A desertificacao e a seca: efeitos sobre a produção e renda agrícolas no estado do Ceará/ Desertification and drought: effects on agricultural production and income in the state of Ceará

Harine Matos Maciel, Wlisses Matos Maciel, Maria Antunizia Gomes

Abstract


O objetivo desta pesquisa foi analisar o efeito da desertificação e da seca para o Estado do Ceará, sobre as variáveis produção e renda agrícolas, e comparar o efeito das secas de 2012 - 2014 em relação a um ano de período com um volume normal de chuvas (2011), sobre tais variáveis. Foram utilizados dados de origem secundária oriundos de publicações de diversos institutos de pesquisa no Estado e no País. Os resultados mostram que houve queda considerável na produção e na receita agrícola em todas as culturas analisadas, tendo como consequências a diminuição da renda do trabalhador rural, prejudicando assim as suas condições de vida. E que o papel dos órgãos públicos é de fundamental importância, já que são necessárias medidas mais que emergenciais para minorar os efeitos da seca, pois se sabe que esse fenômeno sempre irá ocorrer nessa região e o que necessita são ações a médio e longo prazo que possam fazer com que esta população atingida possa viver de forma digna nas suas comunidades, sem precisar migrar para outras regiões, muitas vezes ficando distante da família e de amigos, prejudicando assim as condições econômicas e sociais desses trabalhadores.


Keywords


Seca, Semiárido, Nordeste, Ceará, Produção, Renda.

References


AQUINO, Annelyse Farias; BIDO, Erica Sousa; GALVÃO, Maria Luisa de Medeiros,OLIVEIRA, Viviane Nobre. O Etanol da Cana de Açucar: Possibilidades Energéticas da Região de Ceará-Mirim-RN. Revista Holos, Ano 30, vol.01, 2014

CARLEIAL, L. M.; OLIVEIRA, A. A. Impactos da seca sobre as condições ocupacionais nas áreas urbanas e rurais do Ceará na década de 80. In: MAGALHÃES, A. R. (Org.). Impactos sociais e econômicos de variações climáticas e respostas governamentais no Brasil. Fortaleza: Imprensa Oficial do Ceará, 1991. 328 p.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). Distribuição de Chuvas Impactando nos Rendimentos, 2011. Disponível em https://www.conab.gov.br. Acesso em junho de 2015.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Produção de grãos no semiárido, 2012. Disponível em https://www.conab.gov.br. Acesso em junho de 2019.

FERREIRA, M. de O.; RAMOS, L. M.; ROSA, A. L. T. da; LIMA, P. V. P. S.; LEITE, L. A. de S. Especialização produtiva e mudança estrutural da agropecuária cearense. Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, v. 14, n. 26, p. 91-111, maio 2006.

GIRÃO, Raimundo. História Econômica do Ceará. 2 ed. Fortaleza: Ufc, 2000.

GUERRA, P. B. A civilização da seca: o Nordeste é uma história mal contada. Fortaleza: DNOCS, 1981. 324 p.

INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ (IPECE). Números da Agricultura Cearense, 2011. Disponível em http://www.ipece.ce.gov.br. Acesso em junho de 2019.

JUNIOR, Heitor Matallo. A desertificação no mundo. In: Desertificação. 2.ed. Unesco, 2003, 80p.

KHAN, A. S.; CAMPOS, R. T. Efeitos das secas no setor agrícola do Nordeste. In: GOMES, G.M, et al. (Org.). Desenvolvimento sustentável no Nordeste. Brasília, DF: IPEA, 1995, p. 175-193.

LIMA, José Roberto de. Especial: desertificação e semi-árido, junho de 2005, 18 p. Disponívelemhttp://www.tvbrasil.org.br/fotos/salto/series/150707EspecialDesertificacao.pdf . Acesso em 28 de agosto de 2019.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO (MDA). Garantia Safra. Disponível em http://www.mda.gov.br/. Acesso em julho de 2019.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). Agenda 21, 2013. Disponível em http://www.mma.gov.br/agenda21. Acesso em junho de 2019.

NOLETO, Tânia Maria Serra de Jesus. Suscetibilidade Geoambiental das Terras Secas da Microregião de Sobral Ceará: a desertificação. Universidade Federal do Ceará, Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza, Dissertação de Mestrado, 2005, 146p.

PASSADOR, Cláudia Souza; PASSADOR, João Luiz; ARRAES, André Moreira Duarte; ARRAES, Helder Feitosa Libório. Políticas Públicas de Combate a Seca no Brasil e a Utilização das Cisternas nas Condições de Vida de Famílias na Região do Baixo Salitre (Juazeiro - BA): Uma Dádiva De Deus? XXXI Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, 2007.

PEREIRA, Gabriela de Oliveira; CARVALHO, Manoel Jozeane Mafra. Identificação de áreas suscetíveis à desertificação no Rio Grande do Norte, junho de 2010, 15p. Disponível em http://mtc-m19.sid.inpe.br/col/sid.impe.br/mtc-m19/2010/09.20.18.13/doc/Gabriela%20Oliveira%20Pereira.pdf. Acesso em 02 de setembro de 2019.

RODRIGUES, Maria Ivoneide Vital; VIANA, Manuel Osório de Lima. Desertificação e construção de um coeficiente interdisciplinar para o estado do Ceará, 1998, 26 p. Disponívelemhttp://www.ecoeco.org.br/conteudo/publicacoes/encontros/iien/mesa1/4.pdf. Acesso em junho de 2019.

SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO (SDA). Garantia Safra no Estado do Ceará. Disponível em http://www.sda.ce.gov.br/. Acesso em junho de 2019.

SUPERINTENDENCIA DO DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE (SUDENE). Características do Semiárido, 2015. Disponível em http://www.sudene.gov.br/. Acesso em junho de 2019.

VILLA, M. A. Vida e Morte no Sertão, São Paulo: Ática, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-430

Refbacks

  • There are currently no refbacks.