Estudo mercadológico de uma cerveja de café / Marketing study of a coffee beer

Larissa Graziele Rauber Duarte, João Batista de Almeida e Silva

Abstract


Há uma visível mudança no mercado brasileiro de cerveja, como o aumento pela demanda de cervejas diferenciadas que se distinguem pelos diferentes ingredientes, métodos de elaboração e características sensoriais. Deste modo nota-se a necessidade de obtenção de cervejas com novos e variados aromas que atendam diferentes grupos de pessoas. Para comprovar a aceitação de uma cerveja elaborada com café, decidiu-se fazer uma pesquisa mercadológica antes da fabricação da cerveja para mensurar a aceitação do novo produto. Para essa pesquisa foram submetidos a um questionário on-line, 211 consumidores de ambos os sexos, maiores de 18 anos e consumidores de bebidas alcoólicas. O perfil dos consumidores que responderam ao questionário, era de maioria homens. A maioria dos entrevistados elege como bebida alcoólica preferida a cerveja, ingere de 2 a 3 vezes por semana e prefere bebe-la em sua própria casa. Os itens mais importantes dessa bebida devem ser o sabor e o preço. Os estilos preferidos são as cervejas Pilsen e IPA. Os atributos mais importantes de uma cerveja devem ser o sabor e o aroma. Sessenta por cento dos entrevistados ainda não tomaram uma cerveja de café, e os que já tomaram, mais de sessenta por cento gostaram. Analisando os hábitos dos consumidores de cervejas, observou-se um aumento pela procura por cervejas diferenciadas e com mais sabor e uma possível grande aceitação no mercado de cervejas aromatizadas com café.


Keywords


mercado, bebidas, comportamento, preferência, cerveja artesanal

References


Ampuero, O.; Vila, N. Consumer perceptions of product packaging. Journal of Consumer Marketing, Bingley, UK, V. 23, n. 2 p. 100-112, 2006.Disponível em:.Acesso em: 18 jan 2021

Aquarone, E.,Borzani, W.,Schmidell, W., Lima, U. A. Biotecnologia Industrial. São Paulo: Edgard Blucher, 2001.v. 4, p. 91-143.

Araújo, F. B.; Silva, P. H. A.; Minim, V. P. R. Perfil sensorial e composição físico-química de cervejas provenientes de dois segmentos do mercado brasileiro. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v.23, n.2, p.121-128, 2003

Carvalho, J. ; Nascimento, R. G. ; Nazar, S.; Gonçalves, S. R. Análise do Perfil de Compra do Consumidor de Cerveja Pilsen Branca. Rio’s International Journal on Sciencesof Industrial and Systems Engineering and Management, v. 2, 2008. Disponível em: < http:// www.rij.eng.uerj.br/research/2008/rm083-01.pdf>. Acesso em: 19 jan 2021.

Carvalho, G. B. M.; Silva, D. P.;Teixeira, J. A.; Almeida e Silva, J. B.Cerveja a partir de banana como adjunto do malte. In: Venturini Filho, G. W. Ciência e Tecnologia de Bebidas. São Paulo: Edgar Blucher, 2009.

Confenar. Consumo de cerveja cresce entre mulheres. Revista Confenar, v.5, n.29, p.36-38, 2009a. Disponível em: http://www.confenar.com.br/comunicacao/revista/29/. Acesso em: 7 nov 2020.

Farias, M. S., de Sousa Alves, W., Souza, L. M., Castro, D. R. G., Santos, J. P., Saraiva, M. D. G. G., Oliveira, R. P. M., Félix, P. H. C. Avaliação sensorial por método descritivo de cerveja artesanal com casca do guaraná (Paullinia cupana). Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 4, p. 17898-17912, 2020.

Jaeger, S. R. Non-sensory factors in sensory Science research. Food Quality and Preference, v.17, n.1-2, p.132-144, 2006.

Kayo, E. K.; Teh, C. C.; Basso, L. F. C.. Ativos intangíveis e estrutura de capital: a influência das marcas e patentes sobre o endividamento. Revista de administração, v. 41, n. 2, p. 158-168, 2006.

Kotler, P. Keller, K. L. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall,2006.

Minim,V.P.R. Análise sensorial: estudos com consumidores. Viçosa: Editora UFV, 2013. 332 p.

Mowen, J. C.; Minor, M.S. Comportamento do consumidor. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

Observatório Brasileiro de Informações sobre drogas- Secretaria Nacional Antidrogas. Consumidores são novo alvo da propaganda. Disponível em:.Acesso em: 29 jan. 2021.

Rosa, S. E. S. da; Cosenza, J. P.; Leão, L. T. de S. Panorama do setor de bebidas no Brasil. BNDES Setorial, n. 23, p. 101-150, 2006.

Sindicerv. Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja. Mercado. Disponível em: http://www.sindicerv.com.br/mercado.php. Acesso em: 19 nov 2020

Venturini Filho, W. G., (coord.). Indústria de bebidas: inovação, gestão e produção, São Paulo, Editora Blucher, 2011. 536

Vilas Boas, L. H. B. Comportamento do consumidor de produtos orgânicos: uma análise na perspectiva da teoria da cadeia de meios e fins. 2005. 222f. Tese (Doutorado em Administração) – DAE, Universidade Federal de Lavras, Lavras – MG.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-055

Refbacks

  • There are currently no refbacks.