Análise de fissuras em vigas de concreto armado / Analysis of cracks in armed concrete beams

Rodrigue Totolo Lungisansilu, Roberta Medici Felix, Luiz Carlos Mendes

Abstract


Este artigo apresenta um estudo analítico de fissuras de vigas de concreto armado levando em consideração a norma vigente NBR 6118/2014.  Esta análise é realizada com base em três projetos de pontes de concreto armado de mesma seção transversal, com duas vigas principais sem laje inferior, porém de comprimentos de vãos diferentes. O sistema estrutural é constituído de dois balanços e três vãos, onde o vão central é maior do que os vãos adjacentes. A análise estrutural dessas vigas principais foi feita pelo auxílio do programa de análise estrutural Ftool, possibilitando  desta forma,  gerar os diferentes diagramas das solicitações dos carregamentos. Uma vez que as solicitações das vigas foram  encontradas, foi realizada a análise de abertura de  fissuras delas  através do programa Mathcad, em conformidade com  a NBR 6118/2014. Para cada solicitação encontrada, houve a análise da variação dos diâmetros das armaduras em função do tipo de aço empregado.  Foram  observadas as variações das aberturas de fissuras em função do diâmetro da armadura e, dessa forma, cada valor de abertura encontrado foi  comparado com o limite de abertura de fissura de acordo com o cobrimento e  da classe ambiental escolhida. Para este estudo o cobrimento da classe ambiental utilizada é o da classe II. Por fim, foram elaborados gráficos, diâmetros de armadura com as aberturas de fissura para cada viga de cada projeto de ponte. Esses gráficos possibilitaram visualizar claramente que os resultados dessa análise se mostram bem coerentes e satisfatórios.

 

 


Keywords


Vigas, concreto armado, análise estrutural, cobrimento.

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118:2014 -

Projeto de estruturas de concreto – Procedimento.Abril,2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7187:2003 -

Projeto de pontes de concreto armado e de concreto protendido - Procedimento. Março, 2003.

BRANSON, D. E. Procedures for computing deflections. ACI Journal, 65. New

York, setembro, 1968.

CALDAS, A. J. A. Avaliação de abertura de fissuras de flexão em vigas de

concreto armado. 1997. Dissertação (Mestrado) – Escola de Engenharia de

São Carlos, Universidade de São Paulo. São Carlos.

CANOVAS, MANUEL FERNANDEZ. Patologia y terapêutica del hormigon

armado. Madrid, Editorial Dossat, 1997.

CARVALHO, R, C.; FILHO, J.R.F. Cálculo e detalhamento de estruturas usuais

de concreto armado. 3.ed. São Carlos: EdUFScar, 2009.

EUROCODE 2 – prEN1992-1. European Standard. DEC. 2003.

KIMURA, A. Informática aplicada em estruturas de concreto armado. São Paulo: PINI,

LEONHARDT, F.; MÖNNING, E. Construções de concreto – princípios básicos

do dimensionamento de estruturas de concreto armado. Rio de Janeiro, Editora

Interciência, 1977, v.1.

LEONHARDT, F.; MÖNNING, E. Construções de concreto – princípios básicos

do dimensionamento de estruturas de concreto armado. Rio de Janeiro, Editora

Interciência, 1977, v.2.

LEONHARDT, F.; MÖNNING, E. Construções de concreto – princípios básicos

do dimensionamento de estruturas de concreto armado. Rio de Janeiro, Editora

Interciência, 1977, v.3.

LIEBENBERG, A.C.; KONG, F.K.; EVANS, R.H.; COHEN, E. L. F.

Concrete Bridges: Design and Construction. England, Publishe, Harlow, Essex,

MEHTA, P.K.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto, estrutura, propriedades e materiais. 1.ed.

São Paulo, Pini Ltda, 1994.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-440

Refbacks

  • There are currently no refbacks.