A Relação da prática e a Filosofia Educacional na Educação do Surdo: um estudo de caso em uma Escola Pública Municipal no Município de Teresina- Piauí / The relationship of practice and Educational Philosophy in Deaf Education: a case study in a Municipal Public School in the city of Teresina- Piauí

Italo Rômulo Costa da Silva, Elayne Cristina Rocha Dias, Angelita Gomes Fontenele Rodrigues da Cunha, Maria Rosilene de Sena, Rosélia Neres de Sena Marques

Abstract


O processo histórico da educação dos Surdos é marcado por embates e diversas filosofias educacionais na luta pelo direito de viverem como cidadãos e ter o uso de sua língua na sociedade. O objetivo da pesquisa consiste em analisar as filosofias educacionais ao longo da história da educação dos Surdos relacionando com a prática do docente do 5º ano de Língua Portuguesa em uma escola municipal de Teresina- Piauí. Os específicos correspondem a identificar a formação desse docente do 5º ano; as metodologias e recursos utilizados e verificar as Políticas Públicas de Inclusão do educando Surdo. É uma pesquisa qualitativa e bibliográfica permitindo a apresentação dos principais fatos ocorridos e as contribuições dos teóricos sobre o processo histórico educacional desse grupo. Realizou-se observações e entrevistas com uma professora da sala regular; com um professor de Atendimento Educacional Especializado- AEE e uma intérprete de Libras. Percebe-se que a docente da sala regular faz o uso dos recursos: livro didático; quadro e explanação oral dos conteúdos. Enquanto na sala de AEE, existe uma preocupação do ensino da Língua Brasileira de Sinais- Libras e do Português, utilizando-se diversos recursos visuais. Conclui-se a predominância da Filosofia da Comunicação Total na prática dessa educadora da escola regular.


Keywords


Surdos, História, Educação, Inclusão.

References


BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília DF: Senado; 1998.

. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/ leis/lein9394.pdf . Acesso em: 25 jul. 2017.

. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. MEC; SEEP; 2008.

CARDOSO, M. Aspectos históricos da educação especial: da exclusão à inclusão: uma longa 187 caminhada. In: MOSQUERA, J. M.; STOBAÜS, C. (Org.). Educação especial: em direção à educação inclusiva. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

DIAS, E. C. R; PORTELA, M. B; VIANA, B. A. D. S. Ensino de geografia para o deficiente auditivo: estudo de caso da unidade escolar Matias Olímpio, Teresina- Piauí. Form@re. Revista do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica. UFPI, Teresina, v. 1, n. 1, p. 80-106, jul./ dez. 2013.

LACERDA, C. B. F. A prática pedagógica mediada (também) pela Língua de Sinais: trabalhando com sujeitos surdos. Caderno CEDES, Unicamp, Campinas, ano XX, nº 50, 2000.

MILES, Matthew B.; HUBERMAN, A. Michael; Qualitative data analysis. Thousand Oaks: Sage Publications, Inc. 1994.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-246

Refbacks

  • There are currently no refbacks.