Micorrizas arbusculares em hortaliças das famílias Asteraceae, Aliaceae, Apiaceae, Amaranthaceae e Brassicaceae, cultivadas sob manejo orgânico / Arbuscular mycorrhizae in vegetables from the families of Asteraceae, Aliaceae, Apiaceae, Amaranthaceae and Brassicaceae, grown under organic management

Pedro Henrique Sousa Silva, Iara Suila Almeida do Nascimento, Cauê Barbosa Coelho, Patrícia Barbosa da Silva, Regina Lúcia Félix de Aguiar Lima

Abstract


Os fungos micorrízicos arbusculares (FMA) podem estabelecer associação simbiótica com a maioria das espécies de plantas, baseada no incremento da absorção de nutrientes para as plantas e no fornecimento de fotossintatos para os fungos. As plantas apresentam diferentes graus de micotrofia. Os FMA podem ser utilizados como ferramenta biotecnológica em culturas de interesse econômico, pois podem favorecer o crescimento e a produtividade vegetal, em condições variadas de cultivo. O objetivo neste estudo foi avaliar a ocorrência e o grau de associação entre FMAs e hortaliças folhosas das famílias Asteraceae, Aliaceae, Apiaceae Amaranthaceae, e Brassicaceae, cultivadas de forma orgânica em uma horta comunitária urbana. Foram coletadas e analisadas raízes de plantas hortícolas para verificação o grau de colonização radicular por FMAs. As espécies avaliadas foram: alface comum, alface roxa e alface americana, pertencentes à família Asteraceae; beterraba e espinafre, da família Amaranthaceae; cebolinha, da família Aliaceae; coentro, cenoura e salsinha, da familia Apiaceae; couve, rabanete e rúcula, da família Brassicaeae. As raízes das plantas passaram por clareamento e coloração, sendo depois analisadas ao microscópio quanto à presença de estruturas de FMA: hifas, vesículas, arbúsculos e esporos. O grau de colonização micorrizica das raízes das variedades de alface (Asteraceae) variou entre 10 a 40%, com predomínio de estruturas do tipo hifas e vesículas. As raízes da cebolinha (Aliaceae) apresentaram colonização média igual a 16%, com presença predominante de hifas de FMA. As espécies da família Apiaceae apresentaram colonização variando entre 7,4 a 23%. As espécies da família Amaranthaceae, beterraba e espinafre, não apresentaram nenhum tipo de estrutura de FMA nas suas raízes. As espécies da família Brassicaceae apresentaram colonização variando entre 0 a 19,5%. Assim, as plantas hortícolas das diferentes famílias botânicas apresentaram variação na micotrofia, com espécies micotróficas nas famílias Asteraceae, Aliaceae, Apiaceae; com espécies micotróficas e não micotróficas na família Brassicaceae e espécies não micotróficas na família Amaranthaceae.


Keywords


FMA, plantas micotróficas, plantas não-micotróficas.

References


ALLEN, M.F. The ecology of mycorrhizae. New York: Academic Press. 1991.

AZEVEDO, E. Alimentos orgânicos: ampliando os conceitos de saúde humana, ambiental e social. Tubarão: Unisul, 2006.

BADUE, A.F.B. Inserção de hortaliças e frutas orgânicas na merenda escolar: as potencialidades da participação e as representações sociais de agricultores de Parelheiros, São Paulo. Universidade de São Paulo, Faculdade de Saúde Pública. São Paulo, 2007. 265p. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) – Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo.

BOLANDNAZAR, S.; ALIASGARZAD, N.; NEISHABURY, M.R.; CHAPARZADEH, N. Mycorrhizal colonization improves onion (Allium cepa L.) yield and water use efficiency under water deficit condition. Scientia Horticulturae, v. 114, n. 1, p. 11-15, 2007.

BONFANTE-FASOLO, P. Anatomy and morphology of VA mycorrhizae. In: VA Mycorrhiza. Boca Raton: CRC Press, 1984.

BRUNDRETT, M. C. Coevolution of roots and mycorrhizas of land plants. New Phytologist, v. 154, p. 275-304, 2002.

CANAL RURAL. http://www.canalrural.com.br/noticias/rural-noticias/mercado-organicos-cresce-ate-ano-56864. Acesso em: 22 nov. 2015.

CARDOSO, I.M.; KUYPER, T.W. Mycorrhizas and tropical soil fertility. Agriculture, Ecosystems and Environment, v. 116, p. 72-84, 2006.

GALVÁN, G.A; KUYPER, T.W.; BURGER, K.; KEIZER, L.C.P.; HOEKSTRA, R.F.; KIKK, C.; SCHOLTEN, O.E. Genetic analysis of the interaction between Allium species and arbuscular mycorrhizal fungi. Theoretical and applied genetics, v.122, n.5, p. 947-960, 2011.

GIOVANETTI, M.; MOSSE, B. An evaluation of techniques for measuring vesicular arbuscular mycorrhizal infection in roots. New Phytologist, v.84, p. 489-500, 1980.

GOUSSOUS, S.J.; MOHAMMAD, M.J. Comparative effect of two arbuscular mycorrhizae and N and P fertilizers on growth and nutrient uptake of onions. International Journal of Agriculture and Biology, v. 11, n. 4, p. 463-467, 2009.

HARLEY, J. L.; SMITH, S. E. Mycorrhizal symbiosis. London: Academic, 1983.

JAIME, M. D. L. A.; HSIANG, T.; MCDONALD, M. R. Effects of Glomus intraradices and onion cultivar on Allium white rot development in organic soil in Ontario. Canadian Journal of Plant, v. 30, n.4, p. 543-553, 2008.

KABIR, Z. Tillage or no-tillage: impacto in mycorrhizae. Canadian Journal of Plant Science, v. 85, n 1, p. 23-29, 2005.

KOSKE, R. E.; GEMMA, J. N. A modified procedure for staining roots to detect mycorrhizas. Mycological Research, v. 92, p. 486-488, 1989.

LIMA, C.E.P.L., SANTANA, A.S., MERGULHÃO, A.C.E.S., LIMA, R.L.F.A., 2013. Micorriza Arbuscular: alternativa para uso na agricultura sustentável. In: Tecnologias potenciais para uma agricultura sustentável. Recife: Ipa/Emater/Seagri-AL, pp. 113–132.

MALAVOLTA, E. Fertilizantes e seu impacto ambiental: micronutrientes e metais pesados, mitos, mistificação e fatos. São Paulo: Prodquímica, 1994.

MOREIRA, F.M.S.; SIQUEIRA, J.O. Microbiologia e bioquímica do solo. Lavras: UFLA, 2006. 729p.

RIGBY, D.; CACERES, D. Organic farming and the sustainability of agricultural systems. Agricultural Systems, v. 68, p.21-40, 2001.

SAMPAIO, A.M.N.C., 2012. O papel das micorrizas no modo de produção biológico da alface (Lactuca sativa L.). Dissertação mestrado, ESA, IPVC, Ponte de Lima, 64p.

SANTOS, E. A. Microrganismos do solo no manejo integrado de plantas daninhas. Dissertação (Fitotecnia). Viçosa – MG. 2009. 47f.

SILVA, M.H.C.; LIMA, L.A.F.; SILVA, C.S.; SILVA, B.V.; TAVARES, H.S.A. FALCÃO, W.H.R.; SOUSA, M.L.P.S.; LIMA, S.C. A importância da rotatividade de culturas na agricultura familiar. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 11, p. 85649-85655, 2020.

SMITH, S.E.; READ, D.J. Mycorrhizal symbiosis. 3 ed. New York: Academic Press, 2008.

SOUSA, C.S.; MENEZES, R.S.C.; SAMPAIO, E.V.S.B.; OEHL, F.; MAIA, L.C.; GARRIDO, M.S.; LIMA, F.S. Occurrence of arbuscular mycorrhizal fungi after organic fertilization in maize, cowpea and cotton intercropping systems. Acta Scientiarum Agronomy, v.34, n.2, p.149-156, 2012.

SOUZA, F.R.; ROSA JUNIOR, E.J.; FIETZ, C.R.; BERGAMIN, A.C.; VENTUROSO, L.R.; ROSA, Y.B.C.J. Atributos físicos e desempenho agronômico da cultura da soja em um latossolo vermelho distroférrico submetido a dois sistemas de manejo. Ciências e a Agrotecnologia, v. 34, n. 6, p. 1357-1364, 2010.

SOUZA, V.C.; SILVA, R.A.; CARDOSO, G.D.; BARRETO, A.F. Estudos sobre fungos micorrízicos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 10, n. 3, p. 612-6618, 2006.

TOBAR, R., AZCON, R., BAREA, J.M. Improved nitrogen uptake and transport from N-15 labeled nitrate by external hyphae of arbuscular mycorrhiza under water-stressed conditions. New Phytologist, v. 126, p. 119-122, 1994.

TORRES, F.E.; AVEIRO, M.C.; LIMA, K.N.; SILVA, Y.K.; TEODORO, P.E.; RIBEIRO, L.P.; OLIVEIRA, E.P.; NICÁIO, J.; CORRÊA, C.C.G.; FERREIRA, R.S. Efeito da inoculação de fungos micorrízicos no desenvolvimento do nabo forrageiro. Archivos de Zootecnia, vol. 64, n. 245, p. 71-74, 2015.

URCOVICHE, R.C.; VOLPINI, A.F.N.; DIAS, D.C.; LOPES, A.R.; ZAGHI JUNIOR, L.L.; SOUZA, S.G.H.; ALBERTON, O. Micorrização e atividade microbiana de um solo cultivado com coentro e camomila. Arq. Ciênc. Vet. Zool., v. 15, n. 2, p. 121-125, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-373

Refbacks

  • There are currently no refbacks.