Consciência corporal: um estudo com os profissionais de educação física em academias de Salvador-BA/ Body awareness: a study with physical education professionals at academias de Salvador-BA

Claudiney André Leite Pereira Formação

Abstract


Este estudo teve como objetivo analisar como a consciência corporal está presente nas práticas pedagógicas dos professores de Educação Física que atuam em academias de ginástica de Salvador-Ba. A referência conceitual de consciência corporal foi a do prof. Lino Castellani que classifica o indivíduo consciente aquele que percebe os valores socioculturais presentes em seu corpo. Como estratégia metodológica fizemos uma pesquisa exploratória, com questionário, na qual foram entrevistados os professores de Educação Física.   A partir das respostas analisou-se as concepções de consciência corporal que orientam a prática destes profissionais. Conclui-se que os professores de Educação Física não percebem a influência dos valores socioculturais quanto se discuti a consciência corporal, reproduzem assim o discurso da mídia e do senso comum em relação ao corpo estético, reforçando valores que são frutos de uma sociedade de consumo.


Keywords


Educação Física, Consciência Corporal, Academia.

References


FILHO, Lino C. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas: Papirus, p. 232, 1988.

CASTRO, Ana l. Culto ao corpo e sociedade: Mídia, estilos de vida e cultura de consumo. 2. ed. São Paulo: Annablume, p.148, 2007.

CODO, Wanderley; SENNE, WILSON A. O que é corpo (latria). 2. ed. São Paulo: Brasiliense, p.86, 1986.

COSTA, Belarmino C. G. Corpo, mediação tecnológica e desumanização. In: MOREIRA, Wagner W. (Org) Século XXI: A era do corpo ativo. Campinas: Papirus, p.183 – 203, 2006.

COUTO, Edvaldo C. Uma estética para corpos mutantes. In: _____.

Corpos mutantes: ensaios sobre novas (d) eficiências corporais. 2. ed. Porto Alegre: UFRGS, p. 43 – 56, 2007.

_____. O homem satélite: estética e mutações do corpo na sociedade tecnológica. Rio Grande do Sul: Unijuí, p. 292, 2000.

DARIDO, Suraya C. Educação Física na Escola; questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p.91, 2003.

FEATHERSTONE, Mike. Cultura de consumo e pós – modernismo. São Paulo: Studio Nobel, p.223, 1995.

FONTES, Malu. Os percursos do corpo na cultura contemporânea. In: COUTO, Edvaldo C.(Org.); GOELLNER, Silvana V. Corpos mutantes: ensaios sobre novas (d) eficiências corporais. 2. ed. Porto Alegre: UFRGS, p. 75 – 87, 2007.

FREITAS, Giovanina G. O esquema corporal, a imagem corporal, a consciência corporal e a corporeidade. 2. ed. Rio Grande do Sul: Unijuí,p. 96, 2004.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. 14. ed. Rio de Janeiro: Graal, p. 295, 1999.

GIL, ANTONIO C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo,175 p. 2008.

GONÇALVES, Maria A. S. Sentir, pensar, agir – corporeidade e educação. Campinas: Papirus, , p.196 , 1994.

GUEDES, Dartagnan P.; GUEDES, Joana E.R.P. Exercício físico na promoção da saúde. Londrina: Midiograf, p.137 1995.

IRIART, Jorge A. B; CHAVES, José C; ORLEANS, Roberto G. Culto ao corpo e uso de anabolizantes entre praticantes de musculação. Caderno de saúde pública, Rio de Janeiro, v. 25 nº 4 p.773-782, abr, 2009.

MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify,p. 535, 2003,.

MERLEAU – PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, p. 662, 2006.

NASIO, Juan D. Meu corpo e suas imagens. Rio de Janeiro: Zahar, p.180, 2009.

PEREIRA, Claudiney A.L. Relações entre estilo de vida e qualidade de vida notrabalho: um estudo com os profissionais técnicos administrativos do Instituto Federal Baiano –Campus Santa Inês. BrazilianJournal of Development. Curitiba, v.6, n.11,p.87034-87048, nov.2020.

SAMPAIO, Rodrigo P.A; FERREIRA, Ricardo F. Beleza, identidade e mercado. Psicologia em revista, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 120-140, abr. 2009.

TOJAL, João B. Corpo ativo e preparação profissional. in:MOREIRA, Wagner W.(Org.) Século XXI. A era do corpo ativo. Campinas: Papirus, p. 235-253, 2006.

WIND, Yoram; CROOK, Colin; GUNTHER Robert. A força dos modelos mentais: transforme o negócio da sua vida e a vida do seu negócio. Porto Alegre: Bookman, p.254., 2005




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-425

Refbacks

  • There are currently no refbacks.