Orientações destinadas à pacientes pós-infarto agudo do miocárdio e seu impacto na qualidade de vida / Guidelines for patients after acute myocardial infarction and their impact on quality of life

Alex de Souza Silva, Rayana Gomes de Oliveira Loreto

Abstract


Objetivo: Mapear orientações para o cuidado ao paciente pós-infarto agudo do miocárdio. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada em cinco etapas segundo o referencial metodológico. Para a obtenção de dados buscou-se artigos em base de dados publicados na MEDLINE, LILACS e PUBMED Foram utilizados como critério de inclusão: artigos idiomas inglês, português ou espanhol, publicados no período de 2014 á 2020. Como critérios de exclusão todos os resumos que trouxessem recomendações cirúrgicas ou cuidados pré-infarto. Resultados e Discussão: Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão foram incluídas 21 publicações, após a leitura crítica dos estudos selecionados, estes foram divididos por categorias temáticas. Conclusão: Foram encontradas orientações de cuidado ao paciente pós IAM no âmbito: Cuidados clínicos estabelecidos pela enfermagem ao paciente pós IAM; Mudança do hábito de vida; Educação pós IAM; Aconselhamento sexual; Suporte familiar e Adesão à reabilitação. Sendo necessário conhecimento multiprofissional nos cuidados pós IAM.


References


ARAÚJO Pio, Carolina Santiago, et al. "Interventions to promote patient utilisation of cardiac rehabilitation." Cochrane Database of Systematic Reviews 2 (2019). Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6360920/Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

BOYDE, Mary et al. What have our patients learnt after being hospitalised for an acute myocardial infarction?. Australian Critical Care, v. 28, n. 3, p. 134-139, 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24970011 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

COLOMBO, R. C. R; AGUILLAR, O. M. Estilo de vida e fatores de risco de pacientes com primeiro episódio de infarto agudo do miocárdio. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 1997. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11691997000200009&script=sci_abstract&tlng=pt.Acesso em: 20 de fevereiro 2020.

CUREAU, Rachel Moraes et al. Benefícios relacionados a qualidade de vida percebidos pelos participantes de um projeto de reabilitação cardíaca. 2012. Disponível em : https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103775 Acesso em: 12 de maio 2020.

DAGNER, Viveka; CLAUSSON, Eva K.; JAKOBSSON, Liselotte. Prescribed physical activity maintenance following exercise based cardiac rehabilitation: factors predicting low physical activity. European Journal of Cardiovascular Nursing, v. 18, n. 1, p. 21-27, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29905494 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

DIAS ,dos santos , Taynara Maria, et al. "Recurrent myocardial infarction from the perspective of the victim's family member: case report." ABCS Health Sciences 44.3 (2019). Disponível em: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/1205 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

FIORIN BH, Moreira RSL, Lopes AB, Sipolatti WGR, Furieri LB, Fioresi M, et al. Quality of life assessment after acute myocardial infarction. Rev Rene. 2020;21:e44265. Disponivel em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/44265 Acesso em: 17 novembro de 2020.

GARCIA, Raquel Pötter et al. Social support towards the necessity of caring after myocardial infarction. Revista brasileira de enfermagem, v. 68, n. 4, p. 649-655, 2015. Disponível em: Acesso em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672015000400649&script=sci_arttext&tlng=en23 de fevereiro 2020.

HARBMAN, Patricia. The development and testing of a nurse practitioner secondary prevention intervention for patients after acute myocardial infarction: A prospective cohort study. International journal of nursing studies, v. 51, n. 12, p. 1542-1556, 2014. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24836930 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

IGLESIAS, C. M. F. et al. A importância da sistematização da assistência de enfermagem no cuidado ao cliente portador de infarto agudo do miocárdio. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, v. 2, p. 974-977, 2010. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1205 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

KAVRADIM, Turan, Selma; CANLI ÖZER, Zeynep. The effect of education and telephone follow‐up intervention based on the Roy Adaptation Model after myocardial infarction: randomised controlled trial. Scandinavian Journal of Caring Sciences, v. 34, n. 1, p. 247-260, 2020.Disponivel em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31769891/ Acesso em: 17 novembro 2020.

LIMA, F. E. T. et al. Protocolo de consultas de enfermagem ao paciente após revascularização do miocárdio: avaliação da eficácia. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104- 11692010000300006&script=sci_arttext&tlng=pt Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

LUNELLI, Rosana Pinheiro et al. Atividade sexual pós-infarto do miocárdio: tabu ou desinformação?. Arquivos brasileiros de cardiologia. São Paulo. Vol. 90, n. 3 (set. 2008), p. 172-176, 2006. Disponível em : https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/20319. Acesso em: 5 de junho 2020.

MARTINI, I. C. DOS A.; SIA, A. A. Assistência de enfermagem ao paciente com infarto agudo do miocárdio. Revista Miríade Científica , v. 4, n. 1, 27 ago. 2019.. Disponível em: https://revista.faculdadecuiaba.com.br/index.php/miriadecientifica/article/view/50 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

MICHELSEN, Halldora Ögmundsdottir et al. Tailored nurse-led cardiac rehabilitation after myocardial infarction results in better risk factor control at one year compared to traditional care: a retrospective observational study. BMC cardiovascular disorders, v. 18, n. 1, p. 167, 2018. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6094912/ Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

MOHAMMADPOUR, Ali et al. The effect of a supportive educational intervention developed based on the Orem's self‐care theory on the self‐care ability of patients with myocardial infarction: A randomised controlled trial. Journal of clinical nursing, v. 24, n. 11-12, p. 1686-1692, 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25880700 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

NAJAFI, Seyed Saeed et al. The nurse-led telephone follow-up on medication and dietary adherence among patients after myocardial infarction: a randomized controlled clinical trial. International journal of community based nursing and midwifery, v. 4, n. 3, p. 199, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4925999/ Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

NETO, J. A. et al. Letramento funcional em saúde nos portadores de doenças cardiovasculares crônicas. Ciência & Saúde Coletiva, v. 24, p.1121-1132,2019.Disponível em:https://www.scielosp.org/article/csc/2019.v24n3/1121-1132/en/. Acesso em: 20 de fevereiro 2020.

NETO, et al. Método Pilates na força muscular respiratória e capacidade funcional de pacientes pós infarto agudo do miocárdio–relato de dois casos. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 12, p. 100002-100017, 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/21893/17471 Acesso em: 26 de Dezembro de 2020.

NUNES, Sofia; REGO, Guilhermina; NUNES, Rui. Difficulties of Portuguese patients following acute myocardial infarction: predictors of readmissions and unchanged lifestyles. Asian nursing research, v. 10, n. 2, p. 150-157, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27349673Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

OLIVEIRA, C. C. G. et al. Processo de trabalho do enfermeiro frente ao paciente acometido por infarto agudo do miocárdio. REVISTA HUMANO SER, 2018, 3.1. Disponível em: https://periodicos.unifacex.com.br/humanoser/article/view/1009 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

PASSAMAI, Maria da Penha Baião et al. Letramento funcional em saúde: reflexões e conceitos sobre seu impacto na interação entre usuários, profissionais e sistema de saúde. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 16, p. 301-314, 2012. Disponível em : https://www.scielosp.org/article/icse/2012.v16n41/301-314/pt/ Acesso em: 13 de junho 2020.

PIEGAS, Luís Soares, et al. "V Diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia sobre tratamento do infarto agudo do miocárdio com supradesnível do segmento ST." Arquivos brasileiros de cardiologia 105.2 (2015): 1-121. Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/2014/diretrizes/2015/02_TRATAMENTO%20DO%20IAM%20COM%20SUPRADESNIVEL%20DO%20SEGMENTO%20ST.pdf Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

PIEPOLI, Massimo F. et al. Challenges in secondary prevention after acute myocardial infarction: A call for action. European journal of preventive cardiology, v. 23, n. 18, p. 1994-2006, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27600690 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

POLSOOK, Rapin; AUNGSUROCH, Yupin; THONGVICHEAN, Thida. O efeito do programa de aprimoramento da autoeficácia na adesão a medicamentos entre o infarto do miocárdio pós-agudo. Pesquisa Aplicada em Enfermagem , v. 32, p. 67-72, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27969054Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

PONTE, Keila Maria de Azevedo et al. Cuidado clínico de enfermagem para conforto de mulheres com infarto agudo do miocárdio. 2014. Disponível em : http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/8844. Acesso em: 15 de Abril 2020.

POTTER GARCIA, Raquel et al. Cuidado familiar después del Infarto Agudo al Miocardio. Ciencia y enfermería, v. 22, n. 2, p. 27-37, 2016. Disponível em : https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?pid=S0717-95532016000200003&script=sci_arttext Acesso em: 16 de Maio 2020.

QIN, Xiangjun, et al. "The dissimilarity between myocardial infarction patients’ and spouses’ illness perception and its relation to patients’ lifestyle." Journal of Clinical Nursing (2019). Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/jocn.15132?af=R Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

RAHIM, Layla et al. Level of knowledge among cardiac nurses regarding sexual counseling of post-MI patients in three tertiary care hospitals in Pakistan. Heart & Lung, v. 46, n. 6, p. 412-416, 2017. Disponível em: https://www.heartandlung.org/article/S0147-9563(17)30028-6/abstract Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

ANDRÉ, Flávia dos santos; MARIA, Vera L. Regina. Sexualidade de pacientes pós-infarto: diagnóstico, resultados e intervenção de enfermagem. Revista de enfermagem clínica , v. 23, n. 15-16, p. 2101-2109, 2014. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/jocn.12345Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

SEIXAS, A. E. ; ANDRADE, S. M. F. Manejo do paciente com infarto agudo do miocárdio atendido no SUS. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 18, n. Supl., p. 55, 2016. Disponível em: http://ken.pucsp.br/RFCMS/article/view/29778. Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

SHAJRAWI, Abedalmajeed, et al. "Impacts of Treatment Modalities on Physical Activity After First Acute Myocardial Infarction in Jordan." Dimensions of Critical Care Nursing 38.6 (2019): 284-292. Disponível em: https://journals.lww.com/dccnjournal/Abstract/2019/11000/Impacts_of_Treatment_Modalities_on_Physical.2.aspx Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

SILVA, Cleivison José Barbosa et al. Bed bath for infarcted patients: crossover of the hydrothermal control 40ºC versus 42.5 ºC. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 15, n. 3, p. 341-350, 2016. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/4233 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

SILVA, F. L. ; MELO, M. A.B.; NEVES, R. A. N. "Perfil clínico-epidemiológico dos pacientes internados por infarto agudo do miocárdio em hospital de Goiás." Revista Brasileira Militar de Ciências 5.13 (2019). Disponível em: Acesso em: https://rbmc.emnuvens.com.br/rbmc/article/view/15 23 de fevereiro 2020.

SIMON, B. S. et al. "Configuração da rede de assistência às pessoas com estomia: interface do cuidado continuado." Journal of Nursing and Health 4.1 (2014): 65-76. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/3394 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

SOUSA, Liliana Xavier Marques, Maribel Domingues Carvalhais, and Lucibel Domingues Carvalhais. "O cuidado em enfermagem a pessoas idosas dependentes: cuidados domiciliares, hospitalares e continuados." Revista Eletrônica de Enfermagem 14.3 (2012): 644-53. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/revista/v14/n3/pdf/v14n3a22.pdf Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

TAYLOR, G. H., WILSON, S. L. SHARP, J. Medical, Psychological, and Sociodemographic Factors Associated With Adherence to Cardiac Rehabilitation Programs: A Systematic Review. J. Cardiovascular Nursing, v. 25, n.10, nov, 2010. Disponível em : https://journals.lww.com/jcnjournal/Abstract/2011/05000/Medical,_Psychological,_an d_Sociodemographic.7.aspx Acesso em: 26 de Maio 2020.

VARGAS, R. A. et al. Qualidade de vida de pacientes pós-infarto do miocárdio: revisão integrativa da literatura. Revista de Enfermagem UFPE On Line. Recife. Vol. 11, n. 7 (jul. 2017), p. 2803-2809, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/23456/19170 Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

WANG, Wenru et al. Predictors of health-related quality of life among patients with myocardial infarction. Western journal of nursing research, v. 38, n. 1, p. 43-56, 2016. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0193945914546201?rfr_dat=cr_pub%3Dpubmed&url_ver=Z39.88-2003&rfr_id=ori%3Arid%3Acrossref.org&journalCode=wjnaAcesso em: 23 de fevereiro 2020.

WHITTEMORE, R. ; KNAFL, K. The integrative review: update methodology. Blackwell Publishing Ltd, Journal of Advanced Nursing. v. 52, n. 5, p. 546-553, 2005. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16268861. Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

WONG, Kwan Wai; WONG, Frances KY; CHAN, Moon Fai. Effects of nurse‐initiated telephone follow‐up on self‐efficacy among patients with chronic obstructive pulmonary disease. Journal of advanced nursing, v. 49, n. 2, p. 210-222, 2005. Disponível em : https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1365-2648.2004.03280.x Acesso em: 26 de Junho 2020.

ZHANG, Yong et al. Reabilitação cardíaca em pacientes com infarto agudo do miocárdio após intervenção coronária percutânea: um estudo de base comunitária. Medicine , v. 97, n. 8, 2018. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29465559Acesso em: 23 de fevereiro 2020.

ZULLO, Andrew R., et al. "Association between secondary prevention medication use and outcomes in frail older adults after acute myocardial infarction." Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes 12.4 (2019): e004942. Disponível em: https://www.ahajournals.org/doi/10.1161/CIRCOUTCOMES.118.004942Acesso em: 23 de fevereiro 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-320

Refbacks

  • There are currently no refbacks.