Caminhos de uma pedagoga: uma pesquisa fenomenológica autobiográfica / Paths of a pedagogue: an autobiographical phenomenological research

Isabel Cristina Dose L. Almeida, Vitor Gomes

Abstract


Este artigo constitui-se como parte de uma pesquisa do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo- Ufes, cujo objetivo foi realizar um estudo fenomenológico-autobiográfico sobre o que é (como é) ser pedagoga iniciante na faixa dos 50 anos de idade.  Em termos metodológicos tratou-se de uma pesquisa fenomenológica eidética de cunho autobiográfico cuja característica é a elucidação do vivenciado. Em termos de fundamentação teórica baseou-se nos conceitos fenomenológicos das “características básicas do existir” (FORGHIERI, 2004), “a coordenação pedagógica, uma trajetória profissional em construção” (DOMINGUES, 2014) e o ser resiliente (GOMES, 2015). No entanto, neste artigo, que objetivamos refletir sobre o papel multifacetado do coordenador pedagógico no cotidiano da escola buscamos principalmente o aporte teórico de Domingues (2014) para evidenciar as imbricações, desafios, tensões das exigências no exercício do cargo como coordenadora pedagógica em uma escola municipal de ensino.


References


ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Memória, narrativas e pesquisa autobiográfica. História da Educação, ASPHE/FaE/UFPel, Pelotas, n. 14, p. 79-95, set. 2003.

AUTOBIOGRAFIA. In: Wikipédia, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2019. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Autobiografia. Acesso em: 23 abr. 2019.

BACH JUNIOR, Jonas. O trabalho biográfico como fonte de aprendizado: autoeducação e fenomenologia de Goethe. Educar em Revista, Curitiba, v. 35, n. 74, p. 233-250, mar./abr. 2019.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/96, de 20 de dezembro 1996.

DOLWITSCH, Julia Bolssoni; ANTUNES, Helenise Sangoi. Narrativas (auto)biográficas: percursos formativos de uma alfabetizadora. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 3, n. 9, p. 998-1015, set./dez. 2018.

DOMINGUES, Isaneide. O coordenador pedagógico e a formação contínua do docente na escola. São Paulo: Cortez, 2014.

FORGHIERI, Yolanda Cintrão. Psicologia fenomenológica: fundamentos, método e pesquisas. São Paulo: Pioneira, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 47. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GOMES, Vitor. A fenomenologia da resiliência: teorias e histórias de vida. Curitiba: Editora CRV, 2015.

GOMES, Vitor. Três formas de ser resiliente: (des)velando a resiliência de adolescentes no espaço escolar. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade federal do Espírito Santo, Programa de Pós-Graduação em Educação, Vitória, 2004.

HEIDEGGER, Martin. Ser e o Tempo (Parte I). Petrópolis: Vozes, 1995.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Petrópolis/RJ: Vozes, 1995. Parte I e II.

HOLANDA, Adriano Furtado. Pesquisa fenomenológica e psicologia eidética: elementos para um entendimento metodológico. In: BRUNS, Maria Alves de Toledo; HOLANDA, Adriano Furtado (Org.). Psicologia e fenomenologia: reflexões e perspectivas. Campinas: Alínea, 2003. p. 41-64.

LIBÂNEO, José Carlos. A democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1987.

LIBÂNEO, J.C. Ainda as perguntas: o que é pedagogia, quem é o pedagogo, o que deve ser o curso de pedagogia. In PIMENTA.S.G. (Org.). Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2002. P.59-97.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

OLIVEIRA, Sandra Maria do Nascimento de. Relatos autobiográficos a luz da pedagogia de gêneros: uma trajetória com intervenção em classe de alunos de Proeja. 2017. Tese (Doutorado em Letras)–Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-graduação em Letras, Santa Maria, 2017.

ROSA, Elisa Zaneratto; ANDRIANI, Ana Gabriela Pedrosa. Psicologia sócio histórica: uma tentativa de sistematização epistemológica e metodológica. In: KAHHALE, Edna M. Peters (Org). A diversidade da Psicologia: uma construção teórica. São Paulo: Cortez, 2002. p. 259 – 288.

SOUZA, Simone de Paula Rocha. A tessitura da mulher-professora em uma narrativa autobiográfica do brincar da criança com deficiência. Albuquerque: Revista de História, Aquidauana, v. 10, n. 19, p. 178-194, jan./jul. 2018.

SOUZA, Valeska Virgínia Soares. Eu... uma pesquisadora narrativa: aprendendo a pensar e escrever narrativamente. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 3, n. 9, p. 966-982, set./dez. 2018.

TRAJETÓRIA. In: Dicionário de sinônimos online. Disponível em: https://www.sinonimos.com.br/trajetoria/. Acesso em: 4 jan. 2019a.

TRAJETÓRIA. In: Dicionário Online de Português. Disponível em: https://www.dicio.com.br/trajetoria/. Acesso em: 4 jan. 2019b.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-190

Refbacks

  • There are currently no refbacks.