Fatores e impactos associados à depressão pós parto em puérperas: uma revisão narrativa / Factors and impacts associated with postpartum depression in pregnant women: a narrative review

Nardel Luiz Ribeiro da Silva Junior, Ana Paula Freitas de Oliveira, Luciana Amaral Garcia, Brennda Mesquita Ferreira, Geovanna Karolliny Marques Moreira, Ana Júlia Carvalho, Ana Flávia Braga Araújo, Carla Danielle Dias Costa

Abstract


Depressão pós-parto (DPP) é identificada atualmente como um problema de saúde pública muito comum em mulheres e pode ocorrer no período entre a concepção até o primeiro ano após o parto¹. Ela está relacionada com uma possível diminuição da qualidade de vida da mãe, visto que o nascimento de um filho gera alterações significativas na vida da mesma². O presente trabalho tem como objetivo descrever a depressão nas puérperas englobando os fatores e os impactos associados ao processo da gestação e pós-parto. O resumo trata-se de uma revisão narrativa da literatura, em que foram utilizadas as bases de dados: LILACS, MedLine, Pubmed e Scielo utilizando os descritores “depressão” e “pós-parto”. Os critérios de inclusão estabelecidos foram: artigos disponíveis na íntegra em português ou inglês, publicados nos últimos 5 anos e de acordo com o objetivo proposto.  Elegeu-se como critérios de exclusão: artigos duplicados, revisões sistemáticas, metanálises, teses e dissertações. A partir da pesquisa nas bases de dados, 115 trabalhos foram identificados: LILACS (n=9), MedLine (n=16), SciELO (n=57) e Pubmed (n=33). Após a aplicação dos critérios de exclusão, por meio da leitura dos títulos e resumo, 110 trabalhos foram descartados. Por fim, 5 trabalhos preencheram os critérios de elegibilidade, após a leitura do texto completo. A gestação e o puerpério envolvem uma série de mudanças hormonais e psicológicas na mulher, como alterações físicas devido a gestação, incertezas referentes à maternidade e ao parto, mudança da rotina familiar e preocupações financeiras¹. A depressão pós-parto é constantemente negligenciada pela própria puérpera, marido e familiares, e pode afetar na relação do recém-nascido com a mãe, assim como no desenvolvimento cognitivo, emocional e intelectual da criança², visto que a mesma possa vivenciar momentos de fragilidade que podem influenciar o desenvolvimento da DPP³. Inúmeros fatores estão relacionados a depressão puerperal, como a falta de apoio do parceiro, da família, dos amigos e dos profissionais da saúde um importante fator predisponente, o que vale destacar a importância do planejamento familiar, como forma de ajudar a prevenir essa doença4. Quando a família está inserta em situações de vulnerabilidade social, esse problema propende a se agravar. É importante mencionar que estudos brasileiros afirmam que aproximadamente 30 a 40% das mulheres atendidas na atenção primária ou com perfil socioeconômico baixo demonstram um alto índice de sintomas depressivos, e isso revela a importância de abordar essa temática durante o pré-natal, pois o quanto antes o profissional identificar a gestante no grupo de risco, mais rápido ele poderá iniciar as medidas preventivas, lembrando que o apoio da equipe de saúde durante toda a gravidez é um fator protetor para a depressão perinatal4,5. Dessa forma, é de tamanha importância o diagnóstico precoce, tal como a identificação de fatores associados². Diante do exposto, conclui-se que a depressão pós-parto vem se tornando um problema de saúde pública, em que precisa ser tratado dentro das suas particularidades, abordando desde a prevenção até nos âmbitos mais complexos, para que assim, não acarrete prejuízos infindáveis para essa parcela da população.

 

 


Keywords


Depressão Puerperal. Repercuções. Gestação.

References


Alvarenga Patrícia, Souto Laís Nunes, Oliveira Hevilla Pereira de, Santana Isabela Gil. Variáveis sociodemográficas e saúde mental materna em contexto de vulnerabilidade social. Psic., Saúde & Doenças [Internet]. 2018 Dez [citado 2021 Fev 02] ; 19( 3 ): 776-788. Disponível em: Acesso em: 23 set 2020.

Ferreira Cátia, Silva Vanessa, Guerra Cláudia, Silva Ana Isabel, Rosário Rafaela. Depressão pós-parto: deteção precoce e fatores associados. Acta Obstet Ginecol Port [Internet]. 2018 Dez [citado 2021 Fev 02] ; 12( 4 ): 262-267. Disponível em: Acesso em: 23 set 2020.

Hartmann Juliana Mano, Mendoza-Sassi Raul Andrés, Cesar Juraci Almeida. Depressão entre puérperas: prevalência e fatores associados. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2017 [citado 2021 Fev 02] ; 33( 9 ): e00094016. Disponível em: Acesso em: 23 set 2020.

Morais, Maria de Lima Salum e, Fonseca, Luiz Augusto Marcondes, David, Vinicius Frayze, Viegas, Lia Matos, & Otta, Emma. (2015). Fatores psicossociais e sociodemográficos associados à depressão pós-parto: Um estudo em hospitais público e privado da cidade de São Paulo, Brasil. Estudos de Psicologia (Natal), 20(1), 40-49. Disponível em: Acesso em: 23 set 2020.

Wubetu, A.D., Engidaw, N.A. & Gizachew, K.D. Prevalence of postpartum depression and associated factors among postnatal care attendees in Debre Berhan, Ethiopia, 2018. BMC Pregnancy Childbirth 20, 189 (2020). Disponível em: Acesso em: 23 set 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-385

Refbacks

  • There are currently no refbacks.