O brincar com as crianças pequenas/Playing with little children

Camile de Araujo Aguiar, Eva Laura Silva Fortes de Carvalho, Leilane dos Santos Rohleder

Abstract


Este resumo vem apresentar a importância do brincar no processo de desenvolvimento da criança pequena. Muitas pesquisas no âmbito nacional discutem sobre considerarmos a brincadeira nos diversos espaços sociais no qual se caracterizam como potencializadores das aprendizagens da infância. Nas unidades educacionais que atendem as crianças devem possuir uma perspectiva voltada para essa etapa considerando suas singularidades e sua inteireza. A nossa indagação é demonstrar a importância das vivências significativas que proporcionam condições para as brincadeiras infantis. O nosso objetivo é apresentar a importância do brincar com as crianças bem pequenas resguardando seus direitos em relação ao corpo neste grupo etário do desenvolvimento humano. A metodologia foi na perspectiva qualitativa. Desse modo, o brincar é direito e parte das diferentes linguagens infantis como uma forma de ser e relacionar com o mundo em que vive.


Keywords


Brincar, Crianças pequenas, Educação Infantil.

References


BARBOSA, M. C. S.; HORN, M. G. S. Organização do espaço e do tempo na escola infantil. In: CRAIDY, C.; KAERCHER, G. E. Educação Infantil. Pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2001.

BOGDAN, Robert. e BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: Uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto, 1994.

BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e cultura; revisão técnica e versão brasileira adaptada por Gisela Wajskop. – 3. Ed. – São Paulo, Cortez, 2000. Coleção questões da nossa época; v.43.

CUIABÁ, Prefeitura. SME – Secretaria Municipal de Educação. Proposta pedagógica para e Educação Infantil.- Cuiabá, MT: Central de Texto, 2009.

CHÂTEAU, Jean, 1908. O Jogo e a criança; Tradução Guido de Almeida – São Paulo: Summus, 1987. Novas buscas em educação; v. 29.

ORTIZ, Cisele. Interações: ser professor de bebês: cuidar, educar e brincar: uma única ação. São Paulo: Buncher, 2012. – (Coleção Interações).

DENZIN, Norman K. LINCON, Yvonna. O planejamento da pesquisa qualitativa:Teorias e abordagens. Porto Alegre: ARTMED, 2009.

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro. São Paulo: Scipione, 1989.

GOMES, Cleomar Ferreira. Brincando na educação infantil – ensinar e aprender com retóricas lúdicas. 9º Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar – CONPEF 4º Congresso Nacional de Formação de Professores de Educação Física UEL - Londrina – 21 a 24 de maio de 2019.

GONZÁLEZ REY, F.L. Pesquisa qualitativa e subjetiva: os processos de construção da informação. São Paulo: CengageLearnig, 2015.

TRISTÃO, F.C.D. Ser professora de bebês: uma profissão marcada pela sutileza. Periódicos Revista Zero a Seis, UFSC, vol. 6, n.9, - Florianópolis, 2004.

VIGOTSKY, Sminovich, 1896-1934. A formação social dos processos psicológicos superiores/ L.S. Vigotsky; organizadores Michael Cole ...[ et al ] – 7ª ed.- São Paulo: Martins Fontes, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-395

Refbacks

  • There are currently no refbacks.