A mediação e conciliação como formas eficazes de resolução dos conflitos familiares / Mediation and conciliation as effective ways to resolve family conflicts

Thiago Rodrigues Sousa da Silva, Lílian Natália Ferreira de Lima, Marcia Valeria Morais, Ana Irene Carneiro Borges Lucena, Ricardo Gomes da Silva, Daniel da Silva Santos, Laydiane da Silva Mota Oliveira, Halan Heverton dos Santos Nobre

Abstract


A mediação e a conciliação são métodos capazes de resgatar o diálogo entre as pessoas, que através desses institutos podem discutir, e juntas chegarem à solução de suas contendas. Nesse sentido, torna-se importante conceituar a mediação e a conciliação aos olhos do direito brasileiro, a fim de diferenciá-las e mostrar sua importância frente aos conflitos e as partes envolvidas, pois, é a partir da análise minuciosa de cada conflito é que se deve traçar um caminho para soluciona-lo, garantindo, assim, a continuação da convivência pacífica entre as partes e uma prestação jurídica eficaz. O presente artigo pretende mostrar a importância da mediação e da conciliação na resolução de litigio familiares. Para tal, faremos uma abordagem sobre a autocomposição na legislação brasileira, mostrando o conceito de cada instituto e suas particularidades. Em seguida, abordaremos sobre a sociedade familiar e o direito, elencando os tipos de famílias e a origem dos conflitos familiares. A partir daí, fez-se uma abordagem acerca da utilização da mediação e da conciliação na pacificação dos litígios de família, mostrando os aspectos positivos e negativos de cada um desses métodos na resolução dos conflitos e, a importância do acordo para a continuação da convivência familiar.

 


Keywords


Mediação, Conciliação, Resolução, Conflitos Familiares.

References


BRASIL, Constituição (1824): Constituição do Império. Disponível em: . Acesso em 19 de agosto de 2020.

BRASIL, Constituição (1988): Constituição da República Federativa do Brasil. Disponívelem:. Acesso em 20 de agosto de 2020.

BRASIL, Código de Processo Civil. Lei n. 13.105, de 16 de março de 2015. Disponível em: . Acesso em: 18 de agosto de 2020.

CALMON, Petrônio. Fundamentos da mediação e da conciliação. 2 ed. Brasília – DF: Gazeta Jurídica, 2013.

CINTRA, A. C. DE A.; DINAMARCO, C. R.; GRINOVER, A. P. Teoria Geral do Processo. São Paulo: Editora Malheiros, 2010. 26ª edição.

FREDIE Didier Jr, Curso de Direito Processual civil. Mediação e conciliação Salvador-Bahia: Editora juspodivm, 2015.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Brasileiro: direito de família – de acordo com a Lei 12.874/2013. 11. Ed. São Paulo: Saraiva, 2014. V. 6.

MEKSENAS, Paulo. Aprendendo sociologia: A paixão de conhecer a vida. 9. Ed. São Paulo: Edições Loyola. 2015.

NEVES, Daniel Amorim Assunção. Manual de Direito Processual Civil – volume único / Daniel Amorim Assunção Neves – 9. Ed. – Salvador: Ed. JusPodvm, 2017.

PINHO, Humberto Dalla Bernardina de. O Novo CPC e a mediação. Brasília ano 48 n-190 ab/im.2011. Disponível em Acesso em 18 de agosto de 2020.

VASCONCELOS, Carlos Eduardo de. Mediação de conflitos e práticas restaurativas. 3. Ed. Ver. Atualizada e ampliada. São Paulo: Método. 2014.

VENOSA, Silvio de Salvo. Direito Civil: direito de família. 11. Ed.São Paulo: Atlas, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-358

Refbacks

  • There are currently no refbacks.