Logística reversa de medicamentos no Brasil / Reverse logistics of drugs in Brazil

Beatriz Leirias Souza, Karen Kalinca Feitosa da Silva, Leonardo Matheus Mello da Silva, Alessandra Silveira Antunes Araujo

Abstract


O manejo e o descarte incorretos de medicamentos em desuso, gerados por tratamentos interrompidos ou por estarem fora do prazo de validade caracterizam um grande desafio para a sociedade atual em virtude das consequências que estes resíduos podem causar ao meio ambiente e à saúde em geral. Esta revisão da literatura, baseada em livros, legislações, notícias e artigos científicos, visa compreender a situação do descarte e da logística reversa de resíduos de medicamentos no Brasil a partir da publicação da Lei 12.305 que dispõe sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, publicada em 2010. Com base nos materiais avaliados nota-se que no Brasil há grande desinformação de como proceder com resíduos de medicamentos, e por isso, estes acabam sendo descartados juntamente com os resíduos domiciliares, em pias, em vasos sanitários, entre outras formas inadequadas de descarte. A maioria dos cidadãos desconhecem os impactos que estes resíduos podem causar, o que evidencia a necessidade de orientação, inclusive para profissionais da área da saúde. A legislação é clara no que se refere a este grupo de resíduos, porém é preciso ser cumprida e fiscalizada para que o Sistema de Logística Reversa alcance seus objetivos no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado destes resíduos. Para se atingir o descarte correto é necessária uma ação conjunta, que vai do fabricante até os coletores, aliada a atividades de orientação incluindo palestras, divulgações em mídias e locais de atendimento à saúde e campanhas que atinjam a população em geral.

 


Keywords


Medicamentos, Resíduos, Logística Reversa.

References


ANVISA – AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Medicamentos. Descarte de Medicamentos: Responsabilidade Compartilhada, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 nov. 2020.

ALENCAR, T.O.S.; MACHADO, C.S.R.; COSTA, S.C.C.; ALENCAR, B.R. Descarte de medicamentos: uma análise da prática no Programa Saúde da Família. Ciênc. saúde coletiva [online], vol.19, n.7, p.2157-2166, 2014.

ALMEIDA, A.A.; SOUSA, M.C.B.C.; SOARES, T.O.; Morais, A.E.F.; ASSUNÇÃO, N.B. Descarte inadequado de medicamentos vencidos: efeitos nocivos para a saúde e para a população. Revista Saúde e Meio Ambiente – RESMA, Três Lagoas, v. 9, n.2, p. 155-162, 2019.

ALVARENGA, L.S.V.; NICOLETTI, M.A. Descarte doméstico de medicamentos e algumas considerações sobre o impacto ambiental decorrente. Revista Saúde, v.4, n. 3, 2010.

AMARANTE, J.A.S.; RECH, T.D.; SIEGLOCH, A.E. AValiação do gerenciamento dos resíduos de medicamentos e demais resíduos de serviços de saúde na Região Serrana de Santa Catarina. Eng Sanit Ambient, v.22, n.2, P. 317-326, 2017.

BARCELOS, M.N.; PERES, A.P.; PEREIRA, I.O.; CHAVASCO, L.S.; FREITAS, D.F. Aplicação do método Failure Mode and Effect Analysis (FMEA) na identificação de impactos ambientais causados pelo descarte doméstico de medicamentos. Engenharia Ambiental. 8(4): p. 62-68, 2011.

BRASIL, F.S.F.; AGUIAR, T.D.C.; SOUZA, T.M.; LIMA, L.R. Descarte inadequado de medicamentos vencidos: Revisão de literatura. Mostra Científica da Farmácia, v. 4, n. 1, jan. 2018.

BRASIL. Decreto nº 10.388, de 05 de junho de 2020, institui o sistema de logística reversa de medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso, de uso, humano, industrializados e manipulados, e de suas embalagens após descarte pelos consumidores. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10388.htm>. Acesso em: 10 de outubro de 2020.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em: . Acesso em: 10 de outubro de 2020.

BRASIL. Ministério da saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 222, de 28 de março de 2018. Disponível em: Acesso em: 08 de outubro de 2020.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 358 de 29 de abril de 2005. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 08 de outubro de 2020.

CAMPANHER, R. Descarte adequado de medicamentos: percepção socioambiental do empresário de drogarias frente à logística reversa. Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação Interdisciplinar Desenvolvimento Humano em Sociedades Complexas. Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino, 2016.

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO PARANÁ. Descarte de Medicamentos. Edição 004, junho de 2018. https://www.crf-pr.org.br/pagina/visualizar/291

FALQUETO, E.; KLIGERMAN, D. C; ASSUMPÇÃO R. F. Como realizar o correto descarte de resíduos de medicamentos. Rev. Ciência e Saúde Coletiva, v. 15, n.2, pp. 3283-3293, 2010.

GRACIANI, F. S.; FERREIRA, G. L. B. V. Impacto ambiental de los medicamentos y suregulaciónen Brasil. Rev. Cubana de SaludPública, v.40, n.2, pp. 268-273, 2014.

PIAZZA, G.A.; PINHEIRO, I.G. logística reversa e sua aplicação na gestão dos resíduos de medicamentos domiciliares. Revista de estudos ambientais, v.16, n. 2, p. 48-56, 2014.

PINTO G. M. F.; SILVA K. R.; PEREIRA, R. F. A. B.; SAMPAIO S. R. Estudo do descarte residencial de medicamentos vencidos na região da Paulínia (SP), Brasil; Rev. Engenharia Sanitária e Ambiental, v.19, n.3, pp. 219-224, 2014.

RAMOS, H.M.P.; CRUVINEL, V.R.N.; MEINERS, M.M.M.A.; QUEIROZ, C.A. Descarte de medicamentos: uma reflexão sobre os possíveis riscos sanitários e ambientais. Ambiente & Sociedade, v. XX, n. 4, p. 149-174, 2017.

REAL, T.O.F.S.; CARDOSO, J.M.R.G. Logística reversa de medicamentos: um estudo do posicionamento das farmácias no município de Miracema/RJ. Revista Científica da FAMINAS, v. 14, n. 1, p. 43-52, 2019.

RODRIGUES, M.S.; Freitas, M.D.; Dalbó, S. Descarte domiciliar de medicamentos e seu impacto ambiental: análise da compreensão de uma comunidade. Brazilian Applied Science Review, v. 2, n. 6, p. 1857-1868, 2018.

SANTOS, R.C.; FRIZON, N.S. Descarte inadequado de medicamentos vencidos ou em desuso. R. gest. sust. ambient., Florianópolis, v. 8, n. 1, p.290-300, 2019.

SILVA, R.E.; ALMEIDA, A.F.S. Panorama do descarte de medicamentos domiciliares no município de sete lagoas/mg. Revista Brasileira de Ciências da Vida, v. 5, n. 1, 2017.

SILVA, M.A.L.; SAMPAIO, J.A.R.; BANDEIRA, I.C.J. Descarte de medicamentos no Brasil: desafios e perspectivas. Mostra Científica da Farmácia, [S.l.], v. 6, n. 1, jul. 2019.

SOUZA, S.P.; GONÇALVES, J.B.; MORAIS, M.S. Análise do descarte doméstico de

medicamentos no bairro de São Brás no município de Belém – PA. 1° Congresso Sul-

Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade – Gramado – RS, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-029

Refbacks

  • There are currently no refbacks.