Letramento nutricional de profissionais da atenção primária de São João do Jaguaribe – Ceará / Nutritional literacy of primary care professionals in São João do Jaguaribe – Ceará

Thayná de Oliveira Nunes, Abraão Bruno Lima Moura, Bruna Yhang da Costa Silva

Abstract


Objetivo: Conhecer o grau de letramento nutricional (LN) dos profissionais da atenção primária de São João do Jaguaribe – CE. Métodos: É uma pesquisa quantitativa realizada com os profissionais das Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) de São João do Jaguaribe-Ceará. Coletou-se dados socioeconômicos, demográficos e de formação profissional e aplicou-se a ferramenta Newest Vital Sign (NVS) para avaliação do grau de letramento. Para estatística descritiva utilizou-se o Microsoft Excel 2013© e para a inferencial, o software SPSS, versão 20.0. Pelo teste t, comparou-se as médias de NVS conforme escolaridade, e pelo Qui-Quadrado, verificou-se a associação de LN com sexo, escolaridade e formação profissional sobre Nutrição. Adotou-se p<0,05 como significante. Resultados: Predominaram mulheres (75,56%), com nível médio de escolaridade (57,78%) e renda entre um e dois salários (73,33%). A pontuação do NVS foi menor para o nível médio+técnico (1,91±1,28 acertos), em relação ao superior (3,67±1,61 acertos) (p= 0,000). O menor grau de LN associou-se com sexo feminino (p= 0,049) e menor renda (p= 0,006). Conclusão: Predominou limitado LN, determinado pelo desempenho das mulheres e de indivíduos de menor renda. Necessita-se da elaboração de uma agenda de educação continuada sobre alimentação e nutrição para os profissionais de saúde neste município.


Keywords


Alfabetização em Saúde, Alimentação, Atenção Primária à Saúde.

References


Mussio SC. Reflexões sobre o conceito de letramento segundo os ditames da cultura digital. Entrelinhas. 2015;9(2):155-168.

Krause C, Sommerhalder K, Beer-Borst S, Abel T. Just a subtle difference? Frinding from a systematic review on a definitions of nutrition literacy and food literacy. Health Promot Int. 2016;33(3):378-389. doi: https://doi.org/10.1093/heapro/daw084.

Rocha PC, Lemos SMA. Conceptual aspects and factors associated with Functional Health Literacy: a literary review. Rev CEFAC [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Jan 12]; 18(1): 214-24. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v18n1/en_1982-0216-rcefac-18-01-00214.pdf

Vidgen HA, Gallegos D. Defining food literacy and its components. Appetite. 2014;76(1):50-59. doi: https://doi.org/10.1016/j.appet.2014.01.010.

Vaitkeviciute R, Ball LE, Harris N. The relationship between food literacy and dietary intake in adolescents: a systematic review. Public Health Nutr. 2014;18(4):649-658. doi: https://doi.org/10.1017/S1368980014000962.

Maragno CAD, Luiz PVV. Letramento em saúde e adesão ao tratamento medicamentoso: uma revisão da literatura. Rev Iniciação Científica [Internet]. 2016 [acesso em 2018 Jan 12]; 14(1): 5-18. Disponível em: http://periodicos.unesc.net/iniciacaocientifica/article/view/2672/2480

Sampaio HAC, Silva DMA, Sabry MOD, Carioca AAF, Chayb APV. Letramento nutricional: desempenho de dois grupos populacionais brasileiros. Nutrire Rev Soc Bras Aliment Nutr [Internet]. 2013 [acesso em 2018 Jan 12]; 38(2): 144-55. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/671d/ab554673d3060184c3e0b49c3f389e192acb.pdf

Ricardi LM, Sousa MF. Educação permanente em alimentação e nutrição na Estratégia Saúde da Família: encontros e desencontros em municípios brasileiros de grande porte. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2015 [acesso em 2018 Jan 20]; 20(1): 209-18. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n1/1413-8123-csc-20-01-00209.pdf

Vasconcelos IAL, Sousa MF, Santos LMP. Evolução do quantitativo de nutricionistas na Atenção Básica do Brasil: a contribuição dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família e da Estratégia Saúde da Família de 2007 a 2013. Rev Nutr [Internet]. 2015 [acesso em 2018 Jan 20]; 28(4): 431-50. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rn/v28n4/1415-5273-rn-28-04-00431.pdf

Rodrigues R. Cross-cultural adaptation and validation of the Newest Vital Sign (NVS) health literacy instrument in general population and highly educated samples of Brazilian adults. Public Health Nutr. 2017;20(11):1907-1913. doi: https://doi.org/10.1017/S1368980017000787.

Martins AC, Andrade IM. Cross-cultural adaptation and validation of the portuguese version of the Newest Vital Sign. Rev Enf Ref [Internet]. 2014 [acesso em 2018 15 Mar]; 4(3): 75-83. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn3/serIVn3a09.pdf

Romero SS, Scortegagna HM, Doring M. Nível de letramento funcional em saúde e comportamento em saúde de idosos. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Jan 25]; 27(4): 1-12. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v27n4/0104-0707-tce-27-04-e5230017.pdf

Santos MIPO, Portella MR. Conditions of functional health literacy of an elderly diabetics group. Rev Bras Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2019 Jan 30]; 69(1): 156-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n1/en_0034-7167-reben-69-01-0156.pdf

Nyman MH, Nilsson U, Dahlberg K, Jaensson M. Association Between Functional Health Literacy and Postoperatyve Recovery, Health Care Contacts, and Health-Related Quality of Life Among Patients Undergoing Day Surgery: Secondary Analysis of a Randomized Clinical Trial. JAMA [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Jan 30]; 153(8): 738-45. Disponível em: https://jamanetwork.com/journals/jamasurgery/fullarticle/2679313

Speirs K, Messina LA, Munger AL, Grutzmacher S. Health literacy and nutrition behaviorhs among low-income adults. J Health Care Poor Underserved [Internet]. 2012 [acesso em 2019 Fev 10]; 23(3): 1082-91. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24212161

Rosebaum DL, Clarck MH, Convertino AD, Call CC, Forman EM, Butryn ML. Examination of nutrition literacy and quality of self-monitoring in behavioral weight loss. Ann Behav Med [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Mar 28]; 52(9): 809-16. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6103649/pdf/kax052.pdf

Ferezin C, Sozogno MC. Reflections on the insertion of the nutrition discipline in nursing education. Rev Latino-Am Enfermagem [Internet]. 2007 [acesso em 2019 Mar 28]; 15(6): 1092-98. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n6/05.pdf

Filho PPS, Massi GAA, Ribas A. Escolarização e seus efeitos no letramento de idosos acima de 65 anos. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2014 [acesso em 2019 Abr 05]; 17(3): 589-600. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v17n3/1809-9823-rbgg-17-03-00589.pdf

Ozdemir H, Alper Z, Uncu Y, Bilgel N. Health literacy among adults: a study from Turkey. Health Educ Res [Internet]. 2010 [acesso em 2019 Abr 05]; 25(3): 465-77. Disponível em: https://academic.oup.com/her/article/25/3/464/653474

Marques SRL, Escarce AG, Lemos SMA. Health literacy and self-rated health in adults primary care patients. CoDAS [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Abr 19]; 30(2): 1-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/codas/v30n2/en_2317-1782-codas-30-2-e20170127.pdf

Salvato MA, Ferreira PCG, Duarte AJM. O impacto da escolaridade sobre a distribuição de renda. Estud Econ [Internet]. 2010 [acesso em 2019 Abr 25]; 40(4): 753-91. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ee/v40n4/v40n4a01.pdf

Barros DS. Escolaridade e distribuição de renda entre os empregados na economia brasileira: uma análise comparativa dos setores público e privado dos anos 2001 e 2013. Rev Econ Contemp [Internet]. 2017 [acesso em 2019 Abr 30]; 21(3): 1-26. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rec/v21n3/1415-9848-rec-21-03-e172135.pdf

Guedes MC. A presença feminina nos cursos universitários e nas pós-graduações: desconstruindo a ideia da universidade como espaço masculino. Hist Cienc Saude-Manguinhos [Internet]. 2008 [acesso em 2019 Abr 30]; 15(supl.): 117-32. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v15s0/06.pdf

Paiva D, Silva S, Severo M, Moura-Ferreira P, Lunet N, Azevedo A. Limited health literacy in Portugal assessed with the newest vital sign. Acta Med Port [Internet]. 2017 [acesso em 2019 Abr 30]; 30(12): 861-69. Disponível em: https://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/9135/5257

Sampaio HAC, Carioca AAF, Sabry MOD, Santos PM, Coelho MAM, Passamai MPB. Letramento em saúde de diabéticos tipo 2: fatores associados e controle glicêmico. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2015 [acesso em 2019 Mai 10]; 20(3): 865-74. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n3/1413-8123-csc-20-03-00865.pdf

Wold Health Organization. Health promotion glossary. Geneva: WHO; 1998.

Alonso CMC, Béguin PD, Duarte FJCM. Trabalho dos agentes comunitários de saúde na Estratégia Saúde da Família: metassíntese. Rev Saúde Públ [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Mai 15]; 52(14): 1-13. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v52/pt_0034-8910-rsp-S1518-87872018052000395.pdf

Binda J, Bianco MF, Sousa EM. O trabalho dos agentes comunitários de saúde em evidência: uma análise com foco na atividade. Saúde Soc [Internet]. 2013 [acesso em 2019 Mai 15]; 22(2): 389-402. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v22n2/v22n2a11.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Matriz de ações de alimentação e nutrição na atenção básica de saúde. Brasília: MS; 2009.

Borelli M, Domene SMA, Mais LA, Pavan J, Taddei JAAC. A inserção do nutricionista na Atenção Básica: uma proposta para o matriciamento da atenção nutricional. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2015 [acesso em 2019 Mai 15]; 20(9): 2765-768. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n9/1413-8123-csc-20-09-2765.pdf

Barros DM, Melo MA, Oliveira MHM, Santana MS, Melo LRS, Freitas TS, Silva NP, Machado EKS, Silva MM, Santos MEM, Carvalho SS, Silva JHL, Oliveira PG, Rocha TA, Ferreira SAO, Moura DF. A atuação e importância do nutricionista no âmbito da saúde pública. Braz J of Develop [Internet]. 2019 [acesso em 2021 Jan 26]; 5(10): 17715-17728. Disponível em: https://brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/download/3598/4298.

Teixeira CT, Sigulem DM, Correia IC. Avaliação dos conteúdos relacionados à nutrição contidos nos livros didáticos de biologia do ensino médio. Rev Paul Pediatr [Internet]. 2011 [acesso em 2019 Mai 20]; 29(4): 560-66. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rpp/v29n4/14.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Guia Alimentar para a População Brasileira. 2 ed. 1 reimpr. Brasília: MS; 2014.

Oliveira MAC, Pereira IC. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Rev Bras Enferm [Internet]. 2013 [acesso em 2019 Mai 20]; 66(esp): 158-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66nspe/v66nspea20.pdf

Brasil. Lei nº 8.234. Regulamenta a profissão de Nutricionista e determina outras providências. (19 de setembro de 1991). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/1989_1994/L8234.htm

Ferreira FV, Tajra FS, Cavalcante TTA, Sousa LS, Félix TA. Interdisciplinaridade entre nutrição e odontologia: análise das publicações disponíveis na biblioteca virtual em saúde. Sanare [Internet]. 2015 [acesso em 2019 Mai 24]; 14(1):109-15. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/618/335

Carvalho-Gebran FW, Vincha KRR, Cervato-Mancuso AM. The role of educator in food and nutrition by health professionals in the context of family health care. Rev Nutr [Internet]. 2018 [acesso em 2019 Mai 24]; 31(1):71-81. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rn/v31n1/1415-5273-rn-31-1-0071.pdf

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Brasília: MS; 2015.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN). Brasília: MS; 2013.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal (PNSB). Brasília: MS; 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-237

Refbacks

  • There are currently no refbacks.