Práticas cotidianas no espaço público tombado: uma análise do complexo deodoro de São Luís – Maranhão / Daily practices in public space tombed: An analysis of the deodoro complex of São Luís - Maranhão

Nathália Christine Garcez Rocha, Débora Garreto Borges

Abstract


 O Complexo Deodoro, compreendido por duas praças a Panteon, Deodoro e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro, um espaço público contemplado pelo programa do governo federal PAC – Programa de Aceleramento do Crescimento vinculado ao Ministério da Cultura, o subprograma denominado de PAC- Cidades Históricas, lançado pela Portaria 383 de 20 de agosto de em 2013, um pacote econômico que busca fomentar avanços na economia do país em colaboração com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O programa fora idealizado como uma das medidas de salvaguarda dos bens patrimoniais e buscando reforçar o sentimento de pertencimento e de cidadania a partir de simbologias da cultura nacional. Dada a relevância que o Complexo Deodoro representa para a cidade de São Luís do Maranhão, o seu valor histórico em meio ao centro da cidade pertencente à área de tombamento estadual, palco de inúmeras manifestações políticas e culturais, sua importância como núcleo que interliga a principal rua de comércio popular da cidade aos transportes públicos, funcionando como um terminal de integração urbano ao ar livre. Com a conclusão das obras no Complexo Deodoro em dezembro de 2018, período de sua reinauguração, busca-se entender quais os impactos gerados e se estes de alguma forma afetam as práticas cotidianas. Por meio de matrizes temáticas este trabalho mapeia as dinâmicas e estabelece como a população está interagindo com o espaço, a metodologia utilizada fora teórica de caráter exploratória por meio de observação direta, fazendo uso da pesquisa qualitativa. De maneira geral  objetiva-se diagnosticar com base nos usos os modos de apropriação dos espaços públicos livres do Complexo, traçando uma análise pós ocupacional, tendo como ponto de partida a configuração do espaço após as obras.


Keywords


APO, Complexo Deodoro, Requalificação, Práticas cotidianas, Espaços públicos, Tombamento.

References


ABRAHÃO, Sérgio Luís. Espaços Públicos: do urbano ao político. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2008.

ALCANTARA, D., RHEINGANTZ, P., BARBOSA, A., LAUREANO, A., AMORIM, F. Rua Pires de Almeida. Notas de Aula da Disciplina Avaliação de desempenho do ambiente construído FAP 715/815. PROARQ - Programa de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura. FAU. UFRJ, 2007.97p.

Álbum do Maranhão (Brasil). 1908. Editores: Gaspar Teixeira & Irmãos. Maranhão, s.d. 24×18 cm. Com 24 pranchas coloridas fixando aspectos de São Luís. Encadernado.

BARRETTO, Margarita; GISLON, Milanez. O flâneur revisitado: processos de revitalização urbana e caminhabilidade. Revista Hospitalidade. São Paulo, v. X, n. 1, p. 54 - 77, jun. 2013.

BORGES, Débora Garreto. Usos e território do espaço público. O caso da “Praça Deodoro” em São Luís –Ma. São Luís, 2005 – Dissertação (Mestrado) – UFPE/ Universidade Federal de Pernanbuco, 2005. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3517. Acesso: 21/04/ 2019.

BOTELHO, Tarcísio R. Revitalização de centros urbanos no Brasil: uma análise comparativa das experiências de Vitória, Fortaleza e São Luís. Revista Eure (Vol. XXXI, Nº 93), pp. 53-71, Santiago de Chile, ago. 2005.

CADERNO PAC 2- IPHAN, 2013? Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/PAC_2_Cidades_Historicas.pdf. Acesso: 10/03/2019.

CORRÊA, Roberto Lobato. O Espaço Urbano. São Paulo, Ática, 1989.

DUARTE, Cristiane Rose; VILLANOVA, Roselyne de. Novos olhares sobre o lugar: ferramentas e metodologias, da arquitetura à antropologia. / Cristiane Rose Duarte, Roselyne de Villanova, (organização). Rio de Janeiro: Contracapa: UPERJ, 2013.

ESPÍRITO SANTO, José Marcelo (Org.). São Luís: uma leitura da cidade. Prefeitura de São Luís / Instituto de Pesquisa e Planificação da Cidade. São Luís: Instituto da Cidade, 2006. 94 p.

IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Memorial Descritivo. PRODUTO 3 - Projeto de Requalificação Urbana | PROJETO EXECUTIVO PRAÇAS e ALAMEDAS. Obra não publicada.

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011. 510p.

LACERDA, Norma; TOURINHO, Helena Lúcia Zagury; LOBO, Marco Aurélio Arbage and VENANCIO, Marluce Wall de Carvalho. Dinâmica do mercado imobiliário nos centros históricos em tempos de globalização: os casos do Recife, Belém e São Luís (Brasil). Cad. Metrop. [online]. 2018, vol.20, n.42, pp.443-469. ISSN 1517-2422. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cm/v20n42/2236-9996-cm-20-42-0443.pdf . Acesso em: 20/05/2019.

LAMAS, José Manuel Ressano Garcia. Morfologia Urbana e Desenho da Cidade. Dinalivro – Distribuidora Nacional de Livros, Ltda. Audil – Distribuição de livros e material audiovisual, 2004.

LEITE, Rogerio Proença. Contra- usos da cidade e espaço público na experiência urbana contemporânea/ Rogerio Proença Leite. - 2ª ed.- Campinas, SP: Editora da UNICAMP; Aracaju, SE: Editora UFS, 2007.

LIMA, Carlos de. Caminhos de São Luís: (ruas, logradouros e prédios históricos). Editora: São Paulo: Siciliano, 2002. 244 p.

MAGNANI CANTOR, José Guilherme. DE PERTO E DE DENTRO: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 17, núm. 49, febrero, 2002. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais São Paulo, Brasil. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=10704902. Acesso:12/06/2019.

MARTINS, J. R. Antiga e saudosa São Luís do Maranhão: uma viagem ao passado. / J.R. Martins. – São Luís/MA: UniCEUMA, 2010. 168p.

MORAES, Jomar. Guia de São Luís do Maranhão. 1 ed. São Luís: Edições Legenda, 1989. 261p.

RELPH, Edward. Reflexões sobre a emergência, aspectos e essências de lugar. In: MARANDOLA Jr., Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia de. (Org.) Qual o Espaço do Lugar: geografia, epistemologia, fenomenologia. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2012. p. 17- 32.

SITE DO GOVERNO FEDERAL, Notícia “Programa restaura patrimônios e promove desenvolvimento cultural” de 20 de jun de 2014. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/noticias/cultura/2014/06/pac-restaura-patrimonios-e-promovedesenvolvimento-cultural . Acesso: 10/04/2019

TUAN, Yi- Fu, 1930. Espaço e Lugar: a perspectiva da experiência. Tradução de Lívia de Oliveira. – São Paulo: DIFEL, 1983.

VARGAS, Heliana Comim, CASTILHO; Ana Luisa Howard de. Intervenções em centros urbanos: objetivos e resultados. Barueri, SP: Manoele, 2006.

VIANA LOPES, José Antonio Org. Guia das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial. 2007.179p.

VIEIRA FILHO, Domingos. Breve História de Ruas e Praças de São Luís. 1.ed. Rio de Janeiro: Olímpica, 1962, 125p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-344

Refbacks

  • There are currently no refbacks.