Proteína bruta de forrageiras tropicais no inverno antes e após ocorrência de geada na região do extremo Sul Catarinense / Crude protein of tropical forage in winter before and after the occurrence of frost in the extreme Southern Catarinese region

Lucas Boss, Miguelangelo Ziegler Arboitte, Juliana Muliterno Thurow, Liliane Cerdotes, Franciele de Oliveira, Maurício Duarte Anastácio

Abstract


As forrageiras são fundamentais para a alimentação animal, sendo necessário em sua composição haver no mínimo 7% de proteína bruta para garantir boa fermentação ruminal. Nas forragens perenes tropicais cultivadas no sul do Brasil, enfrentam a ocorrência de geada, o que faz diminuir o crescimento, influenciando a disponibilidade e a qualidade nutricional. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a influência da ocorrência de geada no teor de proteína bruta das forrageiras da família das Poaceae: a Urochloa brizantha cv. Marandu; Urochloa brizantha cv. MG5 Vitória; Urochloa brizantha cv. MG4; Megathyrsus maximum cv. MG 12 Paredão; Megathyrsus maximum cv. Mombaça e Megathyrsus maximum cv. Áries na região do extremo sul catarinense. As amostras das pastagens foram coletadas antes e após a ocorrência de geadas e submetidas a análise de proteína no laboratório de Bromatologia. Os dados demonstraram que as forragens das cultivares do gênero Urochloa e Megathyrsus apresentaram semelhança (P>0,05) na participação de proteína bruta antes e após a geada já quando a participação de proteína bruta foi analisada antes e após as geadas foi verificado maior (P<0,05) participação de proteína bruta nas forragens antes da ocorrência das geadas. Foi observado que após as geadas as cultivares estudadas não supriram as necessidades proteína bruta para proporcionar boa a fermentação ruminal.


Keywords


Forrageiras, geada, proteína bruta, fermentação ruminal.

References


Anastácio, M.D.; Souza, T.H.S. de.; Anastácio, M.D.; Arboitte, M.Z. SOBRESSEMEADURA DE AVEIA PRETA (AVENA STRIGOSA SCHREB.) SOBRE TIFTON 85 (CYNODON SSP. CV. TIFTON 85). 2016. In. Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense (5: 2016 : Araranguá, SC) Anais [recurso eletrônico] / 5. Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense, SICT Sul. Araranguá: IFCS, 2016. 1128p. disponível em: http://criciuma.ifsc.edu.br/sict-sul/images/Anais2016.pdf.

AGUIAR, D; MENDONÇA, M. Climatologia das geadas em Santa Catarina. In: Simpósio Brasileiro de desastres naturais. 1. 2004. Florianópolis. Anais... Florianópolis. GEDN/UFSC, 2004. p. 762-773. Disponível em: http://www.labclima.ufsc.br/files/2010/04/AGUIAR-E-MENDON%25C3%2587A_2004.pdf

Boss, L.; Arboitte, M.Z.; Anastácio, M.A.; Machado, S.W.; Pereira, V.A.; Thurow, J.M. NÍVEL DE PROTEÍNA BRUTA DE GRAMINEAS DE CLIMA TROPICAL EM ESTÁDIO REPRODUTIVO. Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense (6: 2017: Criciúma, SC) Anais [recurso eletrônico] / 6. Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense, Sict-Sul. Criciúma: IFSC, 2017. 918p. p.884. Disponível em: http://criciuma.ifsc.edu.br/sict-sul/images/Anais2017.pdf

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA. Agrometeorologia. 2017. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2018. Acesso em 21/01/2021.

CANTO, M.W .do et al. Efeito da Altura do Capim-Tanzânia Diferido nas Características da Pastagem no Período do Inverno. 2001. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2018.

JACQUES, A.V.A. A queima das pastagens naturais: efeitos sobre o solo e a vegetação. Cienc. Rural, Santa Maria, v.33, n.1, p.177-181. fev. 2003. Disponível em . acessos em 28 jun. 2018.https://doi.org/10.1590/S0103-84782003000100030. Acesso em: 28 jun. 2018.

HAMMER, Ø. PAST - Paleantológical Statistcs. Version 3.20. 2018. Disponível em: https://folk.uio.no/ohammer/past/. Acesso em: 20 jun. 2018

MAGNUS, D. D. V.; ARBOITTE, M.Z.; ZACCARON, J. de B. Produtividade e qualidade da forragem de cultivares de Panicum maximum Jacq. em neossolo quartzarênico. Revista Científica Rural. v.22, n.1, p.238-250. 2020. DOI: https://doi.org/10.30945/rcr-v22i1.3108

MATEUS, J.C. et al. Estimativa de produção forrageira na área de agrostologia do IFC Campus Santa Rosa do Sul. In. 8º Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense – SICT-Sul, 2019. Santa Rosa do Sul. Anais... Santa Rosa do Sul. 2019. p.983. Disponível em: http://criciuma.ifsc.edu.br/sict-sul/images/Anais2019.pdf.

MEDEIROS, R.de M. MARINO, C.T. Proteínas na nutrição de bovinos de corte. In: Nutrição de bovinos de corte: fundamentos e aplicações/ Ed. Medeiros, S.R. de. Gomes, R da C.; Bungenstab, D.J. Brasilia, DF. EMBRAPA, 2015. 176p.

SBRISSIA, A. F. Produção animal em pastagens cultivadas em regiões de clima temperado da América Latina. Archivos Latinoamericanos De Producción Animal, 25(1-2). Recuperado a partir de https://ojs.alpa.uy/index.php/ojs_files/article/view/2568

SILVA, D. J.; QUEIROZ, A. C. Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. 3ª ed. Viçosa: UFV. p. 235. 2006.

Sistema de Monitoramento Agrimeteorologico. AGRITEMPO. Estação Meteorológica de Araranguá/SC Disponível em: https://www.agritempo.gov.br/agritempo/jsp/Grafico/graficoMicrorregiao.jsp?siglaUF=SC

VALADARES, R.F.D.; GONÇALVES, L.C.; RODRIGUEZ, N.M. et al. Níveis de proteína em dietas de bovinos. Consumo e digestibilidades aparentes totais e parciais. Revista Brasileira de Zootecnia, v.26, n.6, p.1252-1258, 1997.

ZACCARON, J. de B.; ARBOITTE, M.Z. Produção de biomassa e qualidade de Panicum maximum cv. Tanzania submetidos a doses de gesso agrícola. Revista de Ciência e Inovação. v.4, n.1, p.82- 93, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-157

Refbacks

  • There are currently no refbacks.