Construindo e avaliando seminários: relato de experiência do Programa de Educação Tutorial de Farmácia / Building and evaluating seminars: experience report from the Pharmacy Tutorial Education Program

Renilson Castro de Barros, Anísia Sofia Mota Barros, Nathália Cássia Gomes de Sousa, Anderson Albuquerque de Souza, Maria Fâni Dolabela

Abstract


A comunicação é essencial para diversas profissões no mercado de trabalho e são obrigatórias que estimulem essa capacidade aos estudantes. Além disso, técnicas que visem a educação colaborativa, como seminários, são extremamente importantes para a formação acadêmica. O presente relato de caso se fundamenta nos avanços alcançados pelo grupo PET- Farmácia UFPA com a mudança da metodologia de construção e avaliação dos seminários pelos alunos ao grupo. Inicialmente, foi realizado um amplo estudo da técnica, traçando o itinerário da atividade, tendo as seguintes etapas: delimitação do tema de estudo e formação dos grupos; levantamento bibliográfico; socialização dos resultados no grupo; apresentação dos resultados a todo grupo;avaliação pelo método de Benner; avaliação dos avanços. Utilizar este método possível detectar os problemas de cada aluno, trabalhar estes problemas e permitir o avanço da competência do aluno. Tal fato pode ser verificado no fato de boletim, a maioria dos alunos estava no estágio de iniciante avançado (antigos = 38,45%, novatos = 60%), enquanto que, no segundo seminário, nenhum aluno estava neste estágio e o dominante foi proficiente (antigos = 75% e novatos = 60%). Durante a atividade ficou latente a importância do nenhum segundo seminário nenhum aluno estava neste estágio e o dominante foi proficiente (antigos = 75% e novatos = 60%). Durante a atividade ficou latente a importância donenhum segundo seminário nenhum aluno estava neste estágio e o dominante foi proficiente (antigos = 75% e novatos = 60%). Durante a atividade ficou latente a importância do feedback qualificado para o avanço da competência. Em sintese, a técnica de seminário é muito importante para a formação do aluno e permite o desenvolvimento da aprendizagem colaborativa


Keywords


Seminário, aprendizagem colaborativa, formação de competências.

References


BENNER, P. From novice to expert. The American Journal of Nursing, n.82, p.402-7, 1982.

DE ARAÚJO RODRIGUES, Francisco Rafael; DA CUNHA, Grace Anne Andrade; BRUNO, Raphael Camurça. SEMINÁRIOS TEMÁTICOS COMO ESTRATÉGIA INTERDISCIPLINAR DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS EM FORMAÇÃO AVANÇADA.

DREYFUS, Hubert L. What Computers Can't Do: A critique of artificial intelligence. Harper & Row, 1972.

DREYFUS, Stuart E.; DREYFUS, Hubert L. A five-stage model of the mental activities involved in directed skill acquisition. California Univ Berkeley Operations Research Center, 1980.

GUASCH, Teresa; ALVAREZ, Ibis; ESPASA, Anna. University teacher competencies in a virtual teaching/learning environment: Analysis of a teacher training experience. Teaching and Teacher Education, v. 26, n. 2, p. 199-206, 2010.

NICOL, David J.; MACFARLANE‐DICK, Debra. Formative assessment and self‐regulated learning: A model and seven principles of good feedback practice. Studies in higher education, 2006, 31.2: 199-218.

RANGEL, M. Métodos de ensino para a aprendizagem e dinamização das aulas. Coleção: Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico. 2. ed. São Paulo: Papirus, 2005.

TAPIA-LADINO, Mónica; HO, María Soledad de la; SAEZ-CARRILLO, Katia. ¿QUÉ HACEN LOS ESCRITORES CON LOS COMENTARIOS ESCRITOS (CE) QUE OFRECEN LOS PROFESORES A LOS SEMINARIOS DE GRADO EN PROGRAMAS DE PEDAGOGÍA EN INGLÉS? Alpha, (Osorno), n. 51, p. 109-123, dic. 2020.

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Estratégias pedagógicas. Lisboa: Cadernos da nova, Gabinete de Apoio à qualidade do ensino, Núcleo de Inovação Pedagógica e de Desenvolvimento Profissional dos Docentes, 2013




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-489

Refbacks

  • There are currently no refbacks.