Perfil dos óbitos por suicídio no estado de Rondônia / Profile of deaths by suicide in the state of Rondônia

Bianca Oyola Bicalho, Tânia Leal Moreira, Patrícia Caldeira Costa, Kátia Fernanda Alves Moreira

Abstract


Introdução: O suicídio é um acontecimento complexo e universal, tornando-se um grave problema de saúde pública, para se estabelecer estratégias e desenvolver as políticas públicas para o enfrentamento do suicídio, faz-se necessário conhecer o perfil dos óbitos, uma vez que que cada região possui suas singularidades. Objetivo: Caracterizar o perfil dos óbitos por suicídio no estado de Rondônia entre os anos de 2006 a 2015. Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico do tipo transversal com base nos dados secundários obtidos do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2015, disponibilizados pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (AGEVISA). Resultados: Verificou-se o predomínio dos óbitos do sexo masculino (78,36%), com idade entre 20 a 39 anos para ambos os sexos (51,68%), sendo os trabalhadores rurais a ocupação predominante no sexo masculino (15,37%) e no sexo feminino destacou-se do lar como principal ocupação (23,35%), quanto ao estado civil ambos os sexos eram solteiros (49,09%). Em relação a escolaridade as vítimas tinham de quatro a sete anos de estudo (24,61%), com cor/etnia preta/parda (65,03%). A causa básica prevalente no sexo masculino foi ocasionada por objetos cortantes, penetrante ou contundente (91,70%), contudo, no sexo feminino foi autointoxicação por medicamentos e outras drogas (63,60%). Conclusão: Torna-se fundamental a formulação de políticas públicas voltadas a saúde mental, bem como a organização da rede de atenção a saúde no Estado.


Keywords


Suicídio; Saúde Pública; Mortalidade

References


ALVES, J.; THOMAZ JÚNIOR, A., A migração do trabalho para o complexo hidrelétrico. In: XIII Jornada do trabalho. Anais eletrônicos. São Paulo, 2012 .Disponível em: Acesso em 28 de outubro de 2017.

ARAÚJO, E. S.; BICALHO, P. P. G. Suicídio: crime, pecado, estatística, punição. Revista de Psicologia da IMED, v. 4, n. 2, p. 723-734, 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 de outubro de 2017.

AMBROS, M. C.; RECCHIA, A.; RECCHIA, J. A. Estudo epidemiológico dos casos de suicídio, registrados o instituto médico legal de Santa Maria, RS. Revista Saúde (Santa Maria), v. 36, n. 1, p.67-70, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 de outubro de 2017.

BAPTISTA, M. N.; GOMES, M. A. Suicídio: Análise epidemiológica na região de Caratinga (MG) entre 2003 e 2010. Revista Psicologia Argumento, v. 34, n. 85, p. 147-155, 2016. Disponível em: <10.7213/psicol.argum.34.085.AO05>. Acesso em: 10 de outubro de 2017.

BOTEGA, N. J. Comportamento suicida: epidemiologia. Revista de Psicologia USP, São Paulo, v. 25, n. 3, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 de outubro de 2017.

BOTTI, N.C.; MESQUITA, I.R.; BENJAMIM, L.M.N. Macro-regional differences in mortality by suicide: an epidemiological. Journal of Nursing UFPE on line, v. 8, n. 10, p. 3420-8, 2014. Disponível em: . Acesso em: 07 de outubro de 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: 2012. Disponível em: . Acesso em: 04 de outubro de 2017.

______. Ministério da Saúde. DATASUS. Departamento de informática do SUS. Informações de saúde (TABNET), 2000 a 2015. Disponível em: . Acesso em 05 de outubro de 2017.

CUNHA, F. A.; BAPTISTA, M. N.; CARVALHO, L. F. Análise documental sobre os suicídios ocorridos na região de Jundiaí entre 2004 e 2014. Revista Salud & Sociedad, v. 7, n. 2, p. 212-222, 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 de outubro de 2017.

DUTRA, E. Suicídio em universitários: o vazio existencial de jovens na contemporaneidade. Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 12, n. 3, p. 924-37, 2012. Disponível em: . Acesso em: 08 de outubro de 2017.

FERREIRA, V. R. T.; TRICHÊS, V. J. S. Epidemiological profile of suicide attempts and deaths in a Southern brazilian city. Revista Eletrônica de Psicologia, Porto Alegre, v. 45, n. 2, p. 219-227, 2014. Disponível em: Acesso em: 02 de outubro de 2017.

GRACIOLI, S. M. A.; PALUMBO, L. P. A prevenção à prática do suicídio: a pertinência das políticas públicas e o papel da Psicologia pra a efetivação do direito à saúde. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 11, p. 88664-88682, 2020. Disponivel em:< https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/19960/15995>. Acesso em: 19 de dezembro de 2020.

GOTSENS, M.; MARÍ-DELL’OLMO, M.; RODRÍGUEZ-SANZ, M.; MARTOS, D.; ESPELT, A.; PÉREZ, G.; PÉREZ, K.; BRUGAL, M. T.; MARCALAIN, E. B.; BORREL, C. Validación de la causa básica de defunción em las muertes que requieren intervenció medicolegal. Revista Espanhola de Salud Publica, v. 85, n. 2, p. 163-74, 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 de outubro de 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 de novembro de 2017.

LOPES, F.; MILANI, R. G. Suicídio: um desafio para o psicólogo clínico. Centro Universitário de Maringá. s.d. 2010. Disponível em . Acesso em: 26 de setembro de 2017.

MACHADO, D. B.; SANTOS, D. N. Suicídio no Brasil, de 2000 a 2012. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 64, n. 1, p. 45-54, 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 de outubro de 2017.

MACHADO, M. F. S.; LEITE, C. K. S.; BANDO, D. H. B. Políticas públicas de prevenção do suicídio no Brasil: uma revisão sistemática. Revista Gestão e Políticas Públicas, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 334-356, 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 de outubro de 2017.

MARÍN-LEÓN, L.; OLIVEIRA, H. B.; BOTEGA, N. J. Suicide in Brazil, 2004–2010: The importance of small counties. Revista Panamericana de Salud Publica, v. 32, n. 5, p. 351–359, 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 de outubro de 2017.

MOREIRA, R. M. M.; FÉLIX, T. A.; FLÔR, S. M. C.; OLIVEIRA, E. N.; ALBUQUERQUE, J. H. M. Análise epidemiológica dos óbitos por suicídio. Revista SANARE, Sobral, v. 16, Suplemento, n. 01, p. 29-34, 2017. Disponível em: . Acesso em: 09 de outubro de 2017.

OLIVEIRA, P. R. M.; KOCK, D. B.; OLIVEIRA, M.R.; RAMOS, F.; SOUZA, M. C. S. A. Estudo epidemiológico de suicídios no Vale do Itajaí – SC. Revista Saber Humano, v. 6, n. 8, p. 175 – 191, 2016. Disponível em: Acesso em: 13 de outubro de 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde – CID – 10 [Internet]. Brasília - DF: OMS/DATASUS, 1998. Disponível em: . Acesso em: 05 de outubro de 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Prevencion del suicídio: un imperativo global. Whashington, DC: OPS, 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 de outubro de 2017.

PARENTE, A. C.; FLOR, S. M. C.; ALVES, V. J. P.; DIAS, M. S. A.; BRITO, M. C. C.; VASCONCELOS, F. J. L.. Perfil dos casos de suicídio em Sobral entre os anos de 2010 e 2015. Revista SANARE, Sobral, v.15 n.02, p.15-22, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 de outubro de 2017.

PEREIRA, I. P. C.; ARAÚJO, J. S. F.; JÚNIOR, M. M. F. R.; SILVA, J. A. C. Mortalidade por suicídio no estado do Pará: umaanálise dos casos de 1996 a 2018. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 8, p. 61657-61668, 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 de dezembro de 2020.

PORDEUS, A. M. J.; CAVALCANTI, L. P. G.; VIEIRA, L. J. E. S.; CORIOLANO, L. S.; OSÓRIO, M. M.; PONTE, M. S. R.; BARROSO, S. M. C. Tentativas e óbitos por suicídio no município de Independência, Ceará, Brasil. Revista Ciência & Saúde Coletiva, v. 14, n. , p. 1731-1740, 2009. Disponível em: . Acesso em: 08 de outubro de 2017.

RONDÔNIA. Comissão Intergestores Bipartite. Resolução nº 087/CIB/RO, de 2014. Aprova a conformação das 07 (sete) Regiões de Saúde do Estado de Rondônia. Diário Oficial do Estado de Rondônia, Porto Velho, RO, 01 jul. 2014. Disponível em: . Acesso em: 18 de outubro de 2017.

RONDÔNIA. Governo do Estado de Rondônia. Secretaria de Estado da Saúde. Relatório de gestão 2016: resultados e perspectivas. Porto Velho, 2017. 34 p.

THESOLIM, B. L.; BERNADINO, A.; FERREIRA, V. L.; BAPTISTA, C. Suicídios em município do interior de São Paulo: caracterização e prevalência de gêneros. Revista Brasileira Multidisciplinar, v. 19, n. 1, p. 139-146, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 de outubro de 2017.

VELOSO, C.; MONTEIRO, L. S. S.; VELOSO, L. U. P.; MOREIRA, I. C. C. C.; MONTEIRO, C. F. S. Tentativas de suicídio atendidas por um serviço de atendimento pré-hospitalar móvel de urgência. Revista de Enfermagem UFPI, v. 5, n. 3, p. 48-53, 2016. Disponível em: . Acesso em: 07 de outubro de 2017.

VIDAL, C. E. L.; GOMES, C. B.; MARIANO, C. A. Perfil epidemiológico do suicídio na microrregião de Barbacena, Minas Gerais, no período de 1997 a 2012. Caderno Saúde Coletiva, v. 22, n. 2, p. 158-164, 2014. Disponível em: Acesso em: 12 de outubro de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-303

Refbacks

  • There are currently no refbacks.