VÍDEOS DO TIKTOK® E O BEM-ESTAR ANIMAL- Redes sociais como fonte de estudo sobre as relações humano-animal / VIDEOS OF TIKTOK® AND ANIMAL WELFARE- Social networks as a source of study on human-animal relations

João Paulo Novelletto Pisa, Denise Pereira Leme

Abstract


O Tiktok®é uma nova rede social onde as pessoas comuns podem postar os seus vídeos, alguns deles há a presença de animais, domésticos ou selvagens, em diversas situações. Sabendo que todas as pessoas são responsáveis pelo bem-estar animal, este artigo teve como objetivo verifica como a relação de alteridade com os animais influenciam o bem-estar destes. Para isto, foram coletados 795 vídeos na parte ´´escolhido para você`` a fim de classificar e verificar o seu conteúdo de forma crítica e interdisciplinar. As três classificações foram: Afeto (23,29%), Humanização (21,35%) e Humor e entretenimento (55,22%). O primeiro grupo mostrou que na maior parte dos vídeos os animais não fugiram ou não mostraram alguma reação aversiva quando os humanos faziam carinho, tendo outras expressões; no segundo, mostrou os animais com roupas, fantasias e outras situações humanizadas e na última classificação, houve mais situações negativas para os animais do que positiva, o que leva a banalização do mal. Os animais mais presentes foram os caninos (34,41%), equinos (24,70%), felinos (9,59%), bovinos (9,11%) e aves pet ou selvagem (6,00%), mas houve outros em menor porcentagem. Em conclusão, esta rede social mostra uma dualidade na relação humano-animal, há seu lado negativo, mas há o positivo, em que as pessoas mostram afetos, capacidades emocionais, cognitivas e algumas vezes uma nova visão dos animais como consumo para humano. Sendo assim uma nova fonte de criatividade para pesquisadores.


Keywords


Bioética, Direito dos animais, Emoções, Etologia, One welfare.

References


ALMEIDA, Silvia Capanema; SILVA, Rogério Sousa. Do (in)visível ao risível: o negro e a. Estudos Históricos (Rio de Janeiro), [S.L.], v. 26, n. 52, p. 316-345, dez. 2013. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0103-21862013000200004.

ANDRADE, Marcelo. A banalidade do mal e as possibilidades da educação moral: contribuições arendtianas. Revista Brasileira de Educação, [S.L.], v. 15, n. 43, p. 109-125, abr. 2010. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-24782010000100008.

AZEVEDO, Lívia Godinho Nery Gomes. Ethics of joy and encounter: elucidations of spinoza and psychodramatic perspectives. Revista Brasileira de Psicodrama, [S.L.], v. 25, n. 1, p. 78-85, 2017. Federação Brasileira de Psicodrama. http://dx.doi.org/10.15329/2318-0498.20170009.

BATTINI, Monica; BARBIERI, Sara; WAIBLINGER, Susanne; MATTIELLO, Silvana. Validity and feasibility of Human-Animal Relationship tests for on-farm welfare assessment in dairy goats. Applied Animal Behaviour Science, [S.L.], v. 178, p. 32-39, maio 2016. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.applanim.2016.03.012.

BAUTISTA-HOBIN, Elena Maria. Instagram and Adoption Rates: The Impact of Proactive Social Media on Adoption Rates at the Arizona Animal Welfare League & SPCA. 2015. 41 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Barrett, The Honors College, Arizona State University, Arizona, 2015.

BEKOFF, Marc. A vida emocional dos animais: alegria, tristeza e empatia dos animais: um estudo científico capaz de transformar a maneira como os vemos e os tratamos. São Paulo: Cultrix, 2010. 208 p.

BOISSY, Alain; MANTEUFFEL, Gerhard; JENSEN, Margit Bak; MOE, Randi Oppermann; SPRUIJT, Berry; KEELING, Linda J.; WINCKLER, Christoph; FORKMAN, Björn; DIMITROV, Ivan; LANGBEIN, Jan. Assessment of positive emotions in animals to improve their welfare. Physiology & Behavior, [S.L.], v. 92, n. 3, p. 375-397, out. 2007. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.physbeh.2007.02.003.

BUDDLE, E. A.; BRAY, H. J.; PITCHFORD, W. S.. Keeping it ‘inside the fence’: an examination of responses to a farm-animal welfare issue on twitter. Animal Production Science, [S.L.], v. 58, n. 3, p. 435-444, 2018. CSIRO Publishing. http://dx.doi.org/10.1071/an16634.

BUDDLE, Emily A.; BRAY, Heather J.; ANKENY, Rachel A.. Why would we believe them? Meat consumers’ reactions to online farm animal welfare activism in Australia. Communication Research And Practice, [S.L.], v. 4, n. 3, p. 246-260, 20 mar. 2018. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/22041451.2018.1451209.

VIDELA, M. D. (2017). El antropomorfismo en la relación humano-perro de compañía: ¿Recurso o indicador de patología? In: VIDELA, M.D.; OLARTE, M. A. Antrozoología. Potencial recurso de intervención clínica (pp. 49-64). Buenos Aires: Editorial de la Universidad Flores.

FRASER, A. (1992). The Behaviour of the horse. Wallingford: Cab Internacional.

KOHLER, F. Antropologia e etologia: uma abordagem conceitual. Revista Antropologia da UFSCAR, São Carlos, v.7, n.1, p. 170-192, jan-junho, 2015.

LINNÉ, Tobias. Cows on Facebook and Instagram. Television & New Media, [S.L.], v. 17, n. 8, p. 719-733, ago. 2016. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1177/1527476416653811.

LUNDBERG, Paulina; HARTMANN, Elke; ROTH, Lina S.V.. Does training style affect the human-horse relationship? Asking the horse in a separation–reunion experiment with the owner and a stranger. Applied Animal Behaviour Science, [S.L.], v. 233, p. 105144, dez. 2020. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.applanim.2020.105144.

MACHADO, Thiago Mombach Pinheiro; MACHADO FILHO, Luiz Carlos Pinheiro; DAROS, Ruan Rolnei; MACHADO, Gabriela Tasso Bongiolo Pinheiro; HÖTZEL, Maria José. Licking and agonistic interactions in grazing dairy cows as indicators of preferential companies. Applied Animal Behaviour Science, [S.L.], v. 227, p. 104994, jun. 2020. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.applanim.2020.104994.

MAROS, Katalin; BOROSS, Barbara; KUBINYI, Enikő. Approach and follow behaviour – possible indicators of the human–horse relationship. Interaction Studies, [S.L.], v. 11, n. 3, p. 410-427, 17 nov. 2010. John Benjamins Publishing Company. http://dx.doi.org/10.1075/is.11.3.05mar.

MCGREEVY, P.D.; ODDIE, C.; BURTON, F.L.; MCLEAN, A.N.. The horse–human dyad: can we align horse training and handling activities with the equid social ethogram?. The Veterinary Journal, [S.L.], v. 181, n. 1, p. 12-18, jul. 2009. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.tvjl.2009.03.005.

MORAIS, Marília Brandão Lemos. Humor e Psicanálise. Estudos de Psicanálise, Salvador, v. 1, n. 31, p. 113-124, out. 2008.

OLIVEIRA NETO, Marcolino Gomes de. Entre o grotesco e o risível: o lugar da mulher negra na história em quadrinhos no brasil. Revista Brasileira de Ciência Política, [S.L.], n. 16, p. 65-85, abr. 2015. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0103-335220151604.

ÖSTRING, Christina. Instagram usage in animal rescue associations. 2020. 60 f. Tese (Doutorado) - Curso de Multilingual Managements Assistants, Haaga-Helia, Helsinki, 2020.

PISA, J.P.N. (2020). A Relação Humano-Cavalo: Análise Científica e Literária das Emoções dos Equinos em dois Clássicos da Literatura. Dissertação de mestrado, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Universidade Federal de Santa Catarina: Florianópolis.

PISA, João Paulo Novelletto; JANSEN, Sharon Muriel Zantut; LEME, Denise Pereira. A bovinidade e as suas consequências para a humanidade- Análise crítica do livro de ficção ´´Holy Cow`` (Duchovny, 2016). Research, Society And Development, [S.L.], v. 9, n. 8, p. e491985887, 18 jul. 2020. Research, Society and Development. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5887.

PISA, João Paulo Novelletto; TACITO, Jorge Luiz Conte; LEME, Denise Pereira. Afetividade e emoções de personagens-cavalos em dois livros da literatura mundial. Research, Society And Development, [S.L.], v. 9, n. 8, p. e880986528, 1 ago. 2020. Research, Society and Development. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.6528.

PISA, João Paulo Novelletto; LEME, Denise Pereira. Equinomorfização do ser humano. Multidisciplinary Reviews, [S.L.], v. 3, n. 3, p. 1-4, 28 set. 2020. Even3. http://dx.doi.org/10.29327/multi.2020018.

PISA, João Paulo Novelletto; LEME, Denise Pereira. “O cavalo líquido”: Como a filosofia contribui para a Medicina Veterinária. Multidisciplinary Reviews, [S.L.], v. 4, n. 1, p. 1-4, 2021. Even3. http://dx.doi.org/10.29327/multi.2021001

ROUSING, Tine; BONDE, Marianne; BADSBERG, Jens Henrik; SØRENSEN, Jan Tind. Stepping and kicking behaviour during milking in relation to response in human–animal interaction test and clinical health in loose housed dairy cows. Livestock Production Science, [S.L.], v. 88, n. 1-2, p. 1-8, jun. 2004. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.livprodsci.2003.12.001.

ROUSING, T; WAIBLINGER, S. Evaluation of on-farm methods for testing the human–animal relationship in dairy herds with cubicle loose housing systems—test–retest and inter-observer reliability and consistency to familiarity of test person. Applied Animal Behaviour Science, [S.L.], v. 85, n. 3-4, p. 215-231, mar. 2004. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.applanim.2003.09.014.

TREMURA, Denise (2020). Vida de pet: com vídeos de sua rotina, ovelha encanta do TikTok ao Twitter. Disponível em < https://www.uol.com.br/tilt/colunas/denise-tremura/2020/10/15/com-videos-de-sua-rotina-ovelha-brasileira-encanta-do-tiktok-ao-twitter.htm?> Acessado em 18 de Janeiro de 2020 às 15h.

VIEIRA, Michele Cristina. Percepções de práticas de manejo em estabelecimentos equestres quanto à influência dessas práticas para o bem-estar de equinos. 2015. 100 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agroecossistemas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

WOHLLEBEN, Peter. A Vida Secreta dos Animais: Amor, Tristeza e compaixão. Rio de Janeiro: Sextante, 2019.

WONNEBERGER, Anke; HELLSTEN, Iina R.; JACOBS, Sandra H. J.. Hashtag activism and the configuration of counterpublics: dutch animal welfare debates on twitter. Information, Communication & Society, [S.L.], p. 1-18, 4 fev. 2020. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/1369118x.2020.1720770.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-305

Refbacks

  • There are currently no refbacks.