O paradoxo mediado na amamentação no ato de amor genuíno mediado pelas peripécias da maternidade: revisão integrativa / The paradox mediated in breastfeeding in the act of genuine love mediated by the adventures of motherhood: integrative review

Ângela Cardoso de Moraes, Cintia Sousa Cena, Priscila Mara Aparecida Mota, Rosemeire da Cruz, Eduarda Marques Ventura, Magalli Bezerra Moreira Avelino, Nubia Alves da Silva, Jefferson Carlos de Oliveira

Abstract


O contexto paradoxal que permeia o mundo feminino a partir da maternidade, leva em consideração a mulher contemporânea, transcende a titulação de matriarca simplória associada ao designo da natureza de seu corpo em gerar outro ser e o amamentar. OBJETIVO: Elucidar as adversidades maternas mediante o aleitamento materno. MÉTODO: Trata-se de uma  Revisão Integrativa, realizada nos meses de julho a setembro de 2019, contemplando publicações de artigos científicos, selecionados e publicados no período de 2014 a outubro de 2019, nos idiomas português, inglês e espanhol nas referidas bases de dados Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Base de Dados de Enfermagem (BDENF), , sendo as bases da LILACS, BDENF indexadas na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) utilizando os operadores booleanos AND entre os descritores, nos idiomas em português, espanhol e inglês, de acordo com os Descritores em Ciências da Saúde- DeCS. RESULTADO:  O estudo evidenciou um contingente de 768 artigos e através dos critérios de elegibilidade foram elegíveis para o estudo 09 artigos, dos quais 05 estão dispostos na base da SciELO, 02 na LILACS, 02 na BDENF. CONCLUSÃO: A pesquisa evidenciou que a amamentação, é preconizada como sendo um fator imprescindivel e exclusive ao combate à mortalidade infantil e seus benefícios são diversificados, dentre os quais destaca-se a prevenção de neoplasia de mama e colo de útero para mulheres que amamentam, no entanto ainda faltam preparação psicossocial às mães e à sociedade que a cerca, uma vez que a amamentação está envolta a complicações, dificuldades, das quais a mulher é exposta, incluindo o  preconceito. 

 


Keywords


Aleitamento Materno, Maternidades, Enfermagem Materno-Infantil, Criança.

References


ALVES, Jessica de Souza; OLIVEIRA, Maria Inês Couto de; RITO, Rosane Valéria Viana Fonseca. Orientações sobre amamentação na atenção básica de saúde e associação com o aleitamento materno exclusivo. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 23, n. 4, p. 1077-1088, Apr. 2018 . Available from . access on 05 Dec. 2020. https://doi.org/10.1590/1413-81232018234.10752016.

AMARAL, Luna Jamile Xavier et al . Fatores que influenciam na interrupção do aleitamento materno exclusivo em nutrizes. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 36, n. spe, p. 127-134, 2015 . Available from . access on 05 Dec. 2020. https://doi.org/10.1590/1983-1447.2015.esp.56676.

BARBOSA, PEREIRA, et.al. Dificuldades iniciais com a técnica da mamada e impacto na duração do aleitamento materno exclusivo. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. vol.18 no.3 Recife July/Sept. 2018.

CARREIRO, Juliana de Almeida et al . Dificuldades relacionadas ao aleitamento materno: análise de um serviço especializado em amamentação. Acta paul. enferm., São Paulo , v. 31, n. 4, p. 430-438, July 2018 . Available from . access on 05 Dec. 2020. https://doi.org/10.1590/1982-0194201800060.

COSTA, GOMES DA, et. al. Atuação do enfermeiro no manejo clínico da amamentação: estratégias para o aleitamento materno. Rev Fund Care Online. 2018 jan./mar.; 10(1): 217-223. DOI: http://dx.doi. org/10.9789/2175-5361. 2018.v10i1.217-223

CROSSETTI, Maria da Graça Oliveira. Revisão integrativa de pesquisa na enfermagem o rigor cientifico que lhe é exigido. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre, v. 33, n. 2, p. 8-9, June 2012. Available from . access on 26 Nov. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472012000200001.

FRAM, Dayana; MARIN, Camila Manuela; BARBOSA, Dulce. Avaliação da Necessidade da Revisão Sistemática e a Pergunta do Estudo. In: BARBOSA, Dulce et al (Ed.). Enfermagem Baseada em Evidencias. São Paulo: Atheneu, 2014. Cap. 3.p.21-28.

FASSARELLA, AZEVEDO, et.al. Percepção da equipe de enfermagem frente ao aleitamento materno: do conhecimento à implementação. Nursing (Säo Paulo); 21(247): 2489-2493, dez.2018.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GIORDANI, Rubia Carla Formighieri et al. Maternidade e amamentação: identidade, corpo e gênero. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 23, n. 8, p. 2731-2739, Aug. 2018. Available fro

&lng=en&nrm=iso>. access on 27 Sept. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018238.14612016.

GIUGLIANI, Elsa Regina Justo. Growth in exclusively breastfed infants. J. Pediatr. (Rio J.), Porto Alegre , v. 95, supl. 1, p. S79-S84, 2019 . Available from . access on 05 Dec. 2020. Epub Apr 18, 2019. https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.11.007.

LIBERATI, Alessandro et al. The PRISMA statement for reporting systematic reviews and meta-analyses of studies that evaluate health care interventions: explanation and elaboration. Journal of clinical epidemiology, v. 62, n. 10, p. e1-e34, 2009.

NUNES, Leandro Meirelles. Importância do aleitamento materno na atualidade. Boletim científico de pediatria. Porto Alegre. Vol. 4, n. 3 (dez. 2015), p. 55-58, 2015.

ROCHA, OLIVEIRA, et.al. Condicionantes da amamentação exclusiva na perspectiva materna. Cad. Saúde Pública vol.34 no.6 Rio de Janeiro 2018 Epub Sep 03, 2018.

URBENETTO, COSTA, et.al. Facilidades e dificuldades encontradas pelas puérperas para amamentar. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2018.v10i2.399-405




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-296

Refbacks

  • There are currently no refbacks.