Concepções de diretoras de pré-escola sobre gestão na Educação Infantil / Preschool principals’ conceptions about Early Childhood Education management

Renata Boiatti Migliorança Galisteu, Maévi Anabel Nono

Abstract


No Brasil, a gestão da Educação Infantil pelos municípios ainda é pouco investigada. O mesmo ocorre com a atuação das equipes gestoras das instituições que oferecem essa etapa da Educação Básica para as crianças de zero a cinco anos de idade. Entretanto, apesar de poucos, os estudos existentes já revelam que o cargo de direção assume fundamental importância na tomada de decisões que terão impacto na garantia da qualidade do trabalho realizado nas creches e pré-escolas devendo, portanto, ser foco de mais pesquisas. Neste artigo, são apresentados dados de pesquisa que teve como sujeitos diretoras de pré-escolas e que objetivou investigar concepções das gestoras sobre sua atuação e rotina na gestão das instituições escolares. Os dados foram coletados por meio de entrevistas. Os resultados sugerem que as diretoras atendem a demandas diárias que seriam de atribuição de profissionais das áreas administrativas e de funcionamento do estabelecimento, sem ter tempo para se dedicar a questões que viabilizem, nas pré-escolas, um trabalho de qualidade com as crianças pequenas, essencial para a promoção de seu desenvolvimento integral. Lacunas nas concepções dos sujeitos sobre gestão democrática, infância e identidade da Educação Infantil revelam a necessidade de programas de formação inicial e continuada que focalizem as especificidades da gestão na Educação Infantil.


Keywords


Educação Infantil, Pré-escola, Gestão.

References


BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 de dezembro de 1996.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de dezembro de 2009. Seção 1, p. 18.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros nacionais de qualidade da Educação Infantil. Brasília, 2018.

BORGES, Ana Lúcia. Gestão na escola de educação infantil: ressignificação das práticas e mudança na cultura escolar. 2015. 147 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Nove de Julho – UNINOVE, São Paulo, 2015. Disponível em: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1206 Acesso em dez. 2020.

BORGES, Rubia. (Desa)fios da gestão nas instituições de educação infantil: entre concepções e práticas de gestoras. 2016. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, 2016. Disponível em: https://riuni.unisul.br/handle/12345/2040 Acesso em dez. 2020.

BUCCI, Lorenzza. “A escola é da diretora”: a gestão de uma pré-escola municipal sob o olhar das crianças. 2016. 164 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo – USP, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59140/tde-18082016-163550/pt-br.php Acesso em dez. 2020.

CAMPOS, Maria Malta et al. A gestão da Educação Infantil no Brasil. In: FUNDAÇÃO VICTOR CIVITA, Estudos & Pesquisas Educacionais, n. 3, novembro 2012, p. 29-102.

CORREA, Bianca Cristina. A gestão da Educação Infantil em 12 municípios paulistas. Revista de Financiamento da Educação – FINEDUCA, Porto Alegre, v. 8, n. 2, 2018. Disponível em http://dx.doi.org/10.17648/fineduca-2236-5907-v8-78020. Acesso em jan. 2019.

FERNANDES, Fabiana Silva; CAMPOS, Maria Malta. Gestão da Educação Infantil: um balanço de literatura. Educ. rev., Belo Horizonte, v. 31, n. 1, p. 139-167, mar. 2015. Disponível em http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698111747. Acesso em jun. 2017.

FERRAZ, Beatriz. O que a creche deve garantir para oferecer educação de qualidade? Educação Infantil em pauta. Cinco entrevistas essenciais para educadores. Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, 2016, p. 3-6. Disponível em: https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/fmcsv/entrevistas_essenciais_5_fmcsv_2016.pdf Acesso em dez. 2020.

FERREIRA, Karen Aparecida Barbosa. A gestão em uma pré-escola pública: considerações sobre as práticas de uma diretora. 2016. 115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59140/tde-07082016-152517/pt-br.php Acesso em dez. 2020.

GALDINO, Luciana. Gestão institucional na Educação Infantil. 2016. 208 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufes.br/bitstream/10/8657/1/tese_9777_Dissertacao%20Luciana%20versao%20final.pdf Acesso em dez. 2020.

GELMI, Gisele. Educação Infantil, direito à Educação e Gestão Escolar: um retrato a partir das publicações oficiais e acadêmicas. 2012. 194 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2012. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UNSP_db6b509338a2284b4b7f5ff0969dfc0e Acesso em dez. 2020.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

KRAMER, Sonia; NUNES, Maria Fernanda. Gestão pública, formação e identidade de profissionais de Educação Infantil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 131, p. 423-454, maio/ago. 2007. Disponível em https://doi.org/10.1590/S0100-15742007000200010. Acesso em jun. 2017.

LIBÂNEO, José Carlos; OLIVEIRA, João Ferreira; TOSCHI, Mirza Seabra. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LÜCK, Heloísa. Dimensões da gestão escolar e suas competências. 2. ed. Curitiba: Editora Positivo, 2009.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MELLO, Márcia Maria de. Diretores de escola: o que fazem e como aprendem. 2014. 214 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2348?show=full Acesso em dez. 2020.

MONÇÃO, Maria Aparecida Guedes. Gestão democrática na educação infantil: o compartilhamento da educação da criança pequena. 2013. 269 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-11122013-151305/pt-br.php Acesso em dez. 2020.

PARO, Vitor Henrique. Diretor escolar: educador ou gerente? São Paulo: Cortez, 2015.

RACY, Cibele. Uma escola onde a criança tem vez, voz e a família por perto. Educação Infantil em pauta. Cinco entrevistas essenciais para educadores. Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, 2016, p. 15-17. Disponível em: https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/fmcsv/entrevistas_essenciais_5_fmcsv_2016.pdf Acesso em dez. 2020.

SILVA, Milene Bartolomei; MELIM, Ana Paula Gaspar; ALMEIDA, Ordália Alves; GAZZOLA, Stefano Barra. Memórias de professores da Educação Infantil: processos formativos. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 9, p. 14832-14846, set. 2019. Disponível em https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/3169/3287. Acesso em jan. 2021.

SOUZA, Ângelo Ricardo de. Os caminhos da produção científica sobre gestão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação – Periódico científico editado pela ANPAE, [S.l.], v. 22, n. 1, fev. 2011. Disponível em https://doi.org/10.21573/vol22n12006.18720. Acesso em jun. 2017.

TOMÉ, Marta Fresneda. A Educação Infantil foi para a escola, e agora? Introdução ao estudo da gestão escolar na Educação Infantil. Jundiaí: Paco Editorial, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-302

Refbacks

  • There are currently no refbacks.