Tratamento cirúrgico de canino superior não irrompido: revisão de literatura / Surgical treatment of unerupted upper canine: literature review

Mário Jorge Souza Ferreira Filho, Andrey Souza Brandão, Artemilson Gama de Brito, Christian Vital Barroso Dias, Yuri da Silva Pimenta, Rodrigo Marocchio Pavane, Joselane Rodrigues do Nascimento, Júlia Lima de Aguiar

Abstract


O canino é um elemento dentário de extrema importância para a harmonia oclusal, sendo tratamento dependem da posição do canino em relação às estruturas adjacentes e à possibilidade indispensável nos movimentos de lateralidade, constituindo um elemento de proteção do sistema estomatognático. Eles têm um longo e complexo caminho de erupção, de seu local de formação (lateral à fossa piriforme) até sua posição final de erupção. Além disso, leva duas vezes mais tempo para completar a sua erupção e, portanto, torna-se mais susceptível a sofrer alterações e impactações na sua trajetória de erupção. A prevalência de caninos impactados é alta, sendo o segundo tipo mais comum no grupo da inclusão dentária. Seus principais fatores etiológicos são a falta de espaço e o trauma dentário. O prognóstico e escolha da abordagem do de movimentação ortodôntica. Este trabalho tem como objetivo revisar aspectos gerais e tipos de tratamentos para caninos não irrompidos, através de uma revisão de literatura. Conclui-se que o sucesso do tratamento de canino retidos começa com o diagnóstico precoce realizado pelo clínico geral, que tem responsabilidade de orientar o paciente e encaminhar para cada especialista no momento adequado do tratamento.

 


Keywords


Dente canino, Dente não erupcionado, Cirurgia bucal.

References


ALMEIDA, R. R. et al. Abordagem da impactação e/ou irrupção ectópica dos caninos permanentes: considerações gerais, diagnóstico e terapêutica. Rev. Dental Press Ortodon. Ortop. Facial, v.6, n.1, p.93-116, 2001.

ALTURAS, VÂNIA ANDREIA RODRIGUES FERREIRA. Patologias Associadas a Caninos Inclusos. Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2016.

BISHARA, S. E. Impacted maxillary canines: a review. Am. J. Orthod. Dentofacial Orthop., v.101, n.2, p.159-170, 1992.

BORDAIS, P. et al. (1980). Les dents incluses. Encyclopédie Médico Chirurgicale. Paris Stomatologi, G, pp. 22032 .

BROADBENT, B. H. Ontogenic development of occlusion. The Angle Orthod., v.11, n. 4, p. 223- 241, 1941.

CAMPOS, M.S. et al. EXODONTIA DE CANINO INCLUSO POR MEIO DE RETALHO PALATINO – RELATO DE CASO. Ciência Atual, Rio de Janeiro, 2020.

CAPASSO, L. et al. (1991). The congenital absence of the permanent upper lateral incisor with the persistence of the deciduous canine in a subject of the Iron Age from the Sulmona (AQ) necropolis. Minerva-Stomatol, 40, pp. 365-71.

CASTRO, F.C. ANÁLISE E LOCALIZAÇÃO DA INCLINAÇÃO DOS CANINOS IMPACTADOS EM ORTOPANTOMOGRAFIAS. Dissertação 2º Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Mestrado em Ortodontia Gandra, 2017.

CRUZ, M. H. Impacted Canines: From Diagnosis to treatment. 2011. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso – Faculdade de Odontologia, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, 2011.

CELIKOGLU M. et al. - Investigation of transmigrated and impacted maxillary and mandibular canine teeth in na orthodontic, Maxillofac Surg 68:1001-1006, 2010.

DAMANTE, S.C. et al. - Impacted canine traction: diagnosis and treatment. Arch Health Invest (2017) 6(12):580-585.

DEWEL, B. F. The upper cuspid. Its development and impaction. The Angle Orthod., v.19, n.2, p. 79- 90, 1949.

GRIVU, O. (1976). Evolution Phylogenétique dento-maxillaire.

LACERDA, M.L. et al. Cirurgia de canino maxilar incluso – O papel dos meios auxiliares imagiológicos e da experiência do operador. rev port estomatol med dent cir maxilofac. 2019;60(4):169-174.

LIMA, G.A.J.de. et al. Tratamento Cirúrgico de Canino Incluso/impactado na Maxila - Relato de Caso. Centro Universitário FACIPLAC do Gama, Brasília, 2018.

Machado LM. et al. - Cisto Dentígero Associado ao Canino: O sucesso de uma abordagem clínico-cirúrgica. Rev Odontol Bras Central 2014;23(64).

MATSUI, R. H. et al. (2007). Impacted canine – treatment alternatives. Rev. Inst Ciênc Saúde., 25(1):75-83.

PECK, S.; PECK, L.; KATAJA, M. The palatally displaced canine as a dental anomaly of genetic origin. Angle Orthodontist, Appleton, v. 64, n. 4, p. 249-256, 1994.

PETERSON, LJ. (2000). Cirurgia oral e maxilofacial contemporânea. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

PURICELLI, E. Tratamento de caninos retidos pela apicotomia. Rev. Gaúcha Odont., v.35, n.4, p.326- 30, 1987.

SOARES-SANTOS, K.S; ALBUQUERQUE, R.B; CALDAS, L.T.S; SOARES, M.S; MACÊDO, L.F.C. IMPACTAÇÃO BILATERAL DE CANINOS SUPERIORES: relato de caso. Maceió, Vol.27, No.1, 32-35 (2018) RvACBO ISSN 2316-726, dezembro, 2017.

SOARES, V.K; MENEZES, L.M.de Abordagem de caninos superiores impactados. Revista Ortodontia Gaúcha – Volume XX, Número 1, janeiro a junho /2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-089

Refbacks

  • There are currently no refbacks.