A construção do ser pós-moderno e a (DES)construção de sua religiosidade/ The construction of the post-modern being and the (DE) construction of his religiosity

Joelma Ferreira Franzini

Abstract


O presente trabalho tem por objetivo analisar a construção do Ser pós-moderno pari passu com a (des)construção de sua religiosidade e sagrado, que passa a ter dimensões meramente materialistas e ser recriada à imagem e semelhança desse novo Ser. Para tanto, principia por uma incursão nesse processo a partir da Idade Média, passando pela Modernidade, até chegar a Idade Contemporânea, visando demonstrar as influências suscitadas pelo mundo pós-moderno na atual reconfiguração desse Ser. Discute ainda a possibilidade de uma religião subjetivada que, levada ao estremo, pode ser moldada à imagem e semelhança do Ente. As considerações finais indicam que o Ser pós-moderno é alvo de uma forte transfiguração de valores. Instigado ao individualismo, consumismo e egocentrismo, e sem seus anteriores aportes familiares, sociais e religiosos, tende entrar em crise existencial.


Keywords


Religião, Ser, Pós-modernidade, Subjetivação, Individualismo.

References


BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1998b.

BELLOTTI, K. K. História das Religiões: conceitos e debates na era contemporânea. História: Questões & Debates. Curitiba: Editora UFPR, 2011.

BEZERRA, Juliana. Idade contemporânea. Toda Matéria: conteúdos escolares. Disponível . Acesso em: 29 ago. 2018.

BIRMAN, Joel. O mal-estar na atualidade: a Psicanálise e as novas formas de subjetivação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

______. Arquivos do mal-estar e da resistência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DESCARTES, René. Discurso do Método. Tradução de: Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM, 2009.

GOOCH, Anthony. No pós das verdades. Revista UNO, São Paulo, n. 27, p. 14-16, 2017. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2020.

HENRIQUE, Christian Guglielmetti. O último suspiro do neo-racionalismo: o neocontratualismo de Habermas como a via para o irracionalismo. (185 f.) . Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. Disponível em: . Acesso em: 21 ago. 2020.

KEHL, Maria Rita. Sobre ética e psicanálise. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MEDEIROS, Armando. Os perigos da indiferença à verdade. Revista UNO, São Paulo, n. 27, p. 23-25, 2017. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2020.

MOREIRA, J. O. O Sujeito na psicologia: por uma antropologia psíquico-sóciohistórica. In: GONÇALVES, B. D; GUERRA, A. M. C; MOREIRA, J. O. Clínica e inclusão social: novos arranjos subjetivos e novas formas de intervenção. Belo Horizonte: Campo Social, 2002.

OLIVEIRA, Ataualpa et al. Da individualidade ao individualismo: aspectos psicossociais para os indivíduos. en Contribuciones a las Ciencias Sociales, septiembre 200, não paginado.9. Disponível em: www.eumed.net/rev/cccss/05/ofkm.htm. Acesso em: 20 ago. 2020.

ROUANET, S. P. Mal-estar na modernidade. São Paulo: Cia das letras, 1993.

SEVCENKO, N. O Renascimento. 16. ed. São Paulo: Atual, 1994. (Discutindo a História).

SIMMEL, Georg. O dinheiro na cultura moderna. In: SOUZA, Jessé; OËLZE, B. (Orgs). Brasília, Editora UNB, 1998, pp. 23 a 40.

SOUSA, Rainer. Idade Contemporânea, 2018, não paginado. Disponível em: . Acesso em: 2 set. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-199

Refbacks

  • There are currently no refbacks.