Incidência de parasitos em praças públicas no município de Prudentópolis, Paraná, Brasil / Incidence of parasites in public squares in the municipality of Prudentópolis, Paraná, Brazil

Hermes Francisco Sanches, Isabela Thome Sanches, Elaine Pittner, Lucas Augusto Thome Sanches

Abstract


O objetivo deste presente estudo foi avaliar a incidência de ovos, cistos e/ou larvas de parasitos em caixas de areia de seis praças públicas da cidade de Prudentópolis, Paraná, Brasil, nas quatro estações. Estas amostras foram coletadas nas caixas de areia e concentradas pelas técnicas de Faust e Hoffmann, para a identificação destes parasitas por microscopia. Foram coletadas duzentos e quarenta (240) amostras, sendo que 55% (132 amostras) resultaram em positivas e 45% (108 amostras) em negativas. As estações do ano que mais apresentaram contaminações foram primavera e outono, totalizando 64,39% (85) das amostras positivas. Os parasitos encontrados nas amostras positivas foram: Giardia lamblia em 36% (48), Ascaris sp. em 26% (35), Ancylostoma sp. em 16% (21) , Entamoeba coli em 11% (14), Taenia sp. em 7% (9) e Trichuris sp. em 4% (5). Esses números favorecem um grande risco de transmissão para usuários das caixas de areia das praças, sendo eles humanos e animais, tornando-se assim um problema de saúde pública devido a essa contaminação ambiental.

 

 

 


Keywords


Caixas de Areia, Estações, Parasitas, Prudentópolis.

References


ALMEIDA, G. L. et al. Contaminação do solo por ovos de Ancylostoma spp. E Toxocara spp. Em praças públicas de recreação infantil de Santa Maria RS, Brasil. Anais do XIX Jornada Acadêmica Integrada.XIX Jornada Academica Integrada Santa Maria (RS), Brasil, 2004.

BORDEAU, P. Toxocara canis: infestation du chien el de l’homme, méthodes de luttw, Point Veterinary, v. 18, p. 551-564, 1986.

BRENER, B. et al. Estudo da contaminação de praças públicas de três municípios do Estado do Rio de Janeiro, Brasil, por ovos e larvas de helmintos, Revista de Patologia Tropical, v. 37, p. 247-254, 2008.

BUSCHINI, M. L. T. et al. Spatial distribution of enteroparasites among school children from Guarapuava, State of Paraná, Brazil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v.10, p. 568-78, 2010.

CAMPOS, M. R. et al. Distribuição espacial da infecção por Ascaris lumbricoides. Revista Saúde Pública, v. 36, n.1, p. 69-74, 2002.

CIRNE, F.S.L.; SILVA, T.; CARVALHO, A.C.F.; DIAS, P.M.; RAMOS, C.D.; BATISTA, L.C.S.O. Contaminação ambiental por ovos de Ancylostomaspp. e Toxocara spp. em áreas de seis praças públicas do município de Valença, estado do Rio de Janeiro. Acta BiomedicaBrasiliensia, v. 8, n. 1, p. 35-42, 2017.

CLIMATE-Data.org. Disponível em Acessado em 17 de março de 2020.

CORRÊIA, G. L. B.; GRUNSPAN, E.; LAGAGGIO, V. R. A. Pesquisa de ovos e oocistos em fezes de cães e gatos, em praças públicas de Santa Maria e sua importância clínica veterinária e em Saúde Pública. Anais do Congresso Internacional de Medicina Veterinária. Congresso Internacional de Medicina Veterinária 1993. Salvador (Bahia), Brasil. Salvador: Comitê Permanente dos Congressos Internacionais de Medicina Veterinária; 336-447p, 1993.

DUNN, J. J. et al. Trichuris vulpis recovered from a patient with chronic diarrhea and five dogs. Journal of Clinical Microbiology, v. 40, n. 70, p.2703-2704, 2002.

FERREIRA, H. et al. Enteroparasitoses e déficit nutricional em crianças hospitalizadas, Guarapuava, Estado do Paraná, Brasil. Acta Science Maringá, v. 28, p.113-117, 2006.

GEISSLER, P. W. et al. Geophagy as risk fator for geohelminth infections: a longitudinal study of Kenyan primary schoolchildren. Transactions of the Royal Society Tropical Medicine and hygiene, v. 92, p.7-11, 1998.

GONÇALVES, G. V & PALUDO, C. A. Ocorrência de parasitas zoonóticos no solo de praças públicas da cidade de Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul. Rev. UNINGÁ, Maringá, v. 55, n. 2, p. 72-80, abr./jun. 2018.

GUIMARÃES, M. A. et al. Ovos de Toxocara sp. e larvas e Ancylostoma sp. em praça pública de Larvras, MG. Revista de Saúde Pública, v. 39, p.293-295, 2005.

LEÃO, M. S.; LIGNON, J. S.; CARDOSO, T. A. E. M.; CAMASSOLA, J. L. T.; FERRAZ, A.; ANTUNES, T. Á.; PAPPEN, F. G. Prevalência de parasitos potencialmente zoonóticos em cães oriundos de canis na região de Pelotas, Rio Grande Do Sul, Brasil, Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 5, p. 26049-26058, may. 2020.

LUDWIG, M. K. et al. Correlação entre condições de saneamento básico e parasitoses intestinais na população de Assis, Estado de São Paulo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 32, n. 5, p. 547-55, 1996.

MAMUS, C. N. C. et al. Enteroparasitoses em um centro de educação infantil do município de Iretama/PR. SaBios: Revista de Saúde e Biologia. v. 3, n. 2, p.39-44, 2008.

MATESCO, V. C. et al. Contaminação sazonal por ovos de helmintos na praia de Ipanema, Porto Alegre- RS, Brasil. Revista Patologia Tropical. v. 35, n. 2, p.135-41, 2006.

MARTINS M, SOARES AR, MOURA MAS, CHAVES AC, SILVA RS, BARROS JA. Levantamento de Toxocara canis no município de Manaus-AM. Dados preliminares. Rev Soc Bras Med Trop 2003; 36 (S1): 194-5.

NEVES, D. P. Parasitologia Humana. 11 ed. Rio de Janeiro (RJ): Editora Atheneu: 498p. 2005.

NEVES, J. Diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias. 2ª Ed. Rio de Janeiro (RJ): Editora Guanabara Koogan S.A.;1983.

NUNES, C. M. et al. Ocorrência de larva migrans na areia de áreas de lazer das escolas municipais de ensino infantil, Araçatuba, SP, Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 34, p. 656-658, 2000.

PEREIRA-CARDOSO, F. D. et al. Prevalência de Enteroparasitoses em Escolares de 06 a 14 Anos no Município de Araguaína-Tocantins. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 7, p. 54-64, 2010.

PITTNER, E. et al. Enteroparasitoses em crianças em uma comunidade escolar na cidade de Guarapuava, PR. Revista Salus, v. 1, p.97-100, 2007.

PITTNER, E. et al. Ocorrência de Parasitas em praças públicas do Município de Guarapuava, Paraná, Brasil. Revista Salus, v. 3, p. 55-62, 2009.

PRESTES, L.F.; JESKE, S.; SANTOS, C.V.; GALLO, M.C.; VILLELA, M.M. Contaminação do solo por Geohelmintos em áreas públicas de recreação em munícipios do Sul do Rio Grande do Sul (RS), Brasil. Revista de Patologia Tropical, v. 44, n.2, p. 155-162, 2015.

RIBEIRO, K.L.; FREITAS, T.D.; TEIXEIRA, M.C.C.; ARAÚJO, F.A.P.; MARDINI, L.B.L.F. Avaliação da ocorrência de formas parasitárias no solo de praças públicas no município de EsteioRS. Revista Acadêmica: Ciências Agrárias e Ambientais, v.11, n.1, p.59-54, 2013.

ROBERTSON D, IRWIN PJ, LYMBERY AJ, THOMPSON RCA. The role of companion animals in the emergence of parasitic zoonoses. Int J Parasitol 2000; 30: 1369-77.

SALINAS, P.; MATAMALA, M.; SCHENONE, H. Prevalência de hallazgode huevos de Toxocara canis em plazas de La Region Metropolitana de La ciudad de Santiago, Chile. Boletin Chileno de Parasitologia, v. 57, p. 102-105, 2001.

SANTARÉM, V. A.; GIUFFRIDA, R.; ZANINGA, A. Larva migrans cutânea: ocorrência de casos humanos e identificação de larvas de Ancylostoma spp. Em parque público do município de Taciba, São Paulo. Revista Brasileira de Medicina Tropical, v. 37, p.179-181, 2004.

SANTOS, R. C. V. et al. Prevalência de enteroparasitoses em pacientes ambulatoriais do Hospital Divina Providência de Porto Alegre, RS. Revista Brasileira de Análises Clínicas, v. 36, p. 241-243, 2004.

SCAINI, C. J. et al. Contaminação ambiental por ovos e larvas de helmintos em fezes de cães na área central do Balneário Cassino, Rio Grande do Sul. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 36, p. 617-619, 2003.

SCHANTZ, P.M. Parasitic zoonoses in perspective. International Journal of Parasitology, v. 21, n. 2, p. 161-170, 1991.

SILVA, F. S. et al. Frequência de parasitos intestinais no município de Chapadinha, Maranhão, Brasil. Revista Patologia Tropical, v. 39, n. 1, p.63-8, 2010.

SOGAYAR MIL, CORRÊA FMA. Giardia in dogs in Botucatu, São Paulo State, Brazil: a comparative study of canine and human species. Rev Cienc Biomed São Paulo 1984; 5: 69-73.

SOUZA, V. R.; ALMEIDA, A. F.; CÂNDIDO, A. C.; BARROS, L. A. Ovos e larvas de helmintos em caixas de areia de creches, escolas municipais e praças públicas de Cuiabá, MT. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v.11, n.2, p.390-395, 2010.

TASHIMA, N. T & SIMÕES, M. J. S. Parasitas intestinais: prevalência e correlação com a idade e com os sintomas apresentados de uma população infantil de Presidente Prudente – SP. Revista Brasileira de Análises Clínicas, v. 37, p. 35-39, 2005.

TAN JS. Human zoonotic infections transmitted by dogs and cats. Arch Intern Med 1997; 157: 1933-43.

THYSSEN, P. J. et al. O papel de insetos (Blattodea, Diptera e hymenoreptera) como possíveis vetores mecânicos de helmintos em ambiente domiciliar e peridomiciliar. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, p.1096-1102, 2004.

WALKER, N. I.; CROESE, J.; CLOUSTON, A. D.; LOUKAS, A.; PROCIV, P. Eosinophilic enteritis in Northeastern Australia: pathology, association with Ancylostoma caninum, and implications. American Journal of Surgical Pathology, v.19, n.3, p.328-337, 1995.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-492

Refbacks

  • There are currently no refbacks.