúde e Serviço Social: Subsídios para Reflexão. Brasília. 2017. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

TAVARES, Fabricio. Remuneração no Serviço Social. 2020. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

MASSUDA, Adriano. Mudanças no financiamento da Atenção Primária à Saúde no Sistema de Saúde Brasileiro: avanço ou retrocesso?. Ciência & Saúde Coletiva, 25. São Paulo. 2020. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

OBSERVASINOS. Diagnóstico Socioterritorial do Município de Canoas/RS. São Leopoldo. 2016. Disponível em: . Acesso em: set. 2020.

ALVES-MAZZOTI, Alda Judith. Revisão da Bibliografia. In. ALVES MAZZOTI, Alda Judith, GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas Ciências Naturais e Sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 1998. p. 179-188.

IAMAMOTO, Marilda Villela. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 8.ed. São Paulo: Cortez, 2005.

SILVA, Edmilson Gomes da. O CONCEITO DE TRABALHO ALIENADO EM KARL MARX NA SOCIEDADE CAPITALISTA: Discussões filosóficas na modernidade nos manuscritos econômicos. Cadernos Cajuína. 2018. Disponível em: . Acesso em: out. 2020.

IAMAMOTO, Marilda Villela. Serviço Social em Tempo de Capital Fetiche. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-059

Refbacks

  • There are currently no refbacks.